Esperar no Senhor & Como se Comportar!


Esperar no Senhor & Como se Comportar




Ei, Princesas. Como vocês estão ?
Então, depois de vocês votarem lá na página, ficou decidido este tema para o dia de hoje... Eu espero que vocês gostem e sejam abençoadas. *-*


Todo mundo quer um Príncipe que segure a sua mão, que cuide de você, que te traga flores em dias sem importância... Todas nós queremos ser amadas, queremos viver um romance eterno! Estou certa né?
Mas sempre surge aquelas dúvidas, quem será ele ou como vou encontrá-lo? Posso ficar com alguém que acho ser o cara certo? É pecado beijar na boca?

Para tirar essas e algumas outras dúvidas e para iniciarmos o nosso estudo de hoje, veja este vídeo que a Pastora Sarah Sheeva concedeu ao site Verdade Gospel:


Esperar no Senhor

 Compreendendo:


# Esperar é importante? 
Sim, é importante. Quando você escolhe esperar em Deus, você decide que Ele é o primeiro convidado a opinar nesta decisão. Deus é fiel e Ele cumprirá toda promessa feita sobre a sua vida. 
Deus não planejou que viéssemos a terra e ficássemos sozinhas, não, muito pelo contrário, Ele chegou a conclusão que o ser humano precisava de companheira lá na época de Adão. Todos os animais tinham companheiros, mas Adão era solitário, foi então que Deus decidiu criar Eva, para que o homem tivesse com quem se corresponder, com quem viver... (Gênesis 2). Você tem que entender que a questão não é "o que esperar", mas em quem, EU ESCOLHI ESPERAR EM DEUS. Por que mesmo? Porque Ele, apenas Ele tem o melhor para a minha vida.  

# E se eu não esperar, o que acontece?
Quando você decide que não vai esperar em Deus acaba saindo a procura de um amor, o que não acho nada bonito para uma Princesa... Você vai à caça, ultrapassa a vontade do seu Pai, e o que com certeza acarretará será dor e sofrimento. Namoros que começam fora das bençãos de Deus, vão contra as vontades do seu Pai celestial e dos seus pais, só trará problemas e confusões, tanto físico quanto mentalmente falando.  
Fora que uma moça sair por aí procurando um amor só é bonito nos filmes e livros, porque na vida real uma cristã que vai a procura está saindo de um princípio bíblico. No século XXI pode até ser normal, mas a Bíblia nos ensina que: uma Princesa de Deus, com princípios e decência, não toma a iniciativa, ela espera. (Mas esse é um assunto que vamos tratar um pouco mais embaixo, rsrs Eu acabo me empolgando e falando tudo de uma vez).
     

O que eu ganho Esperando em Deus?

  1.  Não espere em Deus por interesse, espere por amor.
  2.  Não adianta dizer: "Ah, estou esperando em Deus", mas ficar com 3 depois do culto.
  3. Esperar não é fácil, por isso esteja sempre orando e pedindo sabedoria a Deus para caminhar a jornada que Ele preparou pra você. 


- Esperando em Deus você ganhará:
"O amor é paciente, o amor é bondoso. Não inveja, não se vangloria, não se orgulha. Não maltrata, não procura seus interesses, não ira facilmente, não guarda rancor. O amor não se alegra com a injustiça, mas se alegra com a verdade. Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta." ( I Coríntios 13:4-7)

Quem espera em Deus verá esta linda e emocionante descrição de amor se tornar real. Mas só uma dica, você Princesa Cristã jamais irá viver este amor com qualquer rapaz que não serve a Deus, este amor é para aqueles que escolhem viver o amor Deus antes de tudo!

# Tudo que vale ter, vale a pena esperar. A Princesa que decide esperar em Deus, ganhará um amor para vida inteira!  

"Espera no SENHOR, anima-te, e ele fortalecerá o teu coração; espera, pois, no SENHOR." (Salmo 27:14)
Princesas, quando nós decidimos esperar, depositamos nossa confiança em Deus, nós criamos uma  intimidade maior com Ele. E nosso maior prêmio por esperar em Deus não é o amor, a pessoa, ou o que viveremos depois... Mas sim, o relacionamento que desenvolvemos com o Pai. Só teremos o amor carnal, quando estiver cheias do amor Celestial! 


Esperar em Deus é fácil?

Sinceramente, não é fácil. Há aqueles dias que tudo que você deseja é alguém do teu lado. Você caminha pelas ruas e vê tanta gente de mãos dadas, tantos casais fofos, como você queria ter o seu Príncipe agora... Esses sentimentos surgir não é idiotice ou mentira minha não, nós somos adolescentes/jovens, nosso corpo pede, o mundo nos oferece, mas nós somos fortes e mostramos a eles que Deus tem a hora certa e vamos esperar. 
É difícil, mas não impossível, Princesa. Deus está com você, Ele tira a ansiedade, expulsa o medo e nos encoraja a esperar, para obter tudo isso, basta você orar com fé, Ele sempre te ouvirá!
Como o Salmo 27:14 que lemos acima, Deus fortalecerá seu coração, você vai ver. O que você não pode é:
  1. Ficar imaginando sua vida com os garotos que você possivelmente gostaria de "amar".
  2. Ficar inventando amores impossíveis com garotos que não servem pra você.
  3. Colocar tanto um certo rapaz na sua cabeça e acabar gostando dele. 
Espere tranquilamente, aproveite esse momento da sua juventude para aprender mais, para se achegar a Deus, curta essa fase com SANTIDADE! Beleza?! :]] 

Basta que eu espere e o meu Príncipe irá chegar?

Não o seu Príncipe não vai cair do céu bem na sua frente. Você não vai estar andando na calçada e um rapaz vai passar e Deus irá dizer: "Filha é esse aí mesmo". 
Não, nadinha disso, muitos irão passar por você, irão chamar a sua intenção, e você deve estar sempre em oração. Diga a Deus para tocar o seu coração para quando a pessoa certa aparecer. Antes de começar um namoro, comece uma amizade, veja se você aprova, se você suporta todos os defeitos e qualidades, e principalmente: "Papai, o Senhor aprova?"
Deus nos dará a oportunidade, caberá a nós tomar a decisão, é por isso que você deve ser uma garota sábia, antes de qualquer relacionamento.  


Como se Comportar


"Ok, eu decidi esperar, mas como eu me comporto agora? O que eu faço?"


   Você já é uma Princesa Cristã, portanto já mantêm sua santidade, certo?! 

 INSTRUÇÕES PARA UM VIVER SANTO (Colossenses): 
Abrir mão:
- Imoralidade sexual;
- Impureza;
- Paixão, desejos maus e ganância.
- Ira, indignidade; 
- Maldade;
- Maledicência;
- Linguagem indecente;
- Mentiras. 


Nós não somos Santas, buscamos SANTIDADE!

  • SOMOS POVO ESCOLHIDO, AMADAS DE DEUS, REVESTIMO-NOS DE:
- Bondade;
- Profunda compaixão;
- Humildade;
- Paciência;
- Mansidão;
- Amar e suportar o próximo.

