Jogando Xadrez com os Anjos {resenha}


Oi meninas! Sumi alguns dias e a culpa é toda da montanha de textos da faculdade que tenho pra ler ;s Mas enfim, essa semana começou com feriado então está tudo bem rs Semana passada entre um texto e outro, consegui terminar minha leitura do livro Jogando Xadrez com os Anjos e como não posso deixar de compartilhar minha opinião com vocês, aqui estou com mais uma resenha!


Título: Jogando Xadrez com os Anjos
Autor: Fabiane Ribeiro 
Páginas: 400
Ano: 2013 
Editora: Universo dos Livros 
Nota: ♡ ♡  ♡ 

Inglaterra, 1947. A Europa encontra-se devastada pela Segunda Guerra Mundial, assim como o coração de Anny. A garota de oito aos vê seu mundo desmoronar ao receber a notícia de que não poderá mais viver com os pais e terá que se mudar de casa levando pouco mais que seu tabuleiro de xadrez. Tudo parecia um pesadelo, até que surge Pepeu, um jovem misterioso que mudará para sempre a vida de Anny, levando-a a aprender sobre o mundo e a viver moemntos emocionantes sem sair dos canteiros de seu pequeno jardim. Ao lado de anjos que são colocados em sua jornada, a doce menina aprende a enfrentar as dificuldades através de lições de abnegação, fé e amor verdadeiro.

Dois motivos me levaram à essa leitura, primeiro sou apaixonada por livros narrados por crianças, são tão puros e leves, e trazem mensagens tão grandiosas, e segundo o livro se passa logo após a Segunda Guerra Mundial, vocês já sabem o quanto esse assunto me interessa! Além é claro do livro falar de fé e relacionamento com Deus. A verdade é que a história de Anny está carregada de ensinamentos doces e simples que podem mudar vidas.

A história começa em 1947, a Inglaterra ainda está assustada com a Segunda Grande Guerra, e Anny é uma garotinha de 8 anos que vive aprisionada em casa, sem irmãos nem amigos, a garota passa a maior parte do seu tempo com a empregada ou com a professora particular. Seus pais possuem um trabalho misterioso e só param em casa nos fins de semana. Anny, como toda criança, é apaixonada pelos pais e conta os dias até sábado para poder curtir os seus heróis.

Tudo está traquilo na vida da pequena criança, até um sábado em que os pais lhe contam que vão ter que trabalhar mais, suas viagens serão mais longas e consequentemente só poderão vir em casa uma vez por ano. Anny terá que morar com Jane, sua professora, uma senhora rabugente que nunca havia sido gentil com a garota. Amedrontada e louca para ir com os pais, Anny se muda para a casa de Jane levando consigo apenas um jogo de xadrez - presente de seu amado pai -, Tiara, sua ovelhinha de pelúcia e alguns peças de roupa. Diferente da maioria das outras crianças, Anny aceita o novo desafio e possui fé que os pais voltarão logo.



Será nesta nova casa que Anny viverá os melhores e piores dias de sua vida, ela descobrirá que as pessoas podem ser muito más e egoístas, mas conhecerá anjos que Deus fez questão de trazer para a terra. Pepeu será um dos primeiros anjos que Anny conhecerá, ele surge do nada no pequeno jardim da senhora Jane, será um parceiro de xadrez da pequena criança e a ensinará que sorrir é o melhor remédio para a dor.

Em suas 400 páginas, Fabiane nos leva a mergulhar em muitas histórias, lições e verdades, uma simples resenha não é o bastante para descrever a história de Anny. Jogando Xadrez com os Anjos é aquele tipo de livro que faz você torcer pelo personagem, tudo o que você quer é um bom "the end" para o protagonista, mas quando ele chega você deseja saber o que acontece depois... Não adianta omitir, a história de Anny é cheia de drama, o livro conta 9 anos da vida da garota, e são anos bem difíceis, mas a garra que Anny tem para vencer as batalhas é linda e contagiante.

Um livro para te encher de esperança! E você vai acabar marcando mais quotes do que imagina.

Quotes

"Não há limites para as fantasias e para os sonhos. Tudo aqui é xadrez porque é assim que você se sente, rainha Anny. O jogo de xadrez que você ganhou de seu pai é o presente mais valioso, que a faz lembra-se dele e de um maravilhoso dia juntos. Portanto, rainha, tudo o que é felicidade dentro de você é traduzido em xadrez. E ito me faz admirá-la ainda mais enquanto seu súdito: ver o tamanho da felicidade que existe em seu interior, diante das dificuldades de sua vida. Seu reino é infinito, porque assim é o seu coração."

