Capítulo 7 - Confiar (1ª Parte)

quinta-feira, março 28, 2013

Princesas, minha semana foi muito corrida e não deu para escrever muito, infelizmente esse capítulo ficou pequenininho, mas vou estar escrevendo mais amanha e até sábado posto a segunda parte.
Espero que vocês compreendam. E também espero que gostem dessa parte >.<
Deus as abençoe,
Thaís Oliveira.

Capítulo 7
 “O amigo ama em todos os momentos; é um irmão na adversidade.” Está lá em Provérbios 17:17. O Mestre não impede que vocês tenham amigos, pelo contrário, Ele tem prazer na amizade. Quando Deus criou Adão, viu que este precisava de uma companhia, precisava compartilhar a vida com outro ser humano, portanto criou Eva, nos ensinando desde os primórdios da humanidade que é bom e necessário ter laços de amizade.  
Amigos são dádivas de Deus, mas vai uma dica, nem todos que dizem ser seu amigo são amigos de verdade, muitos estão aí para te machucar, para destruir seus sonhos, e é por isso que o Mestre disse: “Aquele que anda com os sábios será cada vez mais sábio, mas o companheiro dos tolos acabará mal.” (Provérbios 13:20.)
Quem tem sido seu amigo? As amigas atuais de Sophia viraram as costas para ela na primeira oportunidade que tiveram, elas infelizmente são tolas e ao lado delas, Sophia estava descobrindo um mundo mal, um mundo enganador.
Cada um tem sua mente, seus pensamentos e ideias, mas é do ser humano ser levado pelos outros, uma lição que Sophia estava aprendendo era a não seguir os conselhos de qualquer um, estava na hora de ouvir Aquele que realmente a ama e aqueles que são usados por Ele.

Preto de copas (cartas)

 Diante dela estava Júlia, devidamente uniformizada e preparada para estudar na sua nova escola. Deus estava preparando mais surpresas para Sophia do que ela podia imaginar.
  – Oi, Estrela!  – Júlia disse toda sorridente, puxando a amiga para um imenso abraço.
  – Oi, Júlia. O que você está fazendo aqui, garota?  – Sophia esqueceu a dor, e se envolveu na felicidade daquele momento. Depois de perguntar a amiga, apertou as bochechas de Júlia, mania antiga, uma forma de implicar com a bochechuda da Júlia. Quem não tem uma amiga com bochechas fofas e uma única covinha? Não sabe o que é ter uma amiga tagarela e fiel. *-* É isso o que a Sophia pensa, estou só repassando.
 – Eu vou estudar aqui agora, sua boba. 
 – É eu percebi pelo uniforme. Só queria saber por quê...
– Porque eu me mudei, estou morando perto da sua casa agora... Deus ouviu minhas preces, e fez com que meus pais mudassem de ideia. – Júlia disse rindo, toda animada, não se contendo.
Sem palavras, Sophia abraçou a amiga novamente, fechou os olhos e em pensamento agradeceu a Deus.
“Obrigada Papai do Céu, por ter trago a minha amiga de volta.”
A anjinha da Jú sorriu pra mim, há muito tempo não víamos nossas tão atrapalhadas meninas juntas.
Júlia iria estudar na mesma sala que Sophia, e enquanto elas caminhavam rumo à sala, pude perceber o ódio expresso nos olhos das ‘’amigas’’ que deveriam estar ao lado de Sophia naquele momento difícil, mas não estavam.
Carol, Paula e Bella, não eram amigas para Sophia, elas não tinham os mesmos costumes nem os mesmos ideias. Sophia prezava ideais cristãos, ela tinha fé em Deus e queria seguir o que as Escrituras Sagradas determinavam, a maioria das pessoas mundanas não entendem e se quer respeitam pessoas com essa decisão.
O problema não estava em conviver com essas pessoas, mas a forma com que se lida. Sophia era o tipo de garota, que se apegava facilmente as pessoas, de maneira ingênua acabava deixando se levar pelas ideias dos outros. Menina de sorriso fácil, dócil, amável, ela sempre cativou as pessoas, como também fazia amizades facilmente, o mais complicado em pessoas ingênuas como Sophia, era fazer amizade com escarnecedores, amizades assim sempre levam a caminhos ruins...