Vocês devem estar pensando: "Thaís, você está fugindo do tema. Eu quero saber como eu faço para esperar em Deus, não como ser santa... Já ouvi todas essas 'regras'...". 
Princesas, antes de qualquer espera é necessário ter uma vida santificada. Pensa comigo:

  1.  Sem a paciência que Deus dá como alguém aguentaria uma espera de 14 anos como Jacó aguentou?
  2. Se você não souber amar o próximo, como conseguirá amar o seu futuro namorado? Lembre-se: antes ele também será um próximo.
  3. Você jamais encontrará alguém que te complete, Deus é o único capaz de nos encher, todo o amor que vier depois Dele será para te transbordar. Quando se ama a Deus, você recebe todas as qualidades de uma vida santificada, você nasce de novo, agora precisa cultivá-las. 

 O que fazer durante a espera?

Aproveite seu tempo de espera para se conhecer melhor, para se achegar a Deus. Não espere um relacionamento para adquirir maturidade e sabedoria, essas qualidades devem ser conquistadas antes. 
Você tem muita coisa para conhecer, para se aprofundar, a maioria de vocês assim como eu, deve estar na fase de vestibular, faculdade, aproveite sua época de solteira para se dedicar aos estudos, para realizar seus sonhos. 
Nós estamos numa fase de muita energia, somos livres, somos jovens, podemos ir muito além ao lado do nosso Pai. Louvar, adorar, estudar a palavra, evangelizar... Não nos falta opções, vamos aproveitar esta fase com Santidade, vamos ser jovens para Deus. 
Então te respondo o seguinte, passe a sua espera se apaixonando por Deus a cada instante, faça da sua espera uma jornada linda e grandiosa, onde Deus é o seu autor.   



Enquanto espero tenho direito a fazer o que?

Há quem diga que não existe problema em você ficar com alguém de vez em quando, mas eu não concordo com isso. Quando você fica com alguém todos os sentimentos do seu corpo surgem, e nasce uma imensa bola de neve, você hoje fica com um, amanha fica com outro e assim por diante. 
Não é pecado beijar na boca, mas através do beijo muitos outros desejos podem surgir, por isso você deve esperar não apenas pela pessoa certa, mas também pela época certa... 
Não saía por aí ficando com qualquer um, espere por aquele que Deus preparou pra você, se guarde, mantenha sua pureza. 
Assim como eu disse mais acima e a Pastora Sarah também, garota não vá a procura, é fundamento bíblico, o seu Príncipe vai chegar até você. 










E se a espera me deixar aflita e ansiosa?

Vamos mandar essa ansiedade e aflição embora.

Salmos 55:22 - "Entregue suas preocupações ao Senhor; ele o susterá; jamais permitirá que o justo venha a cair." 
Você está esperando em Deus, lembra? Por amor e não obrigação. Pode ser difícil, mas tenha certeza valerá a pena.

Salmos 119:50 - "Este é o meu consolo no meu sofrimento: A tua promessa dá-me vida."

# LEMBRE-SE SEMPRE: DEUS É FIEL E A PROMESSA VAI SE CUMPRIR!



Comportamento

- Você é um diamante, à Menina dos Olhos de Deus, valorize-se sempre.
- Tenha postura, nada de roupas curtas, indecentes, não fique o tempo todo realçando o seu corpo. A beleza de uma Princesa está no seu interior.
- Seja a diferença. Você não pertence a terra, portanto deve sempre ir na contramão do mundo. 
- Não se ache feia, você foi feita a imagem e semelhança de Deus, por acaso Deus é feio?
- Uma Princesa sabe que o Rei tem o melhor para ela. Uma Princesa permite que Deus tome a frente da sua vida.
- Uma Princesa não procura Príncipes, ela espera pelo amado que Deus preparou para ela.
- Feliz é a Princesa que espera em Deus! :))





"O Senhor é bom para com aqueles cuja esperança está nele, para aqueles que o buscam."
~ Lamentações 3:25.

 


A melhor escolha que você pode fazer é escolher esperar em Deus!




Espero que vocês tenham gostado e aprendido um pouquinho. Deus as abençoe, Princesas. Um beijinho :**
Thaís Oliveira.


Capítulo 7 (2ª Parte) - Confiar.


Ei, Meninas *-*


Como vocês estão? Estão tendo um bom fim de semana? Espero que sim. Bom como eu disse, estou postando a segunda parte do Capítulo 7, espero que vocês gostem.Obrigada pela paciência e carinho >.<

Beijinhos, Thaís Oliveira. 

Segunda Parte




Passar por uma situação dessas não é fácil, e Sophia não escapou. Dor queimava em seu peito, mesmo tendo paz e sabendo que Deus estava ao seu lado, a carne dela doía..
Imagine a escola toda zombar de você, aqueles que você chamava de amigo darem as costas pra ti, agora você só tem o apoio dos seus pais e de uma única amiga...
Não, a circunstância que invadiu a vida de Sophia não era pra qualquer um, só com o Mestre mesmo para vencer. Enquanto Sophia lutava contra essa rejeição e dor, o inimigo tentava fazer com que uma depressão inundasse o seu coração.
O Mestre porém, enviou uma equipe muito maior de anjos para guardá-la, e quando Jesus chegou acompanhado de seu exército, Ele disse:

 – Assim disse o meu Pai: "Mil cairão ao teu lado, e dez mil à tua direita, mas não chegará a ti". (Salmos 91:7-8) Sophia estará guardada como sempre esteve, mas agora nossa luta é maior. Satanás está indignado Conosco, ele não aceita o fato do Senhor ter perdoado Sophia, não aceita ela ter tomado uma decisão boa e certa. Ele quer fazer com uma depressão a abata, fica tentando fixar pensamentos negativos e destrutivos, e Nós estaremos aqui para fazer com que ele caía por terra. Ela não pertence a esta terra, ela é do céu, foi feita para um dia subir as nuvens e viver Comigo e o meu Pai, Nós não deixaremos que ela caía, não deixaremos morrer a história que foi escrita para ela.

Sophia mesmo sem saber recebeu as palavras e a determinação de Jesus, ela estava obstinada a passar por aquela luta vencendo. 
Quando fugimos das mãos do Senhor, nos deparamos com caminhos triste e dolorosos, falo nós, porque vejo o aconteceu a satanás, ele era um anjo, que foi contra Deus, olha a recompensa por ter seguido um caminho fora da luz...
Longe do Mestre não há vida, não há luz, não há razão, apenas escuridão, dor, morte. Não é isso que Deus quer para os seus filhos e por isso Ele cuida de cada uma de vocês, protege, as guarda.






Durante o jantar daquela noite, Sophia e os pais conversaram bastante.

– Como vão as coisas na escola, querida? – Indagou Ana.

