Se minha vida fosse um sitcom, qual seria o roteiro da 1ª temporada?



O mês de março foi cheio de blogagens coletivas legais do Rotaroots, mas produzi tão pouco conteúdo pro blog esse mês que não consegui acompanhar, só que o mês não acabou ainda! Se correr ainda pego algumas coisinhas legais, e pra hoje trouxe uma  blogagem bem legal criada para este mês. Como vocês viram no título é para os viciados em série que precisam (acho que nós já fazemos isso com frequência) imaginar qual seria o roteiro da primeira temporada se a nossa vida fosse um seriado... Escolhi duas das minhas séries favoritas, Friends e Once Upon a Time, e espero que tenha conseguido produzir algo legal. rs 


 Se minha vida fosse um sitcom, qual seria o roteiro da #1 temporada?
Vamos supor que sua vida virasse um sitcom. O que podemos esperar da primeira temporada? Fique a vontade para deixar spoilers!


***

O episódio piloto do meu seriado seria muito parecido com o primeiro episódio de Friends, assim como Rachel, estaria chegando a cidade grande sem saber muito o que fazer, não estaria vestida de noiva nem pensando em casar, ou com o coração partido, acho que estaria um pouco mais parecida com Mônica, com o objetivo de construir uma carreira, afinal foi por isso que deixei a casa dos meus pais. Com os passar dos dias ficaria um pouco entediada como Chandler ao descobrir que os meus sonhos não são tão fáceis de realizar, enquanto Ross casa tanto quanto troca de roupa. 





Mas tudo bem, a faculdade pode ser competitiva e um pouco (muito) cansativa, mas tenho que ser como Phoebe e perceber que tenho muito mais coisas para agradecer! Veja bem: passei pra faculdade que queria, estou morando em outro estado, em uma cidade tida como maravilhosa que está louca para ser explorada por mim, conheci gente nova, fiz novos amigos e estou mais perto de uma parte da minha família que é maravilhosa! É verdade que passo alguns perrengues, ao ler alguns textos pra faculdade tenho tanta dificuldade de compreender o que o autor quer dizer quanto Mônica teve dificuldade de entender o que aquele namorado do restaurante que ela trabalhava (que era um poeta bonitão) quis dizer em seu poema sobre ela. O ônibus que pego pra ir a faculdade é tão cheio e a pista é tão maravilhosa, que acompanhar Phoebe em uma volta no táxi da vó dela é mais seguro. E as vezes como tanto quanto Joey, mas é a vida poxa! 




Fico aqui pensando... Minha vida não tem tanta coisa de emocionante, ainda não descobri que a minha mãe é a Branca de Neve e que o meu pai é o Príncipe Encantado, também não fui convocada para ser a Salvadora de uma cidade e de toda uma sociedade, e nem me deparei com uma Rainha Má que é tipo assim: sensacional! 


Emma, você não precisa esfregar sua vida maravilhosa na minha cara!
Mas quem precisa de tanta emoção? Vamos riscar o parágrafo acima, ou melhor vou chamar Regina para queimar, porque acabei de ganhar um crédito com ela por tê-la elogiado. (Talvez a sra. Mills me adote e minha vida passe a ter mais emoção!)



Deixando os surtos de lado... Gosto da minha rotina de quase adulta. Gosto de caminhar pela minha faculdade e pensar que estou ali para aprender coisas úteis, gosto de olhar para os meus textos e bloquinho de anotações e concluir que eles serão responsáveis por grande parte do meu futuro. É verdade que estou tão confusa quanto Chandler, às vezes escolher o mais simples parece mais fácil, mas não quero me arrepender no futuro, então tenho que batalhar agora... Se quero um dia sentar com meu notebook em uma varandinha para escrever durante o dia todo, preciso suar agora, não tenho poderes como Regina, não posso fazer as coisas mudarem com um estalar de dedos. (Ia ser muito mais fácil! Por que você não me adota, hein Regina? E me ensina a sua magia?)

Minha vida pode não ser um seriado muito famoso, mas é minha e eu gosto dela, gosto de encontrar alegria nas coisas simples, gosto de ir dormir lembrando dos micos que paguei no ônibus ou na faculdade, sorrio só de lembrar dos meus amigos (que são tão loucos e legais quanto os nossos eternos protagonistas de Friends) e estou satisfeita comigo mesma. Posso não ter sido beijada por um príncipe ainda nem entrado nos padrões da sociedade (para uma menina já deveria saber cozinhar, estar namorando e pensando no casamento), mas calma a vida só está começando. Vou levar um dia de cada vez, com mais esperança no peito do que os contos de fadas dão conta de passar. 

Novas aventuras virão, eu sei, e será melhor do que as que leio nos meus livros. O meu final feliz é todo dia!   



***

Posso te contar um segredo? O mais legal deste meme foi ficar escolhendo os gifs! haha Fiquei rindo a toa com Friends e deu vontade de começar a rever a 1ª temporada de OUAT! 