Aquela manha não foi fácil, Sophia viu a zombaria no rosto de cada colega, ouviu algumas piadinhas ofensivas, mas ignorou da melhor maneira que conseguiu. Sabia que seria difícil mesmo, tudo que estava acontecendo era uma consequência de sua própria escolha, ela reconhecia o seu erro, e estava disposta a crescer com ele.
Com Júlia ao seu lado, a manha transcorreu de maneira bipolar, divertida e triste ao mesmo tempo. Sophia contou a amiga o que estava acontecendo, Júlia compreendeu e apoiou a amiga, elas conseguiram afastar essa situação ruim da mente em alguns momentos, se divertindo e compartilhando lembranças da infância.
Durante a tarde Sophia não se sentiu tão bem. O coração dela queimava e a sufocava, ela havia pedido perdão a Deus, estava buscando uma vida nova, mas queria mais, ansiava por ter Jesus morando nela novamente. 
Algo a dizia que ela estava errada, que estava faltando alguma coisa, então ela se lembrou de Pedro e chorou. Entre as lágrimas sussurrou:
– Como eu posso ser capaz de esquecê-lo? Como, Deus? Ele ainda está aqui, mesmo sendo um idiota meu coração ainda chama por ele... – Deitada de bruços ela começou a chutar a cama e socar a cabeça no travesseiro. – Por que eu fui logo gostar dele? Como eu pude ser tão burra? 
Eu estava caminhando até Sophia, para acalmá-la quando Jesus chegou.
– Deixe comigo, Ester. – Ele foi até Sophia e colocou sua mão sobre as costas da menina, neste momento ela parou de agredir a cama, calma, Jesus se abaixou do lado da cama e deitou sua cabeça, estando agora olhando diretamente para os olhos de Sophia.
– Você vai conseguir, Sophia, vai esquecer esse rapaz, vai conseguir falar comigo e com o meu Pai. Eu estou aqui com você. – Sophia não podia vê-lo, mas sentia Ele ali, as palavras de Jesus penetraram o coração da menina, e ela entendeu que não estava sozinha. Levantou-se da cama e se pôs de joelhos, exatamente ao lado de Jesus. 
– Espírito Santo, com as palavras mais belas que você conhece, leve esta oração a Deus, por favor. Pai, eu quero te agradecer por tudo, por todas as vezes que me acordou, por cada vez que me surpreendeu, pela vida dos meus pais... Obrigada, Papai por estar ao meu lado mesmo quando não sou fiel, obrigada por não desistir de mim... Eu errei tanto, eu fui contra tudo que aprendi e me arrependo a cada segundo por isso, e novamente Te peço perdão. Tira de mi, Senhor, essa angústia, essa dor, eu sei que vou sofrer as consequências e estou disposta a enfrentá-las, só não deixe que elas me afastem de Ti. Me ajude a seguir em frente, me ajude a esquecer o Pedro... Eu te peço de todo coração Deus, ouve minha oração, em Nome de Jesus, amém! – Sophia continuou ali de joelhos, enquanto Jesus acariciava seus cabelos, enquanto ela orava Ele estava em oração também, Ele recebeu cada uma daquelas palavras, colheu as lágrima dela e enviou-as para Deus. Assim que Sophia disse amém, Jesus o disse também. 
Pronto Sophia, sua oração chegou a Deus. Assim que ela se acalmou Jesus se levantou, sorriu para mim e se foi.

Preto de copas (cartas)

Depois de orar Sophia pegou seu celular e apagou todas as mensagens compartilhadas com Pedro, acessou seu facebook e apagou todos os registros sobre ele, estava disposta a esquecê-lo e fez tudo que podia para isso. 
Com o coração limpo, paz reinando em seu ser, ela pegou sua Bíblia e a abriu aleatoriamente, encontrando o livro de Ester. 
Em sua Bíblia estava grifado o seguinte versículo: "[...] Quem sabe se não foi para um momento como este que você chegou à posição de Rainha?" (Ester 4:14). 

Me aproximei de Sophia.
"Sophia você é uma Princesa, e um dia estará tão mais próxima de Deus que poderá ser uma Rainha. Mesmo que nestes últimos meses você tenha errado, tenha saído da história que Deus escreveu pra você, agora estás de volta e o Mestre nunca te abandonou. Esse momento foi ruim, mas agora cabe a você torná-la em aprendizado ou erro eterno. Essa lição pode mudar a sua vida, pode fazê-la crescer em fé, como pode destruir você..."
Estrela ouviu todas as minhas palavras e meditou nelas. Depois foi até o primeiro capítulo do livro de Ester e começou a estudá-lo. 
Ester tem uma história fascinante, assim como você ela era uma simples menina, uma garota nobre de coração, Princesa de Deus.  Ester, – não esqueçam que ela é minha xará – era órfã de pai e mãe, e foi criada pelo primo Mardoqueu. Pela vontade do Mestre, ela foi eleita rainha e através de sua fé, salvou o seu povo da morte. 
Você não sabe o que Deus tem pra você, não dá para imaginar, sabe por que? Porque Deus surpreende a cada instante, Ele ama tanto você que jamais deixou de estar ao seu lado, Ele jamais é infiel, Ele muda o ciclo da história para trazer você de volta para os braços Dele.
Sophia estava entendendo o quanto ela era especial, o quanto Deus não havia desistido dela. Ela sabia que a história que Deus tinha reservada para ela era surpreendente.
Assim que meditou sobre a história de Ester – que é linda por sinal  vale a pena ler –, Sophia abriu a janela do quarto, permitiu que o ventinho gelado daquela tarde atingisse seus cabelos, fechando os olhos ela sentiu a paz e o amor de Deus. 
Foi até o seu aparelho de som e colocou um cd para tocar.
– Cabelo solto, vento no rosto, o som ligado, Deus do meu lado. A paz no peito, a estrada é essa, vou desse jeito, não tenho pressa. O dia hoje nasceu perfeito! – Cantando junto com a cantora, Sophia louvou e dançou a Deus de todo seu coração. Mandou embora todas as dúvidas, todas as mágoas, toda raiva, e deixou que a paz de Deus a inundasse de uma forma maravilhosa. 

You Might Also Like

7 Comments

Popular Posts


Compre o nosso livro!