– Para falar a verdade, não muito bem mãe... Mas tive uma surpresa muito boa hoje, sabe quem está estudando lá na escola? – O rostinho triste de Sophia havia sumida, e a garota risonha que adorava contar as novidades surgiu novamente. 

– Quem, querida? – O pai perguntou, se animando com a alegria da filha. 

– A Jú, ela vai estudar lá agora. Ela se mudou para perto da escola, parece que o tio Tiago conseguiu um trabalho novo e tal... A Jú está estudando na mesma sala que eu, nós não nos separamos hoje. 

– Oh, que maravilha, Sophia. Você não precisa ficar sozinha, viu como Deus é bom? – Ana e Gustavo estavam encantados pela alegria que surgia na filha. Eles não estavam satisfeitos com a mentira e toda a confusão que Sophia havia se metido, mas eles estavam dispostos a ajudar. E desde que receberam a triste notícia há três dias, não haviam visto um sorriso sequer no rosto da filha, agora a situação estava ficando diferente. Havia vida, alegria, o brilho que há algum tempo havia ficado apagado nos olhos de Sophia irradiavam. Ela estava voltando a ser a menininha deles de novo e isso era maravilhoso. 

– As pessoas ainda ficam cochichando e inventando histórias estúpidas, isso me deixa triste, é horrível se deparar com tudo isso, mas pelo menos agora eu posso ver quem é meu amigo de verdade, eu aprendei a lição e o mais importante não importa o que as pessoas falam ou pensam de mim, Deus sabe o que eu fiz e não fiz, vocês sabem, a Jú sabe, são vocês meus amigos, é em você que posso confiar...

Augusto pegou a mão da filha, levou até seus lábios e a beijou. Transbordando calma e amor Augusto conversou com ela.

– Sophia, você sempre poderá contar conosco, não porque é nossa obrigação, mas sim por amarmos você. Nós não somos apenas seus pais, somos seus amigos e queremos que você confie em nós antes de confiar em qualquer um lá fora. Às vezes nossas decisões não são do seu agrado, mas tenha certeza que são as melhores, pois não estamos cuidando de você sozinhos, Deus é conosco e todas as noites sua mãe e eu entregamos a sua vida à Ele, pedimos direção e sabedoria para cuidar de você.  

– Você é o nosso presente, a nossa herança Estrela, e só queremos o seu bem. Quando você não concordar com o que escolhemos venha conversar conosco, nós iremos resolver juntos, somos uma família, não queremos ver o seu mal, muito menos dor na sua vida... Deixe que cuidemos de você, ok? – Ana com lágrimas nos olhos se levantou foi até a filha e a abraçou. 

Após o abraço, Sophia pegou a mão da mãe e do pai.

– Eu jamais quis magoar vocês, mas o fiz e como me arrependo disso. Mas eu juro que jamais farei novamente. Nem todos tem a sorte que eu tenho de ter pais tão maravilhosos assim, qualquer outro pai teria acreditado naquela mensagem, teria insultado e julgado a filha, mas vocês me ouviram, me acolheram e entenderam que tudo era uma mentira. Vocês souberam da pior forma que eu menti, e mesmo assim me perdoaram, eu serei eternamente grato por antes de vocês serem meus pais seres meus melhores amigos... Muito obrigada! – Sophia disse chorando e abraçando os pais. 

Todos os anjos que estavam ali para protegerem esta família do Senhor começaram a brilhar cada vez mais, o amor celestial nos eleva e elevou aquela família também. Enquanto eles se abraçavam não resisti e os envolvi em meus braços. 

"Mestre, que esse amor permaneça puro e jamais acabe." Eu pedi a Deus. 
  
 Depois das fortes emoções daquele momento eles terminaram o jantar rindo e conversando mais ainda. Decidiram ir ver um filme antes de se deitar. Assim que o filme acabou, Augusto pegou a Bíblia, desligou a TV e se sentou entre a filha e a esposa. 
                                                                      
– "Ah! O bramido das numerosas nações; bramam como o mar! Ah, o rugido dos povos; rugem como águas impetuosas! Embora os povos rujam como ondas encapeladas, quando ele os repreender, fugirão para longe, carregados pelo vento como palha nas colinas, como galhos arrancados pela ventania. Ao cair da tarde pavor repentino! Antes do amanhecer, já se foram! Esse é o destino dos que nos saqueiam, essa é a parte que caberá aos que roubam." Isaías 17:12-14. – Após ler, Augusto fechou os olhos e meditou um pouco. 

Enquanto via o pai meditar, Sophia se lembrou do quanto adorava estes momentos e o quanto havia fugido deles nos últimos meses. O pai, como cuidador da família não apenas pelo lado carnal mas também espiritual, sempre lia a Palavra Sagrada, meditava e orava, era um costume antigo em casa, e desde pequena Sophia era apaixonada por ele. Quando começou a ler, ela ficava toda animada para que o pai deixasse que ela escolhesse o versículo e lê-se, acho que foi por esse motivo que Sophia aprendeu a ler tão rápido, antes mesmo de ir para a pré-escola. 

– Sabe, quando escolhemos o caminho da morte nos tornamos quem rouba, queremos ficar escondidos da luz, temos que viver correndo com medo que as pessoas venham descobrir nossos erros... Eu também já fui um daqueles que roubam e por experiência própria posso afirmar que não há caminho melhor do que o do Senhor. – Augusto parou, segurou a mão da esposa e olhou dentro dos olhos de Sophia. – Quando adolescente eu também errei Sophia, eu me afastei da palavra e de tudo que havia aprendido, e diferente de você eu não tive pais que entenderam e foram me salvar... Não, eles me deixaram lá, errando cada vez mais, claro a culpa não era deles se eu estava procurando o mal, mas eles não me ajudaram.
"Estavam tão preocupados em brigar, que mal viram o caminho que o filho deles estava seguindo. Eu não me envolvi com drogas, mas me meti em vários relacionamentos errados, saí da minha santidade, perdi a minha inocência. Hoje os garotos querem mesmo é ter experiências, acham ridículo a ideia de um homem ser virgem, mas eu não achava e me guardei até os 18 anos, foi quando eu comecei a errar e perdi o que eu estava guardando para a pessoa certa. 
Para algumas pessoas pode não ser nada, mas para mim era muito. Eu comecei a não querer ir mais a Igreja, não queria que Deus me visse depois do que eu fiz e foi então que comecei a me esconder como um ladrão. 
Mas não dá para se esconder de Deus e sou feliz por isso. Na hora certa, Ele me permitiu encontrá-Lo e mudou a minha vida. Deixei de correr e passei a caminhar na direção da luz de Jesus Cristo." 

Sophia ouviu atentamente o que o pai dizia, ainda não havia ouvido sobre aquela parte da vida dele, e ficou feliz por ele ter compartilhado com ela. 

