Uma conversa sobre solidão

segunda-feira, fevereiro 02, 2015


Antes de ler dê play:




 Estamos sentados na sala ouvindo a chuva bater na janela, seguro um copo de chocolate quente esperando que ele esfrie o suficiente para beber. Papai está no outro sofá absorto em um de seus velhos livros. Ao meu lado está meu notebook capenga, há alguns minutos estava vendo algumas fotos no we heart it quando me deparei com uma fotografia com dois pares de pés calçados com meias, pés de uma moça e de um rapaz, e ao fundo uma lareira crepitava pequenos pedaços de madeira. Havia um aconchego tão grande naquela foto! Podia sentir o amor dela daqui. Fotografias costumam mexer com o meu coração.

E desta vez não foi diferente, ela despertou um sentimento que estivera guardado por muito tempo: a solidão. Sou dessas garotas que aos 19 anos ainda não namorou ninguém, não estou brincando, existe essa raça mesmo. Nós não encontramos ninguém capaz de fazer borboletas voarem em nosso estomago, não ficamos com as pernas bambas apenas de olhar para um garoto ou fomos levadas às nuvens por um beijo, nós estamos aqui, esperando que o tempo de amar chegue para nós.

Só que essa fotografia me fez desejar ter alguém agora e invejei aquela garota por alguns segundos. Queria que fossem meus pés ali, queria sentir o calor daquela fogueira e a temperatura do amor.
Fechei os olhos por alguns instantes na tentativa de mandar aquelas sensações embora, senti o calor da xícara aquecer minha mão e me concentrei no barulho da chuva. Quando abri os olhos novamente Papai estava olhando para mim, suas sobrancelhas formavam um arco de indagação.

- Está tudo bem, querida? – Papai perguntou fechando o livro e o colocando no sofá.

- Sim, Pai. – bebi o chocolate quente só para disfarçar. Fiz careta, estava mais quente do que imaginava.

- Não, não está tudo bem. Desembucha.

Não adiantava mentir para o Papai, Ele me conhecia bem o suficiente para saber através dos meus olhos quando estava falando a verdade ou tentando inventar uma história.

- Não é nada. Coisa boba de uma quase adulta e não mais adolescente, sabe?

- Sei. Continue falando. – Papai bebeu um pouco do seu chá.

- Estava na internet vendo algumas fotos quando vi uma foto super fofa de um casal... – virei o notebook para ele, Papai olhou bem para a foto. – Ela só me fez lembrar que não tenho ninguém ainda... Viu? É coisa boba.

- Não é coisa boba. Acontece com todo mundo, pelo menos algumas vezes na vida. – Papai sorriu gentilmente. – Não é porque não aconteceu até agora que não vai acontecer mais, filha. Lembra que tudo tem o seu tempo determinado? – assenti. – Isso inclui o amor. Você está fazendo direitinho, está esperando ele chegar, e não se preocupe ele vai chegar. Toda espera é honrada e tenha certeza: você não foi esquecida.

- Obrigada, Pai. – sorri para Ele.

- Não tem que agradecer. – Papai disse enquanto se levantava e caminhava para perto de mim.

Ele levantou o notebook e sentou onde o aparelho estava, segurou a minha mão e olhou para mim.

- Quando o amor chegar você vai saber que a sua espera valeu a pena. Vai ter foto de meia, vai ter mãos dadas e até aquelas borboletas voando ai dentro. – Papai sorria. – Confie em mim querida, você não vai se arrepender.

- Nunca me arrependi de nada, Pai. Confiar em você sempre me levou as melhores situações da minha vida.

- Não será diferente agora. – Papai piscou pra mim. – Enquanto aquele amor ali não chega nós podemos nos aventurar por outras jornadas que foram preparadas para a sua vida e em meio a elas, quando você voltar a lembrar dessa sensação de solidão não se esqueça que estou com você e que já és amada. Aquele amor ali – ele apontou para a foto – vai ser pra te complementar, a missão dele é deixar a vida mais colorida e harmoniosa.

As palavras do meu Pai fizeram efeito em meu coração, não tinha porque me sentir sozinha, afinal Ele estava ali. E o meu amor? Ah, ele faz parte de mim. Vou guardá-lo no meu coração até que chegue a hora dele florescer. Papai tinha razão – como sempre – valeria à pena.

