Meu melhor amigo gosta de mim, e agora?

terça-feira, janeiro 20, 2015

Olá princesas, tudo bem? Esse é um tema muito gostoso de escrever, tão comum de acontecer e tão complicado de lidar, não é mesmo? Já vi inúmeros casos de meninos que se apaixonaram pela amiga ou melhor amiga, e vice e versa. Inclusive comigo já aconteceu e eu acredito que com você também. Mas como lidar?

Existe um tabu que, dependendo da cabeça de cada um pode acontecer. "Será que se eu disser não, a amizade vai acabar?" Ou, "...será que se eu me declarar, ela deixará de ser minha amiga(o)?" A verdade é que se acabar a amizade, na verdade ela nunca existiu.
Digo isso, porque amizade é algo sério. Ninguém deleta um amigo como  deleta um arquivo no computador. Ninguém troca uma amizade, como troca de roupa diariamente. Amizade é algo sublime, que, inclusive para um relacionamento amoroso é a base para que dê certo. O que pode acontecer, ainda que por tempo curto, um certo afastamento só pra pessoa se "desintoxicar" do sentimento, mas acabar amizade a ponto de nunca mais se falarem, isso não deve acontecer. Como já disse em algum post anterior, a aparência até é importante. A questão da atração também. Mas com dois meses de namoro a novidade passou, e o encantamento já não brilha tanto. O que vai fazer o relacionamento sobreviver é a amizade.

Agora, indo mais fundo na reflexão, existem duas vertentes.

Uma das bases do amor é a amizade. A amizade é fundamental. É o ingrediente primordial para que qualquer relacionamento dê certo e dure. Muitos relacionamentos acabam pela falta dela. Amigo é amigo, a gente tem prazer de estar junto, sair, comer pizza, se divertir. Passaríamos a noite toda conversando e nunca vemos a hora passar. É gostoso e agradável.  Agente curte estar junto. A amizade acontece sem a gente perceber. Quando nos damos conta já estamos ligando, e querendo saber mais - marcando as saídas. O amigo fica sem ligar pro outro, e o amigo de verdade não cobra. Quando os amigos se reencontram, é aquela alegria. A gente não pede pra ser amigo de ninguém. Na verdade não sabemos ao certo a data de inicio da amizade, mas sabemos que somos amigos.    Amizade é natural, a gente abre o coração, fala bobagem, faz gentilezas e brincadeiras. Discordamos as vezes, mas a gente releva. 

Então... se ele é seu amigo, e existe toda essa empatia,  porque não daria certo? Se vocês são amigos, provavelmente já se dão bem. Trocam boas risadas juntos, tem prazer em conversar, em compartilhar momentos sejam eles alegres ou dolorosos. Não é isso que você procura num namorado?

Te fiz pensar nessa possibilidade? Espero que sim!
Agora vou para o outro lado da moeda.


Outra vertente que quero trazer é que o amor é como uma correnteza.  Se o amor fosse apenas por afinidades, seria lindo. Ou ainda, se o amor fosse por semelhanças, seria bem tranquilo e fácil de amar. Certamente você tem um amigo que você acha lindo, tem afinidade e se acha semelhante. Mas nada mais que isso...
Por vezes também acredito que o amor não é uma escolha consciente. Não no que diz respeito aos atos de gentileza, pois aí sim é uma escolha. Mas em relação a sentimento não. O amor pode ser um tormento, em que muitas vezes não é possível definir se é possível amar ou não alguém.