– O seu pai, você e eu sabemos o que é andar como aqueles que roubam querida, e sabemos o quanto não vale a pena. Andar na luz, caminhar com o Senhor é a melhor escolha. Deus nos ama tanto, fez tanto por nós, deu Jesus para nos salvar, e o que temos de melhor para ar a Ele é a nossa vida. Nós podíamos simplesmente dar a nossa vida a Ele, pelo tudo que Ele já fez, mas com todo o seu amor foi nos prometido algo em troca, VIDA ETERNA. Caminhar livre em direção ao céu é a nossa missão, nosso dever, amém?! – Ana concluiu o pensamento e ajoelhou, sendo imitada pelo esposa a filha. 

– Majestoso Pai, Único merecedor de toda honra e glória, nos prostramos humildemente perante a Ti, para agradecer por mais este dia, obrigada por não nos faltar alimento, por não passarmos necessidade. Obrigada Senhor, pelo teu amor, pela Tua mão misericordiosa sobre nós. Te agradeço pela minha família, pela vida do meu esposo e filha... – Ana parou e Augusto iniciou sua oração. 

– Obrigado Altíssimo por nos guardar nos Teus braços, por não desistir de nós. Todas as vezes que ousamos sair dos Teus caminhos o Senhor nos trouxe de volta. Obrigado, muito obrigado. A Tua bondade é tão maravilhosa, que o Seu amor venha sempre resplandecer sobre nós. Que nossa casa seja luz, que sejamos abençoados... – Augusto parou. 

– Pai, muito obrigada pelos pais que me deste, por sermos uma família tão unida e abençoada. Continue nos abençoando, nos cobrindo com o Teu santo manto... Que os Seus anjos cerquem a nossa casa, obrigada por tudo, tudo mesmo, oramos e te agradecemos em nome de Jesus Cristo, amém!

– Amém! – Augusto e Ana encerraram a oração com a filha. 

– Agora está na hora de deitar, mocinha. Amanha todos nós temos que acordar cedo. – Ana disse ajudando Sophia se levantar. 

– A tua benção, mãe. 

– Deus te abençoe, querida. Boa noite. 

– A tua benção, pai. 

Augusto puxou a filha nos braços e a abençoou.

– Deus te abençoe, minha Estrela. Até amanha. 

Sophia subiu para o quarto. Mal sabia ela, que antes mesmo de pedir a Deus anjos guardando a sua família, a casa já estava cheia deles. 





 


O dia surgiu acompanhado de um sol brilhante e um céu limpinho, tão azul que parecia ter sido pintado agora mesmo. 

Sophia acordou toda animada. Levantou da cama e já se pôs de joelhos para agradecer ao Mestre, antes de começar a se arrumar, viu que tinha um tempinho sobrando e pegou seu Diário da Garota Que Ora e escreveu com uma caneta rosa.

"Hoje o dia nasceu perfeito! Tudo será diferente *--*"

Ela estava determinada que o seu dia fosse perfeito, e realmente cabe a vocês fazê-lo perfeito. Meninas, você tem a companhia de Deus, Ele preparou o melhor para vocês, mesmo que as circunstâncias de hoje não sejam tão boas, vocês tem a Ele como protetor. Tudo depende de como você vê:

  1. Um problema pode virar uma grande lição; 
  2. Um mico na sala de aula, pode se tornar um hilário motivo para risadas mais tarde; 
  3. Acordar com o cabelo todo bagunçado e ele não ter jeito hoje, pode te mostrar o quanto você não é uma boneca toda perfeita que não tem vida, mas uma Princesa do Senhor que é linda pelo que carrega no coração. 
  4. Se você amanhecer chorando, com certeza Deus te dará um belo motivo para sorrir até o fim do dia. 
  5. E os dias que amanhecem simples e parecidos com qualquer outro, tem uma chance imensa para se tornar um dia inesquecível! 
Cabe a você deixar que as surpresas de Deus tornem seu dia perfeito!


Depois de tomar um belo banho, vestir o uniforme e pentear os cabelos, Sophia passou um rímel e acrescentou uma linda teara de lacinho nos cabelos. Ela se olhou bem no espelho e disse: 

  Hoje vai ser melhor, eu crfeio! 

Encontrou com os pais e após tomar o café da manhã, correu para pegar o ônibus. 


Assim que desceu do ônibus, viu vindo em sua direção Júlia, a amiga estava toda sorridente também. 

 Bom dia, amiga!  Jú disse toda animada. 

 Bom dia! Como você está?   Sophia perguntou espalhando sorrisos.

 Bem, muito bem. E você pelo visto também, né?   Jú perguntou rindo. 

 Com certeza! 

Elas entraram na escola, e muitos ainda olharam para a Sophia fazendo piadinhas. Um grupinhos de meninos estava rindo bem do lado delas, foi quando Sophia viu Jú ficar toda vermelha.

Isso não é bom... Baixinha quando fica nervosa sai até da santidade. 

"SOPHIA PARA ELA!" Eu gritei para a Estrela. 

Estrela segurou o braço da Júlia e sussurrou: 

  Deixa pra lá. 

A manhã transcorreu da melhor maneira que se podia esperar perante aquela confusão. Sophia viu algumas piadinhas baratas, ouviu algumas besteiras saindo da boca de altos meninos ignorantes, mas deu o seu melhor para não ouvir nada daquilo. Se ela queria um dia perfeito, um dia diferente, tinha que esquecer esse presente chato. 

– Por que você não vai comigo lá pra casa hoje?  Ela sugeriu a Jú.

– Eu vou adorar. Assim que a aula terminar vou ligar pra mamãe e perguntar se posso. 
    
– Sabe Jú, hoje eu determinei que meu dia seria diferente e vai ser... Eu não vou dar ouvidos a essas pessoas, eu sei que pisei na bola feio, mas o que elas estão fazendo é idiota e mentiroso. Eu não vou cair na deles. Eu durmo tranquila sabendo que não fiz mal algum para ninguém. 

– É desse jeito que gosto de ver. Sabe o que tornará este dia ainda mais perfeito? – Júlia já estava cheia de ideias, mal contendo sua felicidade entre suas enormes bochechas.

– O que? – Perguntou Sophia toda curiosa. 

– Uma tarde cheia de brigadeiro e sessão de fotos, que tal?

– Perfeito, ao som de Marcela Taís, conhece? 

– Claro. Vai ser demais! Ah, mas nós não podemos nos esquecer, vai ter um ensaio de teatro hoje, e a senhorita vai comigo. Fechado? 

– Com certeza! – E continuaram elas programando atividades para a tarde. 

Amigos que antes são irmãos de fé, são bençãos para a vida de vocês. Tenham amigos que as aproximem de Deus! 







Capítulo 7 - Confiar (1ª Parte)

Princesas, minha semana foi muito corrida e não deu para escrever muito, infelizmente esse capítulo ficou pequenininho, mas vou estar escrevendo mais amanha e até sábado posto a segunda parte.
Espero que vocês compreendam. E também espero que gostem dessa parte >.<
Deus as abençoe,
Thaís Oliveira.