  

You Might Also Like

13 Comments

  1. Com certeza seremos honradas se esperarmos em Deus!

    Gostei muito do seu texto Thaís =) achei que me encaixo nessa parte " Sou dessas garotas que aos 19 anos ainda não namorou ninguém, não estou brincando, existe essa raça mesmo. Nós não encontramos ninguém capaz de fazer borboletas voarem em nosso estomago, não ficamos com as pernas bambas apenas de olhar para um garoto ou fomos levadas às nuvens por um beijo, nós estamos aqui, esperando que o tempo de amar chegue para nós." Só que no meu caso uma garota de 22 anos... rsrsrsrs

    Seus textos são inspiradores! Que Deus continue te abençoando sempre =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amém!
      Obrigada pelo carinho, Camila *-*
      Nós seremos honradas sim, independente da idade rs
      Obrigada pela visita, minha linda ♥

      Excluir
  2. Eu estava mesmo precisando ler um texto assim, Thaís, obrigada. Simplesmente amei, meus parabéns, xará! ♥ Se eu tivesse uma cópia impressa desse texto no dia em que uma menininha na praia achou extremamente estranho o fato de eu ter 15 anos e ainda não estar namorando, eu daria este texto pra ela ler.
    Beijos ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, que bom Taís *-*
      Saber que ajudei já é o suficiente ♥
      Você teria dado uma lição linda aquela menininha!
      Obrigada pela visita e pelo carinho de sempre!
      Beijos

      Excluir
  3. Lindo texto Thaís! Falou muito comigo... Ah, eu também me encaixo nesse grupo de garotas aí, mas no meu caso com dezoito. É.. acho que tem alguns meses pras coisas mudarem rsrs, mas sei que pra tudo há um tempo certo de acontecer.
    Beijos, Saudades princesa!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vivianne, é você?! *----* Que saudades!
      Em poucos meses também entro nesse grupo haha
      Basta continuarmos confiando, o tempo certo chega ♥
      Obrigada pela visita, princesa.
      Beijos :*

      Excluir
  4. O clichê é antigo mas é verdadeiro: na hora certa alguém vai fazer brotar borboletas no seu estômago, e sentir todas essas coisas.
    Relaxa e aproveite a vida.
    bjo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amém! *-*
      Assim estou, Ariana!
      Obrigada pela visita, anjo ♥

      Excluir
  5. Oi minha linda <3

    Seu texto está incrível, como sempre!
    E olha, até tenho uma grande inveja da moça do texto, sabe? Eu namorei duas vezes, tenho 17 anos e confesso que todas as experiências foram ótimas... Mas gostaria mesmo de não ter me decepcionado tanto! Quando esperamos em Deus, estamos seguras, pois sabemos que seremos recompensadas. Eu não soube esperar no começo, mas hoje eu espero e confio. É uma sensação maravilhosa se sentir assim!

    Beijos
    www.carolice.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com Deus estamos seguras mesmo, Carol. Tenho certeza que a sua espera será honrada e as melhores partes das histórias que você teve no passado podem ser guardadas no seu coração.
      Fico muito feliz por você ter gostado do meu textinho *-*
      Beijinhos!

      Excluir
  6. Que texto lindo, li quase chorando aqui. A foto é muito emocionante, e a conversa com o pai então... Sou daquelas tipo você, que nunca namorou. Mas sabe... eu não ligo muito pra isso, porque sei que Deus tem nos reservado o melhor, e quando acontecer, quando chegar a hora do amor florescer vai ser lindo; porque toda espera tem sim uma recompensa, somos princesas do Senhor e ele tem reservado o melhor para suas filhas !! Eu creio.

    Beijos
    serva-do-rei.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amém! Também creio, Karine ♥
      No tempo certo tudo é melhor!
      Obrigada pela visita!

      Excluir
  7. Olá!
    Não conhecia seu blog e estou simplesmente encantada.
    Já li quase tudo rs
    Eu amei esse conto, na hora certa tudo acontece. O que muitas vezes ocorre é que não sabemos esperar e por isso quebramos a cara algumas vezes. Mas, vale super a pena esperar, pois tudo tem a sua hora e não adianta apressar nada pois o tempo não volta e também não corre quando queremos. Tudo acontece no momento que deve acontecer. Temos que observar, ter paciência e fé porque quando tiver que acontecer, acontecerá!
    Beijos!

    www.meumundosecreto.com.br

    ResponderExcluir

Popular Posts


Compre o nosso livro!