Já ouvi um poeta dizer que, as pessoas ideais jamais são amadas. Elas são desejadas, mas não amadas. A gente acaba amando quem a gente não quer, quem mais nos surpreende, quem mais nos irrita, quem mais no intriga. - Oh céus! - por vezes acredito que o amor é meio do contra! Já ouviu aquela frase de alguma amiga: " Ele é um crápula, e mesmo assim você o ama?" Foi por isso que disse, que muitas vezes não temos controle sobre o sentimento.
O amor é amor desde o inicio. O amor que não tem nome e que já é nosso. O amor que desconhece o endereço mas já vem vindo. É uma química emocional, onde não se define pelo melhor, aceitamos a pessoa seja como for. O amor não é um dote, ou uma indicação de pais ou amigos. O amor é um erro inesperado. Dizem que quando a gente erra ao amar, é justamente quando acertamos.
 Quando você encontra alguém que ama, é o sentido que existe na falta de sentido. Não se sabe muito porque se ama aquela pessoa, mas simplesmente se ama, seja lá quem for.
Essa é a outra vertente.
Mas o que fazer?
Se seu melhor amigo se declarar pra você, coloque tudo na balança e ore.
Pode ser que ele seja o homem da sua vida, e o fato dele ter se declarado, seja a oportunidade pra você enxerga-lo de uma maneira diferente. Proponha a ele para que vocês orem juntos e continuem sendo amigos. Certamente ele vai ser mais gentil do que o comum, afinal, está apaixonado.
Peça pro Senhor guiar o sentimento de vocês. Meninas! Uma coisa é certa. Se vocês colocam Deus na história, ele guia a escrita. Se não for pra acontecer, Deus mesmo vai abrir os olhos desse seu amigo e retirar esse sentimento. O que você tem que ter consciência plena é que vocês já tem tudo em comum pra que dê certo esse relacionamento, é só questão de saber se é da vontade de Deus e se realmente você acha que vale a pena. Se você conseguiu enxergar ele de forma diferente, já é um indicativo que seu coração mudou. O amor é dúvida. Quem tem muita certeza não ama. Quando a gente "meio que não sabe", é porque já existe sentimento.
Ninguém explica o amor.
O amor é uma correnteza. Mas o amor também é calmaria.
O amor é como ser pego por um raio na volta pra casa,
mas é também a segurança de se estar dentro de casa numa noite chuvosa.
O amor não é clareza. O amor é claridade.

Princesas, espero que tenham gostado. Curtam comentem e compartilhem, eu adoro responder vocês! Se puderem compartilhar experiências, vou achar um máximo!
beijos beijos...
Andy

You Might Also Like

2 Comments

  1. Oi Andy!

    Amo sua coluna no blog da Thaís <3
    O tema de hoje foi bem pensado, e eu já passei por isso (mas eu estava no lugar da amiga apaixonada rs). Nenhum amigo meu veio e disse: "Te amo, quer namorar comigo?" Mas é claro que rola aquelas alfinetadas que a gente nota que ele está afim, né? Tive um amigo que me disse: "Existe amizade entre homem e mulher, mas sempre vai haver o desejo também". E sabe, em certo ponto concordo com ele.
    Como você disse, se são amigos, já se dão super bem! Então se um homem e uma mulher são amigos, pode ser que aconteça de se apaixonar sim! E isso é tão comum... Vejo todo tempo hahahha
    Acho que o ideal, como tu disse, é confiar no Senhor e orar. O medo de perder a amizade geralmente cega, mas devemos aprender a confiar nos planos de Deus.
    E eu amei a poesia final ♥

    Um beijo,
    www.carolice.com

    ResponderExcluir
  2. Oie Caah!
    Wont, que gracinha! Obrigado de coração, fico imensamente feliz em saber que tu gosta.
    Quando se trata de sentimento é bem complicado. Eu mesmo já estive nas duas posições. Já gostei de uma amiga, e uma amiga já gostou de mim. Na época a minha imaturidade fez as coisas darem errado. "Existe amizade entre homem e mulher, mas sempre vai haver o desejo também". Bem bacana essa afirmação. Me deu a ideia de abordar o assunto sobre "Existe amizade entre homem e mulher?"... Vou pensar sobre isso.

    Mas o ideal é sempre confiar em Deus e deixar ele guiar nosso coração.
    Mais uma vez obrigado!!

    Beijos,
    andyverissimo.blogspot.com

    ResponderExcluir

Popular Posts


Compre o nosso livro!