Agora me conta, e se a sua vida fosse um seriado, como seria a primeira temporada? Não deixa passar nada hein, amo assistir seriados novos! 

Beijocas,
E os meus votos de hoje é que vocês vejam muitas maratonas! Muah *-*

Amolece o coração menina



Amoleça este coração duro feito pedra e perceba a vida! Vá até a janela e observe o amanhecer, ouça o canto dos pássaros que despertam juntamente com o Sol encantando toda a atmosfera ao seu redor, retire a poeira daquele seu livro que há muito tempo está guardado e quase esquecido no armário, assista o seu desenho animado predileto que lhe fazia acordar cedo todas as manhãs para vê-lo na televisão quando criança, ouça o cantarolar da sua mãe ao preparar o café, repare nos cabelos grisalhos que estão surgindo em seu pai, sorria pra uma criança na rua, dê uma flor para alguém querido, escreva uma mensagem para um parente distante, pergunte à sua avó se ela conseguiu se livrar das ervas daninhas que assolavam o seu pequeno jardim, vá no quintal e brinque com seu animalzinho de estimação, aprenda a letra da sua música favorita, compre o biscoito favorito da sua irmã e dê à ela de presente e observe como os dentinhos de leite dela estão mais moles do que este seu coração pedrificado pelos açoites e batalhas da vida. Todos nós sabemos que nem tudo é um mar de rosas, mas isso não significa que não haja coisas boas que lhe arranque um sorriso em seu dia. O Criador fez questão de rechear o universo com pequenos detalhes que somente quem os percebe pode contemplar a tamanha beleza de Sua criação. Então menina, amoleça esse coração, veste teu melhor sorriso e veja que não basta apenas viver e se lamentar pelas feridas que se abriram em nossas almas no meio do caminho. Temos que notar a felicidade, colorir os nossos dias com a aquarela do Criador, temos que enxugar as lágrimas e nos lembrar de que se Deus está em nosso barco não precisamos temer a tempestade, temos que esvaziar nossos corações e deixar que Deus faça a faxina necessária. Temos que viver e notar a vida! Então aumente o grau das lentes de seu óculos para enxergar que a vida é bela e só precisa ser percebida.

- Sabrina Adriane.

Redenção de Karen Kingsbury



Oi gente! Como vocês estão? Espero que bem! Quanto tempo não trago uma resenha pra cá, né? Pois bem, esse tempo está acabando porque estou participando de alguns projetos literários que irão trazer muitas resenhas interessantes para cá rs Em janeiro deste ano fui presenteada com uma parceria com a Editora Planeta, precisamente com o seu selo cristão Pórtico, vocês podem imaginar meu nível de alegria?! E logo de cara recebi a oportunidade de ler um livro que nem tinha sido lançado ainda, "Redenção", e esse com certeza merece ser compartilhado com vocês! 

Título: Redenção
Autor: Karen Kingsbury
Páginas: 438
Ano: 2015 
Editora: Editora Planeta, selo Pórtico 
Nota: ♡ ♡  ♡   
Uma incrível traição... Kari Baxter Jacobs está furiosa, machucada e confusa. Seu marido, Tim, um respeitado professor de jornalismo, tem um romance extraconjugal com uma de suas alunas. Atordoada, Kari regressa à casa dos pais para tentar resolver as coisas. Uma difícil decisão... Como se não bastasse, um antigo amor reaparece em sua vida. Antigos sentimentos parecem ressurgir. Ela está mais confusa do que nunca. Kari será capaz de perdoar o marido? O que poderia aliviar sua dor? E o que dizer sobre os seus próprios sentimentos, revividos por Ryan, um homem que ela deveria evitar? Uma esperança... Enquanto procura por respostas, Kari faz uma descoberta inesperada. Em meio a momentos tão difíceis, ela poderá encontrar a fé e a força que precisa para seguir em frente? ... Uma história de redenção e amor a qualquer custo!    

Kari Baxter Jacobs acredita viver um casamento perfeito ao lado de seu marido Tim até que um telefonema inesperado muda a vida de Kari durante uma noite em que o marido está fora. Um jovem diz ao telefone que Kari está sendo traída e que a amante de seu marido, é uma aluna dele...

Tim Jacobs é um renomado professor de Jornalismo, enquanto Kari é uma linda modelo que não se acha boa o bastante para o marido, sempre busca ser a melhor pessoa possível, e acaba se envolvendo em tudo que acredita ser admirável, como grupos de oração na igreja e grupos de ação social, o que faz com que ela e o marido fiquem cada vez mais distantes. Embora esta não seja uma desculpa, Tim acaba caindo em tentação neste momento e ao invés de sonhar com uma vida melhor ao lado da esposa, ele começa a desejar uma vida de aventuras ao lado de Angela, sua brilhante aluna que parece estar a altura dele.



