O Conto da Princesa - Quem Eu Sou? | Capítulo 3

terça-feira, outubro 15, 2013



Olá, meninas *-* A paz do Senhor! Durante há algum tempo eu postei o 1º e 2º capítulo da história nova que ando escrevendo, O Conto da Princesa - Quem Eu Sou, mas acabei me enrolando e levei dias para postar novamente. Era para eu ter postado ontem, sorry =/, mas estarei postando hoje e a partir de segunda que vem os capítulos serão postados sem falta. Espero que vocês compreendam e curtam a aventura de Elise para descobrir quem realmente é. Deixem seus recadinhos, vou amar saber a opinião de vocês!
Cheirinho ;*
Fiquem na Paz!
Boa leitura s2   


Elise ficou encantada com tudo, a sorveteira era uma graça, "harmoniosa e tranquila", pensou a garota. "O tipo de lugar que eu realmente gostaria de frequentar". O sorvete era demais, o ambiente que parecia preso no tempo, uma réplica perfeita daquelas lanchonetes dos anos 50, conseguiu prender a atenção de Elise tanto que ela nem percebia a conversa sem fim da garota a sua frente.
Ela começou a se recordar do tempo que passara sem ver sorrisos, a mãe, sempre exausta, não tinha mais tempo ou forças para sorrir, deixando a casa escura e vazia, as fotos que antes ocupavam as paredes e as mesas, entregando a alegria espontânea de uma família feliz se forem, deixando imensos espaços no antigo papel de parede. Enquanto Elise mergulhava entre suas memórias, ela sentiu seu braço esquerdo ser cutucado. 
Claire olhava atentamente para Elise, com olhos de curiosidade e a boca finalmente fechada, em um doce sorriso. 
- O que foi? - Claire perguntou deixando seu doce sorriso escapar. 
- Só algumas lembranças... - balançando os ombros como se não fosse nada. 
- Você não respondeu a minha pergunta anterior... - levou uma colher do seu sorvete de negresco aos lábios ainda mantendo o rosto triste. 
- Desculpa... Qual foi mesmo? - Esboçou um sorriso corado e sincero. 
- Eu disse que tinha que ir para casa e perguntei se gostaria de vir comigo. Você quer? - Agora havia um sorriso inocente e implorador. 
- Não sei se devo... - Elise estalou os dedos. 
- Não vai demorar, por favor, por favor... - Brilharam os olhos.
Se ela não fosse tão grande, Elise diria que Claire não passava de uma criança, ela tinha uma inocência nos olhos e um sorriso divertido, com sardas embaixo dos olhos e se espalhando pelo nariz, e com covinhas ocupando as bochechas, ela ainda parecia uma criança. 
- O.K. Mas não posso demorar. 
Claire sorriu e bateu palminhas enquanto levantava. Acalmando-se a menina pegou uma bolsinha dourada que estava presa em um lacinho na cintura do vestido, deixando duas moedas de ouro sobre a mesa. 
- Vamos! - agarrou a mão de Elise e caminhou saltitando com seu imenso vestido porta a fora. 
Quando estavam caminhando pela calçada Elise decidiu que era hora de começar a fazer perguntas. 
- Qual é a do vestido? - olhou para suas botas sujas e velhas se arrependendo do que falara no mesmo instante.
- Bom... Nós sempre usamos, todas as garotas quero dizer. - e apontou para uma livraria cheia de garotas vestidas como princesas. 
Elise já havia se esquecido do pequeno cão, quando olhou para Claire e avistou-o caminhando lado a lado com a dona. 
- Todas, entendi... Mas por quê? Não é mais confortável um short ou uma calça? - Disse coçando seu emaranhado de cachos. 
- Até poderia ser mais fácil, mas é assim que somos. - Ela olhou para o seu vestido sorrindo. - Princesas. 
Com uma cara de espanto Elise tentou formular uma pergunta, mas foi interrompida por sua pessoa imensuravelmente curiosa.
- Quantas filhas o rei desse lugar tem?
Claire soltou uma doce gargalhada.
- Pode ser estranho para você entender, mas vou tentar explicar. - Elise assentiu. - Todos aqui tem suas famílias, pais, mães, filhos, irmãos, avós... mas o Rei está acima de todas essas separações, Ele é o Pai de todos nós, o Criador do Reino. Está entendendo? 
Elise assentiu a cabeça, demonstrando que estava tentando entender. Enquanto conversavam Elise não percebeu que estava diante de uma porta imensa de ouro.
- Você está pronta para conhecer meu Pai?
Elise sorriu e acenou com a cabeça. 


You Might Also Like

3 Comments

Popular Posts


Compre o nosso livro!