O Conto da Princesa - Quem Eu Sou? | Capítulo 6

segunda-feira, dezembro 09, 2013






Oi, Meninas *-*
Espero que vocês perdoem o meu sumiço e o sumiço deste conto que tenho amado escrever. Peço perdão mesmo! Espero que as palavras que seguem abaixo toquem em seu coração de uma forma maravilhoso *-* 
Podem esperar mais posts e muito mais contos, estou de férias e não irei parar de escrever rsrs 
Muito obrigada por acompanharem! Deus as abençoe! 

O Conto da Princesa - Quem Eu Sou? 
Capítulo 6 

Lá estava ele, aberto na página exata onde a história de Elise começava. Parecia surreal, ela nunca havia visto um livro tão lindo, suas páginas eram delicadas e ligeiramente brilhosas, suas bordas pareciam de ouro e dele emanava um brilho, como se no lugar do livro houvesse um baú de tesouro. Grandioso e imponente, qualquer um se surpreenderia com aquele livro. Ainda mais se a sua história fosse contada nele.
- Por que a minha história está aí? - perguntou cheia de dúvidas.
- Porque eu a escrevi...
- O senhor é o autor da minha história? - o Rei assentiu. - Até mesmo a parte que meu pai foi embora de casa e fez da minha mãe e eu uma imensa piada na cidade? Eu achei que o senhor não se agradava da destruição de uma família...
O Rei esperou que a voz de Elise sumisse e gentilmente começou a falar.
- Não foi da minha vontade Elise, não foi mesmo. E deixa eu te explicar uma coisinha, sua história está nas páginas deste precioso livro, todas as frases escritas em ouro foram de minha autoria, todas as partes em prata foram suas próprias escolhas ou de seus pais. Muitos dos meus filhos gostam de dizer que a vida humana é feita de escolhas, e eu concordo com eles, abro sempre as melhores portas, mas a escolha depende de vocês. Os momentos ruins também chegam, não para destruí-los ou afastá-los de mim, mas para que vocês cresçam e se encontrem, da mesma forma cabe a cada um de vocês enxergar da melhor maneira.
 Elise assentiu vagarosamente. Estava arrependida de ter acusado aquele bondoso Pai dos erros de sua família. Vergonhosa, não conseguiu dirigir o olhar para ele novamente, dedicou toda a sua atenção ao livro brilhante à sua frente.
-          Não vai ver a sua história? – disse o Rei amorosamente.
Elise aproximou-se do livro e antes mesmo de tocá-lo a página simplesmente virou dando a ela a oportunidade de ver uma fotografia de seus pais ainda bem jovens, as folhas foram passando e nelas continham fotografias, trechos de conversas, planos e sonhos, haviam também datas, horários e locais. As letras de ouro também estavam lá, principalmente na infância de Elise, mas ao decorrer dos anos e da conquista de ser dona de seu próprio nariz as letras foram mudando para a cor prateada.
Minhas próprias escolhas. Pensou Elise.
Elise notou que sua história havia parado em uma fotografia dela com Rei, eles estavam na mesma sala onde estavam agora, ele sorria pra ela e ela pra ele. A garota simplesmente se desesperou e aquele foi momento, pela primeira vez desde que chegara aquele reino, que cogitou se tudo aquilo era realmente verdade, ou se ela teria chegado ao penhasco e se jogado de lá.
Será que eu morri?
O rei percebendo o pavor de Elise perguntou o que estava acontecendo. Depois de alguns segundos tentando recuperar o susto, ela encontrou palavras.
-          Por que a minha história termina aqui?
-          Você não gostaria que eu te mostrasse o seu futuro, né? Perderia toda a graça. – O rei disse carinhosamente. – E você já leu muitos livros que eu sei, seus autores jamais deixaram o melhor da história assim num capítulo só para que os leitores se saciassem logo, certo? – o rei esperou que Elise assentisse. – Elise, se tem uma coisa que eu gosto mais do que amar cada um de vocês é surpreendê-los!
Elise não encontrou mais palavras, embora sua mente borbulhasse de curiosidade e perguntas, ela foi inundada por uma paz tão grande, que não conseguiu mais formular perguntas. Ela se virou para o livro e ficou olhando para a fotografia cheia de sorrisos, de repente a página se virou e nela havia uma ficha.
E assim estava escrito:

Minha Querida Princesa

Elise Swan
O dia 21 de outubro de 1999 foi importantíssimo no céu, pois vinha a terra mais uma de nossas princesas.
John Swan & Katherine Marie Swan tiveram a honra de recebê-la.
Eterna filha do Deus Vivo. Gerada para viver a história que delicadamente tenho escrito para a minha Realeza.

Uma lágrima rolou e Elise sentiu sua garganta seca, antes que pudesse pensar em mais alguma coisa, ela correu para os braços do rei e se aconchegou ali por um bom tempo. Segurando firmemente sua filha, o rei colocou uma mecha do cabelo de Elise atrás da orelha e sussurrou para ela:
-          Eu gostaria que os meus braços fossem o seu lugar preferido neste mundo.
Elise sorriu e abraçou ainda mais, não poderia pensar em lugar melhor do naqueles braços. Se o abraço de sua mãe já era um lugar incrível, imagine o abraço do Rei? Aquele que escolhe você antes mesmo de você nascer...

Antes de chegar aquele reino Elise não sabia mais quem era ou por que existia, não tinha todas as respostas ainda, mas também não as queria mais com pressa, saber que havia um Pai que a amava acima de tudo já era o suficiente para acalmar seu coração.  

You Might Also Like

6 Comments

  1. Respostas
    1. own *-* , que bom que gostou!
      Muito obrigada por acompanhar e pelo carinho s2s2

      Excluir
  2. Respostas
    1. Obrigada, Princesa *---* '
      Fico feliz por ter gostado ♥

      Excluir
  3. Meu Deus, que história mais linda! Só a carta já emociona, imagine o resto! Parabens.

    ResponderExcluir

Popular Posts


Compre o nosso livro!