Capítulo 7
 “O amigo ama em todos os momentos; é um irmão na adversidade.” Está lá em Provérbios 17:17. O Mestre não impede que vocês tenham amigos, pelo contrário, Ele tem prazer na amizade. Quando Deus criou Adão, viu que este precisava de uma companhia, precisava compartilhar a vida com outro ser humano, portanto criou Eva, nos ensinando desde os primórdios da humanidade que é bom e necessário ter laços de amizade.  
Amigos são dádivas de Deus, mas vai uma dica, nem todos que dizem ser seu amigo são amigos de verdade, muitos estão aí para te machucar, para destruir seus sonhos, e é por isso que o Mestre disse: “Aquele que anda com os sábios será cada vez mais sábio, mas o companheiro dos tolos acabará mal.” (Provérbios 13:20.)
Quem tem sido seu amigo? As amigas atuais de Sophia viraram as costas para ela na primeira oportunidade que tiveram, elas infelizmente são tolas e ao lado delas, Sophia estava descobrindo um mundo mal, um mundo enganador.
Cada um tem sua mente, seus pensamentos e ideias, mas é do ser humano ser levado pelos outros, uma lição que Sophia estava aprendendo era a não seguir os conselhos de qualquer um, estava na hora de ouvir Aquele que realmente a ama e aqueles que são usados por Ele.

Preto de copas (cartas)

 Diante dela estava Júlia, devidamente uniformizada e preparada para estudar na sua nova escola. Deus estava preparando mais surpresas para Sophia do que ela podia imaginar.
  – Oi, Estrela!  – Júlia disse toda sorridente, puxando a amiga para um imenso abraço.
  – Oi, Júlia. O que você está fazendo aqui, garota?  – Sophia esqueceu a dor, e se envolveu na felicidade daquele momento. Depois de perguntar a amiga, apertou as bochechas de Júlia, mania antiga, uma forma de implicar com a bochechuda da Júlia. Quem não tem uma amiga com bochechas fofas e uma única covinha? Não sabe o que é ter uma amiga tagarela e fiel. *-* É isso o que a Sophia pensa, estou só repassando.
 – Eu vou estudar aqui agora, sua boba. 
 – É eu percebi pelo uniforme. Só queria saber por quê...
– Porque eu me mudei, estou morando perto da sua casa agora... Deus ouviu minhas preces, e fez com que meus pais mudassem de ideia. – Júlia disse rindo, toda animada, não se contendo.
Sem palavras, Sophia abraçou a amiga novamente, fechou os olhos e em pensamento agradeceu a Deus.
“Obrigada Papai do Céu, por ter trago a minha amiga de volta.”
A anjinha da Jú sorriu pra mim, há muito tempo não víamos nossas tão atrapalhadas meninas juntas.
Júlia iria estudar na mesma sala que Sophia, e enquanto elas caminhavam rumo à sala, pude perceber o ódio expresso nos olhos das ‘’amigas’’ que deveriam estar ao lado de Sophia naquele momento difícil, mas não estavam.
Carol, Paula e Bella, não eram amigas para Sophia, elas não tinham os mesmos costumes nem os mesmos ideias. Sophia prezava ideais cristãos, ela tinha fé em Deus e queria seguir o que as Escrituras Sagradas determinavam, a maioria das pessoas mundanas não entendem e se quer respeitam pessoas com essa decisão.
O problema não estava em conviver com essas pessoas, mas a forma com que se lida. Sophia era o tipo de garota, que se apegava facilmente as pessoas, de maneira ingênua acabava deixando se levar pelas ideias dos outros. Menina de sorriso fácil, dócil, amável, ela sempre cativou as pessoas, como também fazia amizades facilmente, o mais complicado em pessoas ingênuas como Sophia, era fazer amizade com escarnecedores, amizades assim sempre levam a caminhos ruins...

Aquela manha não foi fácil, Sophia viu a zombaria no rosto de cada colega, ouviu algumas piadinhas ofensivas, mas ignorou da melhor maneira que conseguiu. Sabia que seria difícil mesmo, tudo que estava acontecendo era uma consequência de sua própria escolha, ela reconhecia o seu erro, e estava disposta a crescer com ele.
Com Júlia ao seu lado, a manha transcorreu de maneira bipolar, divertida e triste ao mesmo tempo. Sophia contou a amiga o que estava acontecendo, Júlia compreendeu e apoiou a amiga, elas conseguiram afastar essa situação ruim da mente em alguns momentos, se divertindo e compartilhando lembranças da infância.
Durante a tarde Sophia não se sentiu tão bem. O coração dela queimava e a sufocava, ela havia pedido perdão a Deus, estava buscando uma vida nova, mas queria mais, ansiava por ter Jesus morando nela novamente. 
Algo a dizia que ela estava errada, que estava faltando alguma coisa, então ela se lembrou de Pedro e chorou. Entre as lágrimas sussurrou:
– Como eu posso ser capaz de esquecê-lo? Como, Deus? Ele ainda está aqui, mesmo sendo um idiota meu coração ainda chama por ele... – Deitada de bruços ela começou a chutar a cama e socar a cabeça no travesseiro. – Por que eu fui logo gostar dele? Como eu pude ser tão burra? 
Eu estava caminhando até Sophia, para acalmá-la quando Jesus chegou.
– Deixe comigo, Ester. – Ele foi até Sophia e colocou sua mão sobre as costas da menina, neste momento ela parou de agredir a cama, calma, Jesus se abaixou do lado da cama e deitou sua cabeça, estando agora olhando diretamente para os olhos de Sophia.
– Você vai conseguir, Sophia, vai esquecer esse rapaz, vai conseguir falar comigo e com o meu Pai. Eu estou aqui com você. – Sophia não podia vê-lo, mas sentia Ele ali, as palavras de Jesus penetraram o coração da menina, e ela entendeu que não estava sozinha. Levantou-se da cama e se pôs de joelhos, exatamente ao lado de Jesus. 
– Espírito Santo, com as palavras mais belas que você conhece, leve esta oração a Deus, por favor. Pai, eu quero te agradecer por tudo, por todas as vezes que me acordou, por cada vez que me surpreendeu, pela vida dos meus pais... Obrigada, Papai por estar ao meu lado mesmo quando não sou fiel, obrigada por não desistir de mim... Eu errei tanto, eu fui contra tudo que aprendi e me arrependo a cada segundo por isso, e novamente Te peço perdão. Tira de mi, Senhor, essa angústia, essa dor, eu sei que vou sofrer as consequências e estou disposta a enfrentá-las, só não deixe que elas me afastem de Ti. Me ajude a seguir em frente, me ajude a esquecer o Pedro... Eu te peço de todo coração Deus, ouve minha oração, em Nome de Jesus, amém! – Sophia continuou ali de joelhos, enquanto Jesus acariciava seus cabelos, enquanto ela orava Ele estava em oração também, Ele recebeu cada uma daquelas palavras, colheu as lágrima dela e enviou-as para Deus. Assim que Sophia disse amém, Jesus o disse também. 
Pronto Sophia, sua oração chegou a Deus. Assim que ela se acalmou Jesus se levantou, sorriu para mim e se foi.