Indo contra tudo que aprendeu na sua caminhada cristã, Tim deixa sua esposa rumo a essa vida de aventuras, mas Kari não aceita a derrota, seu amor pelo marido é grande demais, e surpreendendo a todos os leitores ela decidi perdoá-lo e lutar por ele. Ao longo da trama Kari vai compreendo qual a vontade de Deus para seu relacionamento, será que Ele deseja que ela desista mesmo dele e siga em frente, ou Ele gostaria que ela lutasse por ele? Em meio as dúvidas, mas um sentimento confuso surge no coração da nossa linda mocinha, um antigo amor ressurge, prometendo cuidar muito melhor dela do que Tim cuidou até então.

Como qualquer ser humano, Kari e Tim terão momentos fracos e de fortaleza também. Eles tem escolhas difíceis a fazer, decisões que mudarão suas vidas para sempre.



Kari e Gary nos abrilhantam com uma trama maravilhosa, que te fará pensar a todo instante: “Será que eu teria a mesma coragem de Kari?” Sério gente, a moça foi traída e magoada de uma forma terrível, mas mesmo assim ela escolheu olhar para o marido com o amor de Cristo, não é pra qualquer um! Redenção não é o tipo de livro que você esquece com facilidade rs


Outro ponto interessantíssimo da obra é o apoio que Kari recebe de sua família, os Baxter, seus pais nos abrilhantam com ensinamentos lindos e com um amor em família que faz todo mundo desejar uma família igual. Ah, e a família de Kari é muito apresentada na trama, porque Redenção é apenas o primeiro volume de uma série de 5 livros, e nós conheceremos detalhadamente mais dessa família em cada volume. Já no primeiro livro é possível se deparar com aspectos de outros personagens que serão abordados no futuro, e eu fiquei como? Preciso dos demais volumes agora!  


Quotes:

– Vou orar por vocês. – Ela fez uma pausa e pareceu mais séria do que antes. – EU não sei qual é a sua situação, mas posso lhe dizer uma coisa. Seja qual for seu problema, você está fazendo a coisa certa. Deus pode resolver até os problemas mais difíceis, sabe? Seu casamento poderá ser melhor do que você sempre sonhou, melhor do que antes disso que aconteceu. – Ela apertou a mão de Kari. – Não desista, Kari. Por favor. (Página 124) 
  

Sua mãe parecia tão bonita; Kari esperava poder ter a metade da beleza dela quando fosse adulta. “Eu sei como é isso, querida.” Ela inclinou a cabeça como se houvesse muitas coisas que gostaria de dizer. Depois de uma pausa, ela arriscou: “Você sabe desde quando oramos pelo homem com quem você vai se casar?”
Kari fez que sim com a cabeça. “Desde que eu era menina.” (Página 152)


– Shhh, querida... está tudo bem. – Ela disse chorando agora também. – É claro que eu entendo. Você quer fazer as coisas do jeito de Deus, e o Senhor vai honrar isso. Nada seria mais maravilhoso para nós do que ver seu casamento dar certo, Kari. Você tem nosso apoio, aconteça o que acontecer.
Kari conseguiu dar uma sorriso rápido, porque sabia que era verdade. Não importava o que os outros pudessem dizer ou sentir sobre as suas decisões, seus pais sempre ficariam ao seu lado.
No fundo, a família Baxter era assim. (Página 115)

Já tinham ouvido falar de Redenção? Alguém por aqui já leu?
Alguém ficou com vontade? Espero que sim :)
Beijos,
Bom fim de semana!

Cartinha pra Thais


Tenho uma amiga que mesmo longe ela cuida de mim, dar carinho e bronca quando necessário. Ela é uma grande garota e eu a admiro muito!  Sabe eu acho que ela pensa que esqueci do aniversario dela, infelizmente fiquei impossibilitada de parabenizá-la . Mais quem disse que precisa ser o aniversario dela, pra eu homenageá-la ? Eu não poderia deixar em branco  porque ela merce muito mais que minhas palavras... Merece meu carinho, amizade e confiança.  Ela é incrível, dona desse lindo blogger , o qual me permitiu um espacinho rs .

Parabéns Thais




Meu desejo era poder estar ao seu lado, te abraçar e fazer tudo que melhores amigas fazem! Sei que nosso paizinho , um dia nos proporcionará isso.  Eu não preciso de caneta e papel, mas sim, de um teclado e uma tela. Sim, preciso apenas deste meio em que nos conhecemos, aquele que nos uniu não pela beleza, muito menos pelo tom da voz, mas sim pelas palavras, pelos gestos, pelo amor em comum. É até engraçado falar mais somos muitos parecidas, rs a thata diz que somos irmãs gêmeas . É tão ruim , e as vezes difícil viver longe de quem amamos, de quem nos quer bem. Ela me mostrou que em diversos momentos que ter uma amiga é como estar protegida pelas mãos de Deus. Obrigada por sua amizade, sua confiança, por estar ao meu lado e por ser mais que uma amiga comum, você é a melhor e mais amada. Sim você consegue ser mesmo a distância, te sinto pertoAlguns momentos tristes me provaram que você é além de uma pessoa batalhadora e linda, a minha melhor amiga, com quem eu posso contar para os mais variados momentos. Tens a minha eterna gratidão por essa amizade e por tudo que fez e faz por mim.