"Ao redor do palácio, lá estava ele: o pontinho azul-celeste que representava a esperança da jovem rainha; o único pontinho repleto de cor no reino. Esperança em seu futuro, fé no caminho. Era a borboleta azul. Linda, poderosa; ao mesmo tempo que frágil e pequena... Era como Anny. Ela era a alma da rainha, a voar livre, transbordando fé."

"Uma suave brisa envolveu todo seu corpo, afastando a frieza e a solidão daquele lugar: "Foi um anjo" - ela pensou."

"Ela podia ser quem desejasse ser. E ela desejava ser livre. Portanto, assim era a sua alma."

"Não há idade para sonhar e, muito menos, para buscar sonhos antigos. Os sonhos nunca morrem."

"Não permita que seu subconsciente desabe frente às dificuldades. Sua vida não é doce, mas você é, e isso é tudo que importa, rainha Anny.×Ou seja, o importante não é aquilo que a vida nos coloca de obstáculo, mas sim como reagimos a tudo. (...) Reconstrua seu castelo dentro de si e proteja-o contra você mesma, para que ele não volte a desabar." 

Preste atenção no que eu vou lhe dizer. A diferença entre os adultos e as crianças é que, quando crescemos,aprendemos a usar palavras difíceis, achamos que entendemos tudo, aprendemos a nos distanciar dos sonhos e fingimos, fingimos muito. Porque sempre nos preocupamos em manter as aparências, e não em fazer coisas que nos deixem realmente felizes. Deixamos de nos encantar, de dar valor ao que tem valor, de fazer o mundo ao nosso redor sorrir e sorrir de volta pra ele. Não nos permitimos fazer coisas diferentes, porque seguimos regras o tempo todo. Ai, cada vez mais pensamos que podemos controlar tudo e a todos, e ensinamos as crianças, quando, na verdade, elas é que deveriam nos ensinar

"- Então, tudo o que me ensinaram é verdade... Jesus está sempre a olhar por nós, as criancinhas, a nos guardar quando temos medo e a nos proteger quando temos dor. Eu me sinto nos braços de Jesus, estou sendo carregada por ele."

Apesar de maravilhoso, o livro apresentou alguns pontos negativos para mim, primeiro achei que a autora forçou um pouco nos ensinamentos, o livro é cheio de lições - o que já disse lá em cima e claro é uma graça -, mas em um certo momento a leitura pode acabar se tornando maçante dependendo do leitor. A autora também trabalhou com muitos eventos, o que acabou deixando a história grande demais, acho que ela poderia ter sido um pouco mais sucinta em algumas partes e investido em outras personagens e momentos. Também senti falta da maturidade da autora na hora de escrever, não sei como explicar essa parte rsrs 

Mas enfim, é um excelente livro e com uma grande mensagem. Vale a pena!


Alguém por aqui já leu? Qual a sua opinião do livro? 
E vocês ficaram com vontade de ler?
Espero que sim!
Beijinhos :*
Tenham uma semana abençoada!





6 comentários:

  1. Eu nunca li, também nunca tinha ouvido falar.. mas aposto que uma amiga minha, que é fa de instrumentos mortais, vai amar!

    Beijos,
    www.paaradateen.com ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Indica pra ela então :]
      Obrigada pela visita, Lu! Beijinhos :*

      Excluir
  2. Eu nunca tinha ouvido falar nele Thais, acho que ao contrario de você eu não gosto muito de livros narrado por crianças e depois de ler dois que cheguei a essa conclusão, não que seja ruin acho que até leria alguma coisa mais pra minha sobrinha da série Lucy, e quando fala de 2 guerra aii também não porque eu sou muito sentimental, sofro muito, depois do menino de pijama listrado... kk' mas sua resenha como sempre maravilhosa!

    www.byanak.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkk compreendo perfeitamente, Ana! Muito obrigada pelo carinho de sempre.
      E pela visita maravilhosa *-*
      Beijos!

      Excluir
  3. Nunca li, mas fiquei com a maaaaaaior vontade!
    Não digo que amo livros especificamente contados por crianças, mas amo os que se passam na Segunda Guerra Mundial! Se tiver a oportunidade, com certeza lerei! *--*

    http://pregadores-dainternet.blogspot.com/

    http://amada-do-rei.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tomara que você goste, Bárbara ><
      Eu gostei bastante!
      Beijinhos :*

      Excluir

 
Princesas adoradoras © Todos os direitos reservados :: voltar ao topo