Preto de copas (cartas)

Depois de orar Sophia pegou seu celular e apagou todas as mensagens compartilhadas com Pedro, acessou seu facebook e apagou todos os registros sobre ele, estava disposta a esquecê-lo e fez tudo que podia para isso. 
Com o coração limpo, paz reinando em seu ser, ela pegou sua Bíblia e a abriu aleatoriamente, encontrando o livro de Ester. 
Em sua Bíblia estava grifado o seguinte versículo: "[...] Quem sabe se não foi para um momento como este que você chegou à posição de Rainha?" (Ester 4:14). 

Me aproximei de Sophia.
"Sophia você é uma Princesa, e um dia estará tão mais próxima de Deus que poderá ser uma Rainha. Mesmo que nestes últimos meses você tenha errado, tenha saído da história que Deus escreveu pra você, agora estás de volta e o Mestre nunca te abandonou. Esse momento foi ruim, mas agora cabe a você torná-la em aprendizado ou erro eterno. Essa lição pode mudar a sua vida, pode fazê-la crescer em fé, como pode destruir você..."
Estrela ouviu todas as minhas palavras e meditou nelas. Depois foi até o primeiro capítulo do livro de Ester e começou a estudá-lo. 
Ester tem uma história fascinante, assim como você ela era uma simples menina, uma garota nobre de coração, Princesa de Deus.  Ester, – não esqueçam que ela é minha xará – era órfã de pai e mãe, e foi criada pelo primo Mardoqueu. Pela vontade do Mestre, ela foi eleita rainha e através de sua fé, salvou o seu povo da morte. 
Você não sabe o que Deus tem pra você, não dá para imaginar, sabe por que? Porque Deus surpreende a cada instante, Ele ama tanto você que jamais deixou de estar ao seu lado, Ele jamais é infiel, Ele muda o ciclo da história para trazer você de volta para os braços Dele.
Sophia estava entendendo o quanto ela era especial, o quanto Deus não havia desistido dela. Ela sabia que a história que Deus tinha reservada para ela era surpreendente.
Assim que meditou sobre a história de Ester – que é linda por sinal  vale a pena ler –, Sophia abriu a janela do quarto, permitiu que o ventinho gelado daquela tarde atingisse seus cabelos, fechando os olhos ela sentiu a paz e o amor de Deus. 
Foi até o seu aparelho de som e colocou um cd para tocar.
– Cabelo solto, vento no rosto, o som ligado, Deus do meu lado. A paz no peito, a estrada é essa, vou desse jeito, não tenho pressa. O dia hoje nasceu perfeito! – Cantando junto com a cantora, Sophia louvou e dançou a Deus de todo seu coração. Mandou embora todas as dúvidas, todas as mágoas, toda raiva, e deixou que a paz de Deus a inundasse de uma forma maravilhosa. 

Capítulo 6: Livro Confiar.


Oi Princesas *-*
Está no ar mais um capítulo de Confiar, espero que vocês gostem, e Deus fale através desta história com vocês.
Deus as abençoe, minhas Pequenas!
Thaís Oliveira, Princesas Adoradoras. 

Capítulo 6



Não foi fácil pra Sophia tentar esquecer Pedro, não foi mesmo. Toda hora ela se lembrava dele, se recordava dos beijos e abraços, da mão dele segurando a sua, das conversas jogadas fora. Ela se lembrava também, do quanto havia mudado, do quanto o relacionamento não era bom pra ela, e que Deus havia dito para parar, então concluiu mais uma vez que tinha tomado a decisão correta.
Uma semana havia se passado, Sophia ainda não conseguia orar com a mesma paixão de antes, percebi que ela tinha receio, estava com medo e se decretando uma pecadora, queria a intimidade que tinha com Deus e ela sabia que isso teria que conquistar sozinha.
 Estrela ainda estava de férias, então não voltou a ver as amigas depois daquele final de semana. Elas já sabiam – é claro – que Pedro e Sophia não estavam mais juntos, tentaram se comunicar, mas Sophia evitou tudo, não estava pronta para enfrentá-las, sabia que as ouvia demais e não queria voltar atrás na sua decisão.

As férias chegaram ao fim, com Sophia aproveitando aqueles dias para se redimir diante ao Senhor. Ela leu a palavra, orou, cantou, foi a igreja, mas ainda bem quietinha, de um jeitinho bem humilde.
Com o fim das férias, veio o medo de se encontrar com as amigas de novo, não queria ter que conversar sobre Pedro, não queria ter que ver ele, nem ouvir a voz dele...
Mas não teve jeito, assim que as amigas a viram na escola as primeiras perguntas foram:
– O que você fez? – Indagou Paula.
– Por que você terminou com o Pedro? – Disse Bella.
– Você é louca, Sophia? – Carol disse toda nervosa, dando um tapa no braço da amiga.
 – Ei, eu não sou louca, e não me bate. – Sophia não queria falar sobre isso, então o seu lado insensível estava ligado. Ela estava totalmente seca. – Primeiro, foi o Pedro que terminou comigo, segundo eu não fiz nada além de não aceitar a proposta dele. Vão reclamar com ele, não comigo... Melhor, deixem isso quieto!
– Nossa você tá muito mal humorada. Ficar sem namorado tá acabando contigo. – Paula, toda sentida disse, não concordando com a tonalidade de voz de Sophia.
– Você precisa conversar comigo sobre isso direitinho... Que tal ir lá em casa hoje a tarde? – Perguntou Carol toda convidativa, queria fazer a amiga mudar de ideia.
– Hoje não vai dar, tenho ensaio de teatro da igreja, e tenho umas coisas para resolver... Agora vou na biblioteca levar o livro que eu peguei.
Ah, ensaio de teatro? Merece até palmas Estrela e foi dessa forma que agi. Bati palminhas para a minha Estrela que estava voltando a brilhar! E espero que o teatro não seja apenas uma desculpa, espero que ela realmente vá. Mas, voltando ao assunto...
Sophia seguiu para a biblioteca, nenhuma das amigas foi atrás dela, sabia que elas estavam bravas e estava satisfeita por não ter que encontrá-las fora da escola hoje.
Enquanto caminhava Sophia começou a notar que todos estavam olhando para ela e cochichando, como se ela estivesse andando com uma melancia na cabeça.
Naquele momento entendi o que estava acontecendo. Atitudes mal pensadas geram consequências, um tanto desastrosas.

As consequências dos seus atos não vem do Mestre, não é culpa Dele se você se afastou e criou uma imensa bola de neve cheia de problemas, mas como o Pai amoroso que Ele é, Ele está disposto a te ajudar passar por esses problemas, segurando a sua mão, e que através desta batalha você cresça e se aproxime ainda mais Dele.
Deus está lá, mesmo que você não esteja lá por Ele. Ele zela por você, se entristece quando você se machuca, mas você não permite que Ele cuide de ti, Ele está lá, de braços abertos esperando que você o abrace.
O Mestre estava lá por Sophia, estava pronto para cuidar dela naquela batalha e a única coisa que Sophia conseguiu fazer naquele momento foi abraçar seu Pai.