Menina risonha *_* Que ri e sonha.


Até nisso somos parecidas rs gostamos muito de sonhar,  vivemos sentadinhas nas nuvens. Tem uma coisa que a distância não nos impede: Que é sonhar *__* sonhamos muito e um dia um de nossos sonhos será realizado, que é : Ter a  oportunidade de um dia nos conhecer pessoalmente, de dar um abraço de perto. Eu continuo sonhando pois diante dos nossos olhos pode ser impossível acontecer, mais dante de Deus isso é um pequeno detalhe, e sei que um dia ele vai nos surpreender, e esse distância vai diminuir, nem que seja por um dia. Tanto eu quanto a thata acredita que isso vai acontecer ! Sabe porque ? Porque não sonhamos sozinhas .. Deus sonha com a gente. Eu já sou muito grata a Deus por ele ter nos apresentado, mesmo sendo nas redes sociais. É  uma amizade que vale apena!







Desculpe o atraso...Mas não me esqueci de você! Não me esqueci desse dia tão especial... Desse dia que Deus trouxe ao mundo uma criaturinha cheia de graça, de beleza, de carinho, de amor no coração... Uma pessoa muito especial, que sabe cativar e encantar quem a rodeia...Que sabe conquistar! Uma pessoa que mora dentro de meu coração, que preenche o vazio que às vezes toma conta da gente... Alguém a quem todos estimam, que é muito importante...   Alguém que é mais que uma amiga, é uma irmã .

 Meu Deus, você não imagina o quanto é difícil tentar expressar, em palavras tudo que essa princesa representa. Você é uma pessoa especial, daquelas que marcam as nossas vidas pela sua forma extraordinária de ser, suas qualidades são notáveis... Suas palavras são sinceras e muitas outras qualidades difíceis de se encontrar nas pessoas...




Ei minha pequena, eu não esqueci do seu aniversário, só estou um pouquinho atrasada rs mais isso não impede de eu falar tudo que gostaria.  Que Deus continue ao seu lado te protegendo, e te conduzindo sempre pelo melhor caminho, te desejo paz e sucesso! Você é uma pessoa de paz e sucesso, você tem muitas qualidades, e uma delas é esse fraternidade gerada, por esse coração tão enorme que você tem. Tenho a honra de tê-la como amiga e poder compartilhar de momentos lindos como esse!  Mesmo distante, o meu carinho por ti é enorme. 

Sabe seus conselhos, sua força, seu incentivo... Tem me enriquecido muito, como pessoa e eu só tenho a agradecer. Espero minha simples palavras cheguem a você,como um abraço bem apertado, que os bons sentimentos nunca se ausente. Que você continue brilhando, a onde quer que chegue! Seu brilho é forte e seu que a chama que foi acesa dentro de você, nunca irá se apagar.  que os bons sentimentos nunca se ausente. Que você continue brilhando, a onde quer que chegue! Seu brilho é forte e seu que a chama que foi acesa dentro de você, nunca irá se apagar. 


Bom minha linda, não deu pra preparar alto tão grandioso mais receba essas simples palavras que são sinceras de coração.


Te amo amiga.




Por um movimento ou por uma escolha?



Não sou muito boa em formular looks para ir a qualquer que seja o lugar, e como na UFRRJ todo mundo anda super a vontade, procuro agir da mesma forma, sempre escolhendo as minhas roupas mais confortáveis (mas perai o post de hoje não é sobre moda!). Hoje acabei tirando do guarda-roupa a minha blusa do movimento “Eu escolhi esperar” e fui pra faculdade com ela, e durante o percurso fiquei pensando na diferença entre usar a camisa e realmente fazer uma escolha...

O Movimento EEE é capixaba (meu estado só tem coisa boa!) e vem chamando a atenção de muitos jovens pelo Brasil a fora, os seminários são maravilhosos e pelo que vejo no facebook nunca fica vazio, mas há uma grande distinção entre ouvir o que o Pastor Nelson Júnior prega a decidir esperar em Deus pela pessoa certa. Já vi gente por aí criticando o movimento, dizendo que “escolher esperar”  é mais uma resposta preguiçosa pra tudo do que uma atitude em santidade, mas hoje quero te lembrar de uma coisa: você segue um movimento ou decidiu mesmo esperar?

Como uma garota criada na igreja aprendi tudo o que pode ou não, mas saber não significa que vou tomar essas lições para minha vida, contudo ao longo da minha caminhada procurei analisar o mundo como alguém que não fazia parte dele, como uma visitante em terras estrangeiras, e com isso acabei concluindo que não quero uma vida que fuja da vontade de Deus. Se você ainda não tomou essa decisão ou já tomou que tal dar uma volta comigo pelo mundo atual?