O celular vibrou no bolso de sua calça, ela o pegou e abriu a mensagem que piscava na tela do aparelho.
“Sophia Albuquerque, a mais nova integrante do grupo das safadinhas de plantão. Depois de transar com Pedro Rangel, a mocinha deu um fora no namorado...”
Sophia não conseguiu ler mais, uma indignidade imensa subiu pela sua garganta, era uma coisa tão idiota, que só poderia ter vindo de um idiota. Embora a mensagem estivesse em restrito, ela sabia que aquilo era armação de Pedro, e uma raiva imensa a atingiu.
Me aproximei de Sophia, segurei a sua mão, não adiantava dizer nada, ela não iria ouvir. Então o amor do Mestre invadiu seu coração, Sophia se acalmou, deixando que lágrimas descessem.
Sophia era aquela garota que não tinha palavras quando estava com raiva, quanto mais indignada estivesse mais lágrimas viriam à tona.
Nenhuma de suas amigas apareceu naquele momento, nenhuma delas veio segurar a sua mão.
Uma das professoras de Sophia, Sara, a viu chorando e foi a seu encontro.
Sara a envolveu em seus braços e perguntou com palavras doces e calmas.
– O que foi, Sophia? O que aconteceu?
Sophia não tinha forças para responder, apenas queria ir para casa ou ser envolvida naquele abraço.
Sara levou Sophia até uma sala de reuniões que havia naquele corredor. Enquanto elas iam passando, o pessoal da escola davam risadinhas e faziam fofocas de todos os tipos, mesmo com o olhar repreensivo da professora, nenhum deles teve a decência de parar.
Deus havia trazido uma pessoa especial para socorrer Sophia, a professora Sara era amiga dos pais dela, era cristã e se Sophia contasse o que estava acontecendo, Sara provavelmente iria entender e apoiar. Mas o ‘e se’ é falho, Sophia vai contar a verdade ou omitir os fatos? Só ela e o Mestre sabem...


Sara sentou Sophia em uma cadeira e esperou que ela parasse de chorar, mas esperou em vão. As lágrimas não paravam de descer, o rosto de Sophia estava ficando cada vez mais vermelho, suas mãos estavam agitadas, ela estava nervosa, queria ter forças para se levantar e ir tirar satisfação com Pedro, porém agiu sabiamente, fechou os olhos e clamou a Deus por uma solução.
– Sophia, o que foi que aconteceu? – Perguntou Sara calmamente.
Sem uma resposta, Sara pegou o celular que já estava sendo esmagado pelas mãos de Sophia. Ela ligou o aparelho e viu a mensagem que estava aberta.
 “Sophia Albuquerque, a mais nova integrante do grupo das safadinhas de plantão. Depois de transar com Pedro Rangel, a mocinha deu um fora no namorado. Será que ela é mesmo a santinha que todos imaginavam? Tá mais pra santinha do pau oco! Kkkkk ‘ u-u”
Sara levou às mãos a boca, demonstrando espanto. Não sabia que se aquilo era mesmo verdade, e mesmo se não fosse não sabia de que forma reagir.
– Sophia, quem te mandou isso?
– Eu... Eu não tenho certeza... – Sophia sussurrou as palavras, ela não sabia se era mesmo o Pedro, não havia um remetente na mensagem, não havia como ela provar. Fora que a mensagem foi escrita de modo informativo, não havia muitas características de Pedro naquela mensagem.
Assentindo, Sara perguntou.
– Mas quem você imagina que tenha sido?                                                         
Sophia relaxou, e naquele momento percebi que ela estava disposta a contar tudo.


Após contar a Sara sobre o namoro, sobre a proposta que havia recebido e sobre o término, Sophia se calou. Durante o desabafo ela chorou, se controlou, e percebeu mais uma vez que ela não conseguia guardar um segredo por muito tempo, até sorriu se lembrando do quanto durou o segredo, ela já devia ter soltado para a mãe a muito tempo.
Sara ouviu em silêncio o tempo todo, assentindo e mostrando a aluna que estava atenta a tudo. Depois de algum tempo em silêncio, ela começou a falar.
 – É preciso conversar com esse rapaz, Sophia, tentar o fazer parar... Ele está com raiva de você, com raiva da sábia decisão que você tomou. Pedro Rangel? É esse o nome dele né? –  Sophia assentiu. – Então, ele não está acostumado a levar um não. Já foi meu aluno, conheço a figura, não é o garoto pra você, nunca quis compromisso com nada.
– Eu descobri isso, Sara... Mas o que eu posso fazer? Ele não vai me ouvir, meu pai não pode vir à escola, porque o problema não foi feito aqui e ele nem sabe que eu estava namorando. – Sophia disse, se entristecendo ainda mais.
– Sophia, eu conheço o seu pai, sei que ele vai ficar triste, mas não negará ajuda... E o problema não foi gerado aqui, mas os alunos estão envolvidos. Todos estavam olhando pra você, todos receberam a mensagem, não é algo que pode ficar impune.
Sophia assentiu, queria muito os pais ali com ela, queria sentir que estava segura, que aquilo tudo não passava de um pesadelo. Nesse momento Jesus a envolveu em um abraço, Ele jamais deixaria de abraça-la. Então Estrela se acalmou, respirou profundamente e decidiu que estava na hora de contar aos pais.

Problemas pequenos podem se tornar imensos vendavais dependendo de quem os conta. O ser humano tem a triste mania de aumentar os fatos, criando sempre novas emoções para as histórias dos outros, e foi isso que aconteceu com Sophia. Num piscar de olhos todos na escola tinham recebido a mensagem, começaram a criar histórias mentirosas sobre o que Sophia havia feito com Pedro. De repente, Sophia havia se tornado a vilã da história.
Ela não queria sair daquela sala, precisava encarar o mundo, mas não queria deixar ir embora aquele abraço caloroso que sentia. Sophia se encolheu na cadeira, abraçando as pernas, de um modo a estar mais protegida.
Jesus com todo o Seu amor, voltou a abraça-la mais forte, e transmitiu mais calma e coragem para sua pequena princesa.
Sara deixou Sophia sozinha, estava a caminho da secretaria para ligar para os pais da moça. A professora combinou que iria receber Ana e Gustavo antes de Sophia, contaria o assunto com cautela, e os acalmaria.  
 Enquanto Sophia se aconchegava no abraço de Jesus, ela se lembrou de suas amigas, isso me fez pensar onde elas estariam. Se diziam tão amigas, que estariam sempre presentes, mas não estavam ali, e não era por falta de saber, a mensagem provavelmente havia chegado para elas, e se por acaso não haviam recebido, já deveriam ter percebido a fofoca. Se procuraram Sophia na biblioteca e não acharam, deveriam ter ligado para amiga ou mandado um sms, amigas de verdade deveriam estar aqui, com ela.
Nem todos que vocês chamam de amigos, são mesmo seus amigos! Tenham cuidado com isso.
Sophia ficou ali sentada, sendo abraçada por Jesus, ela relaxou, tentou esquecer os problemas e ouviu uma vozinha lá no coração dizendo.
“Não tenha medo, pois eu estou com você, sou o filho de Deus, te ajudarei, te segurarei, estou te abraçando agora, Sophia... Confie em mim, eu te ajudarei.”
Uma lágrima escorreu pela face de Sophia, ela sorriu e se sentiu querida. Jesus olhou para mim e sorriu, estava feliz, mais uma estrela estava voltando para casa.


Algum tempo depois a porta da sala de reuniões se abriu. Jesus se levantou e ficou ao lado direito de Sophia, enquanto eu estava ao lado esquerdo. Gustavo foi o primeiro a surgir, seriamente andou até estar de frente para Sophia. Ela estava esperando uma bronca terrível, imaginou que o pai nem entraria, que ele não entenderia, mas ao contrário de tudo de mal que ela havia imaginado, o pai estendeu a mão e assim que Sophia as segurou, ele a levantou e a envolveu em um abraço.  
Sophia chorou. Então Jesus foi até Ana, que estava parada próxima a porta, segurou em sua mão e a levou até a filha, Ana se juntou ao abraço, e perdoou a falha da filha.
– Me desculpa? – Sophia perguntou em meio às lágrimas.
– Sim, Estrela. – Disse o pai, Sophia olhou para a mãe, esta assentiu e chorou com a filha.  
– Nós vamos pra casa agora. Tá bem? E vamos conversar direitinho sobre esse assunto. – Ana disse, sem ameaças, ela sabia que a filha havia errado, e sabia que ela iria aprender com o erro. Não adiantava brigar, criticar e não estar presente neste momento, ela era mãe, estava magoada e decepcionada com a filha, mas iria ajudá-la a sair dessa.  
Eles percorreram o caminho até em casa em silêncio. Ana havia sentado ao lado de Sophia nos bancos traseiros do carro, segurando as mãos da filha.
Assim que chegaram em casa, todos se acomodaram na sala e Sophia começou a contar. Da mesma forma que falou a professora, contou aos pais, pediu desculpas o tempo todo, e verdadeiramente se mostrou arrependida.
– Sophia, você passou por uma experiência desnecessária. Deus irá trazer alguém pra você na hora certa, assim como trouxe sua mãe para mim. Não é preciso namorar escondido, não é preciso mentir para nós, você só tem que esperar a vontade de Deus. Filha, alguém que te muda e não para o bem jamais será bom pra você...
– Eu sei pai.
– Nós estamos aqui juntos com você, vamos te ajudar a passar por isso, mas esperamos que você tenha aprendido. Não saia dos planos do Senhor, querida, Ele tem o melhor pra sua vida!
– Eu não quero sair, mãe, eu não vou sair.
Não houve guerra, não houve humilhações, Gustavo e Ana, entenderam que a consequência que Sophia estava a enfrentar já era demais, eles optaram agir com amor e sabedoria. Diferentes de muitos pais, eles se dispuserem a perdoar o erro da filha e juntos com ela, lutar para mudar aquela história.
Deus sabe de todas as suas decisões, Ele sabe qual caminho você vai escolher, Ele sabe quais sonhos você vai realizar, assim como sabe todas as vezes que você irá sair do caminho Dele. Todas as oportunidades que são dadas a você, vêm acompanhadas de variadas escolhas, entre elas está escolher o caminho que o Senhor preparou e o caminho para o mundo, a porta estreita e a larga. Todo vez que você opta pela porta larga, Deus se entristece, seu Pai teme que você venha a fugir de todos os sonhos lindos que Ele escreveu para a sua vida.
A alegria do Mestre ao ver um filho Seu retornando para casa é linda, sempre que essa decisão é tomada há uma festa no céu. Com Sophia não foi diferente, ela estava de volta sobre a proteção Dele, ela voltou a trilhar as linhas escritas por Deus.
As consequências das decisões do namoro de Sophia não estavam indo embora, ela teria que enfrentá-las, mas não lidaria com elas sozinha, tinha Deus do seu lado, Jesus, Espírito Santo,  anjos, e os pais, agora caberia a ela ser forte e decidir lutar.


Acordar sabendo que tinha que ir para uma escola onde todos estariam fazendo fofoca sobre você não foi nada fácil para Sophia. Eu precisei sussurrar incessantemente.   
“Aguenta firme, e não desiste, Princesa! É a sua vez de mostrar o quão forte você é!”
Ela levantou fez uma oração e começou a cantarolar. Jesus estava em pé próximo à janela, sorrindo enquanto a ouvia cantar.
  – Então menina não vá desanimar, feche os olhos e você vai encontrar a força que precisa para alcançar. O céu em você vai apostar. Se cair, levante e caminha, você é forte, só não sabia! – Enquanto cantava, Sophia foi invadida por uma alegria celestial, paz, amor e força a envolveram, ela era forte só não sabia o quanto! Ela era querida e amada, não conseguia se quer imaginar o quanto.
Cantando e dançando, ela foi se arrumando para a escola. Estava na hora de enfrentar o medo.
De ante do espelho, após escovar os cabelos, Sophia disse:
  – Já bem disse William Young, “Não importa o que as pessoas pensem sobre você, e sim, o que Deus sabe sobre você”. E é isso ai, Deus sabe que eu não fiz nada do que as pessoas estão pensando, eu tenho minha consciência limpa, é isso que importa. E Deus está comigo, Ele está!  
  – Sim, Nós estamos!  – Disse Jesus, se aproximando de Sophia.

Uma nota sobre nossa Estrela
Ela fala sozinha e sempre declarou
 seus argumentos para si mesma.
Ama recitar trechos de grandes autores e principalmente
 entendeu que não está sozinha!

Sophia foi para a escola acompanhada por anjos, não apenas eu estava presente, mas uma equipe enorme de anjos experientes, que estavam ali para cuidar dela. Ninguém toca em uma filha de Deus!

Quando Sophia chegou à escola, viu suas amigas sentadas em uma mesa no pátio, elas olharam para Sophia, mas simplesmente as ignoraram.
Rejeição foi o sentimento que Sophia sentiu naquele momento, não apenas das amigas, mas de todos os colegas que não paravam de olhar para ela e cochichar. Enquanto se entristecia com aquele momento, sentiu uma mãozinha segurando a sua, ela se virou e sorriu.
Diante dela estava Júlia, devidamente uniformizada e preparada para estudar na sua nova escola. Deus estava preparando mais surpresas para Sophia do que ela podia imaginar.

Popular Posts

O blog virou livro!

O blog virou livro!
Compre o nosso livro!

Bom dia, princesa

Bom dia, princesa
Nosso novo livro está em pré-venda, acesse o site da Editora UPbooks e descubra mais sobre esse livro que será benção na sua vida.