Com quantos anos você deu seu primeiro beijo? (Tá, sei que estou sendo evasiva, mas você não precisa responder, deixa que eu respondo...) Beijei um garoto pela primeira vez quando tinha 14 anos e é muito complicado encontrar nas minhas lembranças um momento tão desconfortável quanto aquele! Já contei em outro post que depois do beijo percebi que beijei um sapo e não um príncipe, mas a culpa não era toda do garoto, porque no momento também não me senti lá uma princesa, mas o que levo deste momento até hoje é que não quero beijar ninguém que eu não goste, nunca mais. Várias garotas por aí vão dizer que beijar é melhor do que uma panela de brigadeiro e que não importa se você gosta ou não do garoto, mas vai por mim amiga, se você é romântica, é moderna à moda antiga e principalmente tem planos do céu para a sua vida é melhor esperar mais um pouquinho!

Pois então, tem muita gente por aí não esperando muita coisa, aos 9 anos beija na boca e aos 14 já tem filho nos braços, e ainda quer dizer que está melhor do que o resto do mundo, mas espera um pouco não estou aqui para julgar ninguém... Só que nós podemos concluir juntas que o mundo não anda lá muito bem das pernas né? Parece que tudo começou a se inverter, e digo isso porque os namoros e os romances não são mais os mesmos.

Na época dos meus pais, eles trocavam cartinhas e só namoravam na sala, onde meu avô podia ficar de olho. Minha mãe se guardou pura até o casamento, e não se arrepende. Alguns anos atrás havia mais mãos dadas do que sexo, e mais pureza em um vestido de noiva branco do que as nuvens são branquinhas no céu... Entretanto agora tudo começa ao contrário, o casal se beija primeiro para depois se conhecer, durante os fins de semana eles ficam na casa de um ou de outro o tempo todo, e tem tempo suficiente para brincarem do que quiserem em um quarto de porta fechada. As pessoas experimentam tudo que podem o mais rápido possível, porque como elas mesmo dizem “isso que é viver de verdade!”

Vá até um grupinho de jovens e participe de suas conversas por alguns minutos, é muito mais divertido contar quantas bebeu ontem e quem você pegou do que dizer que você está esperando em Deus... Sei que os valores hoje são outros, e se você dizer pra alguma garota que ela deve esperar pelo casamento para relações sexuais ela vai te dizer que é feminina demais pra isso, que essa é uma ideia antiga e machista, e que não podemos levar a Bíblia ao pé da letra, os tempos são outros...

Talvez eu seja mesmo antiga, mas isso não combina nenhum pouco comigo, gosto das coisas devagar e prefiro aquilo que todo mundo chama de antiquado. Antes de beijar alguém quero saber quem ele é, antes de ir pra cama quero que a gente se conheça de verdade e principalmente quero agradar a Deus.


Não sigo movimento, não uso uma blusa porque sou apaixonada por um seminário, fiz uma escolha de coração e vou lutar com todas as minhas forças para mantê-la! Se sou estrangeira? E daí? Faz mais sentido entender que pertenço ao céu do que a terra. Quero abraços e conversas, quero sorrisos e pureza. Quero leveza e não peso de culpa. Quero adentrar uma igreja com um vestido branco e não ter vergonha de ser pura. Quero a vontade de Deus, porque ela é boa, perfeita e agradável (Romanos 12:2). Quero que no dia do meu casamento os anjos batam palma e digam: “O Mestre acabou de cruzar duas histórias!” Quero que seja de Deus e para Deus, e se para isso Sua palavra nos pede sacrifícios que eles sejam feitos, porque cada um deles valerá a pena!  

Assim como há liberdade para as outras pessoas fazerem o que quiserem, que escolhas como essa de esperar no Senhor sejam feitas e divulgadas, para que cada vez mais jovens conheçam a vontade de Deus e vejam que escolher o que é diferente para o mundo pode parecer loucura para os outros, mas não para nós. 

Escolhi esperar pelo amor!

A montanha-russa




"Tenha bom ânimo!"

Estas eram as palavras escritas em um post-it rosa no espelho de Anna, mas ela não estava nenhum pouco animada e a sensação de tristeza aliada a desistência durava semanas, como ter bom ânimo quando tudo dá errado?

O pedacinho de João 16:33 havia sido escrito há quase dois messes, quando a garota descobriu que os pais decidiram se separar, desde então sua vida se transformara numa montanha-russa, cheia de sobe e desce. Ela não aguentava mais as brigas, as incertezas, a falta de paz e a desconstrução da sua crença em "felizes para sempre". Tudo estava bem confuso na verdade e ela não estava muito afim de ânimo.

Ficar trancada mo quarto vendo episódios mais episódios no Netflix parecia mais agradável, sua cama era bem macia  e o travesseiro perfeito. Deixar o quarto seria ter um contato físico com seus problemas e com as consequências deles, como por exemplo, sua reprovação em 3 matérias do 3º período de seu curso de Pedagogia.

Anna estava em pé diante do espelho, vendo uma garota cheia de olheiras com um vestido bege rendado e uma trança presa bem relaxada, finalizada com uma tiara e pérolas. Ela havia recebido uma mensagem do namorado esta manha convidando-a para ir á um parque de diversões fixo que havia sido reinaugurado nas últimas semanas, ela estava relutante, não queria ir, mas andava afastando Guilherme demais e não queria destruir o seu próprio "final feliz". Então ela iria, tentaria ter o bom ânimo, mesmo que só conseguisse isso hoje.

- Qual brinquedo vamos agora? - Anna perguntou depois de andarem na roda gigante e nos carrinhos de bate-bate.  

- Que tal a montanha-russa? Dizem que está show! - Guilherme estava tão animado quanto os meninos de oito anos que passavam correndo entre eles.

- A minha vida parece uma... - a moça sussurrou para si quando estavam na fila, mas o namorado acabou ouvindo.

- Ei amor, sabe o que aprendi esses dias? - ele levantou o queixo de Anna com o dedo indicador. - A vida é uma só, e mesmo que a sua se apreça com uma roda gigante você não pode perder a vista! Aqui no parque nós pagamos o ingresso, mas na vida real quem pagou os ingressos da humanidade foi Jesus e nós não podemos esnobá-lo, certo?

Guilherme segurou as duas mãos de Anna e sorriu antes de voltar a falar.

- Sabe o que nos faz ter ânimo? Olhar para Cristo e não para o medo. A tempestade tá aí, mas o Marinheiro também está, você pode confiar nEle. Não deixe que as dificuldades te impeçam de contemplar o pôr do sol, ele foi feito para você. - ele apertou a bochecha da namorada enquanto ela deixava que cada palavra dele fizesse morada em seu coração. - Ouça o cantar das aves, se encante com o formato das nuvens e preste atenção no simples, é lá que Deus está!

- Pode deixar. - Anna soltou as mãos do namorado e levou-as até o pescoço dele, enlaçando-o. - Eu amo você, sabia?

- Eu sei, afinal você deixou suas séries por mim! - ele beijou a testa dela, orgulhoso. - Você vai usar bem o seu ingresso a partir de agora? - eles se aproximaram do guichê de entrada do brinquedo.

- Com certeza! Quando você me deixar em casa me lembra que tenho que escrever um novo recado no post-it?   

- Claro! O que você vai escrever?

- Que tenho um único ingresso e que cabe a mim fazer a montanha-russa valer a pena. 


Dependo de ti !

Como filhas sempre dependeremos dos conselhos dos nossos pais. Nos damos bem quando ouvimos o seu comando! Sabe, não importa o quanto eu cresça sempre dependerei de Deus. Me sinto tão pequena diante da grandeza dele , que sempre tenho que aprender, e ele sempre tem o que me ensinar.  E o melhor de tudo é saber que com ele sempre poderei contar.

“Acaso pode uma mulher esquecer-se do filho que ainda mama, de sorte que não se compadeça do filho do seu ventre ? Mas, ainda que esta viesse a esquecer-se dele, diz o Senhor – Eu todavia, não me esquecerei de ti. Eis que nas palmas de minhas mãos te gravei...” (Isaías 49.15-16)

Esse é um dos versículos que não sai da minha mente.   Não conheço sua história, mas conheço a minha! Como filha sempre senti a falta do colo, do amor e do carinho dos meus pais.. Eles não me criaram, e nunca tivemos proximidade.  Isso me fez falta claro! Mais  eu tive um outro colo, um outro carinho, cuidado e proteção. Deus coloca pessoas certas, nos momentos certos em nossa vida!  


O importante é saber que mesmo que agente não tenha tido a companhia dos nossos pais biológicos, temos a companhia de Deus. Nunca me senti rejeitada, porque eu sempre soube que tinha um pai la no céu, que cuidava e zelava por mim. E em seus braços me sinto segura!






Sabe Deus, não importa o quanto eu cresça, sempre serei como uma criança que necessita de cuidado, carinho e proteção.

Em muitos momentos você pode se sentir sozinha, e até falar coisas que já falei , tipo: Ninguém me ama, ninguém me quer, ninguém se importa comigo .. Essas são palavras que falei, talvez seja as mesma que você fala! ou já falou... E eu te garanto que nada disso é verdade! Vejamos o porque: Se você ainda se sente assim rejeitada.. Talvez você precise se aproximar daquele que realmente te ama, te quer, e que se importa contigo! Estou falando do nosso paizinho. Estou falando daquele que podemos confiar!




Deus te ama ! Como posso provar isso ?  Vejamos o que está escrito :

 João 3:16  Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito, para que todo aquele que nele crer, não pereça mas tenha a vida eterna. 

Preciso falar mais nada! Imenso é o amor que Deus tem por mim e por você. Recebemos a maior prova de amor de todas. Então pequena não diga que você não é amada, Deus te ama!





Deus te quer : Vocês, porém, são geração eleita, sacerdócio real, nação santa, povo exclusivo de Deus, para anunciar as grandezas daquele que os chamou das trevas para a sua maravilhosa luz.
1 Pedro 2:9

Deus te tirou das trevas e te trouxe pro reino de luz, então ele te quer . E você também precisa querê-lo ! Deixa Deus cuidar de ti, deixa ele agir e atuar na sua vida. Nosso pai é educado, ele não vai agir e atuar onde ele não é convidado. Grande é a obra que ele quer realizar na sua vida.




Deus se importa com você:  Sua vida tem um grande valor para o pai, você é muito importante para ele. Tem um trecho de uma música que deixa isso bem claro! Diz assim....

Quero que valorize o que você tem.
você é um ser você é alguém tão importante para Deus, nada de ficar sofrendo angústia e dor neste seu complexo interior dizendo às vezes que não é ninguém..
Eu venho falar do valor que você tem .. 

Não se ache uma coitadinha, você é filha do Rei erga essa cabeça ! É pra frente que se anda... Não importa se você parou, ou em que momento você cansou .. O que importa é se levantar após cada queda, e continuar caminhando, tendo a certeza que Deus é contigo!



Mesmo sem merecer, sem entender, Deus me ama. Esse amor eu sei que é verdadeiro.
Mesmo com meus erros, e falhas eu sei que ele me me quer. E me quer de verdade!
Mesmo com tantas marcas e machucados... Que a vida me proporcionou. Continuo tendo valor, sim meu Deus me valoriza. Meu Deus sempre me valorizou!
Talvez eu seja o que ele sempre quis e sempre sonhou..
Sou sua pequena, sou sua menina, sou seu amor.
Meu paizinho por tudo.. simplesmente tudo, grata eu sou!

Tag: Livros Opostos

Créditos



Oi meninas! Como vocês estão? Espero que bem! No último dia 10, a princesa Amanda do "A arte de louvar" me indicou para responder a tag Livros Opostos, e como vocês já sabem que sou apaixonada por esse universo literário não poderia deixar a oportunidade passar, certo?

A tag Livros Opostos é adaptada para livros cristãos, através dela o blogueiro pode comentar ou apenas citar a obra que se encaixa nos desafios, como nós acabamos preferindo os livros seculares à livros cristãos, essa é uma excelente chance para conhecermos outras histórias, autores e séries. Vamos a tag?

- Livro Barato x Livro Caro




Acho que o livro mais caro que já comprei foi "Lucy detesta cor de rosa", o comprei em uma livraria cristã da minha cidade e se não me engano custou 28,00 reais. Nossa, não estou me lembrando se teve algum livro cristão mais caro que esse. Argh! Por que nunca lembramos das coisas quando precisamos?

E o livro mais barato... Se bem me recordo foi "O Mestre dos Mestres", do Augusto Cury, que deve ter sido um pouco menos de 10,00 reais.

- Protagonista Homem x Protagonista Mulher



Com um protagonista masculino tenho "A Cabana"e "A Travessia", de William P. Young, e "Os Corajosos".

Com as moças no poder tenho "Jogando Xadrez com os Anjos" de Fabiane Ribeiro (tem resenha aqui) e "Uma história de perdão e cura" de Stormie Omartian.

- Leu Rápido x Leu Devagar





Li "Redenção" de Karen Kingsbury , novo lançamento do Selo Pórtico, da Editora Planeta, em quatro dias! Em breve trago a resenha pra vocês!

"A Cabana" li bem devagar, não lembro quanto tempo levei pra terminar.

- Uma Capa Bonita x Uma Capa Feia




"Amor de Redenção", da Francine Rivers tem uma capa lindíssima!

Não gosto muito da capa do livro "Por que você não quer mais ir à igreja?", dos autores Wayne Jacobsen e Dave Coleman.

- Autor Brasileiro x Autor Internacional

Um autor da nossa terrinha que admiro muito é o Pastor Eneas Francisco, ele lançou Juventude que Prevalece 1 & 2.

Internacionais tem o "Max Lucado" e a "Francine Rivers".


- Livro Fino x Livro Grosso





Um livro fino, mas abençoado é "Um espaço chamado castidade", da autora americana Ivy Julease.

Um livro bem grandão é "O sonho de uma filha", da linda e apaixonante Francine Rivers, inclusive já fiz resenha (está aqui), tem 583 páginas, mas a história é tão maravilhosa que você nem vê as folhas passarem. Vou deixar o link aqui pra quem quiser baixar o livro em pdf.

- Ficção x Não Ficção



Considero "Nárnia" um conjunto de livros cristãos, embora muita gente por aí discorde, sempre que leio mais uma das histórias de C.S. Lewis encontro Deus nelas, então deposito essa grande obra aqui.

Já como não ficção, "Mais perto de Deus", de Darin Hufford.

Faz parte da tag indicar outros blogs pra fazer, mas como já vi que a maioria das blogueiras que conheço já foram indicadas, não vou indicar ninguém, vou deixar em aberto, se você quiser fazer, fique à vontade ><

E ai, gostaram das minhas escolas? Quais destes livros já leram? 
E se vocês tivessem que responder a tag, quais seriam os escolhidos de vocês?

Abraço de panda,
E um beijo estalado! 


Namorar é...


Namorar é colorir a vida,
é abrir a alma para a primavera.
É enxergar com plenitude o coração a viajar.
É um nascer todos os dias, é se sentir criança em qualquer idade.

Namorar é decorar o cheiro dos cabelos,
é alindar o gosto do beijo,
é ladear os olhares e os trejeitos,
é se encantar sonhando, é sonhar vivendo.

Namorar é cuidar.
É antecipar incômodos, é proteger de possíveis ameaças,
é um zelo por profecia.

Namorar é orar misturado,
é a prece de dois corações em um,
é a unidade que vira unicidade na convivência diante do Divino.

Namorar é sonho conjunto, é andar emendado.
Mesmo longe pelos quilômetros,
ser fiel a despeito da distância,
Namorar é fidelizar, e fidelizar é honrar na ausência. 


Namorar é convidar pra jantar,
é fazer a ceia ainda que dê errado,
e pedir pizza depois já se saciando de sorrisos.

Namorar é abraçar sem ter a pressa de largar.
É acarar os olhos com o fogo de vulcão
É sentir as mãos transpirando ainda que álgidas.
É uma timbalada nos joelhos, um nervoso uma epifania arrebatadora.

Namorar é telefonar mesmo sem ter nada pra dizer,
é a expectativa de ouvir, ainda que um "Oi, tudo bem?",
é emoção para um furacão, um arrebatamento tempestuoso.

Namorar é se despedir ao telefone,
"- tchau amor, pode desligar".
"- não, você desliga primeiro".
"- ah, você desliga."
"- só desligo se você desligar."
e quando vemos se passou mais uma hora, ou duas, ou três...
Namorar é não ver a hora passar.

Namorar não é levar pra cama,
é levar pra varanda,
é olhar as estrelas,
é dizer juras ao pé do ouvido,
é eternizar os momentos.

Namorar é amar sem hora marcada,
é surpreender com chocolates,
é presentear com bilhetes,
é escrever "eu te amo" no espelho com a pasta de dente,
e enfeitar com batom.

Namorar é perder o último ônibus,
e ter que voltar de táxi, ou a pé.
É não conseguir desviar os olhos 
Ou na distração da amada,
devorar sem nem piscar.


Namorar é beijo roubado. 
É tirar pra dançar sem nem saber como se faz,
é fazer serenata ainda que desafinando.
Namorar é surpresa de presente.
É ternura.  
É sonho.
É romance. 
É aventura.

O namoro, problema quando no tempo errado,
pode ser a resolução para outros em tempo certo.
Casados que voltam a namorar,
ficam casados por muito mais tempo.
Um casamento sem namoro é como um dia de sol sem praia, é como um céu sem estrelas.

Namorar é viver.



A verdade sobre o que ser quando crescer


16 on 16 de Março:

"A surpreendente verdade que nunca te contaram sobre... "


Aos cinco anos eu era a garotinha que acordava às seis da manhã para começar logo o dia, dormir nunca foi a minha praia, na verdade, eu queria jogar os brinquedos na varanda e soltar a minha imaginação. Quando segurava a minha Barbie do 1,99, me sentia a boneca e as casinhas minúsculas se tornavam o meu lar. Eu gostava de correr descalço, subir em árvores, apostar corridas de bicicleta e fazer piqueniques no quintal da minha melhor amiga, mas no fundo tudo o que eu queria mesmo era crescer, ir pra faculdade, me formar naquilo que amava e começar a minha própria vida.

Naquela época eu não sabia muito bem como as coisas funcionavam, não compreendia o que era e como era a vida na universidade, não sabia o que era trabalhar e o quanto a vida adulta seria complicada, hoje sei o quanto trocar as roupas das minhas bonecas eram uma tarefa simples. Mas aí a gente cresce e ser professora não é mais o seu maior sonho, e você começa a pensar no mercado de trabalho, na competitividade, alguns tem que lidar com a falta de apoio dos pais... E tem toda aquela coisa de ter a certeza de que o curso que você está matriculado na faculdade é aquilo que você realmente quer fazer da vida.

Ninguém nunca me disse que escolher o que eu seria quando crescesse fosse tão difícil! Quando eu via a minha mãe como dona de casa parecia ser a escolha mais simples do mundo, claro que há toda aquela coisa de abrir mão da sua própria vida para cuidar de um filho, do marido e da casa em tempo integral, mas ela parecia tão perfeita naquilo que não conseguia vê-la em outro lugar sabe? Quando ia ao médico eles pareciam tão naturais em suas mesas, as professoras na escola sempre pareceram tão dispostas para o seu trabalho... Eles pareciam perfeitos para o que faziam. Tudo caminhava bem até que entrei na faculdade e descobri uma dúvida que passou a pulsar no meu coração todos os dias: O que vou fazer da vida? O que vou ser, cara?

Será que nasci para ser professora? Será que o Jornalismo seria bom pra mim? Mas sabe o que eu quero de verdade? Escrever até os meus últimos dias! Me contentaria em ter uma casa num cantinho, podia ser na beirinha da praia ou próxima a uma mata, um lugar bem sossegado, onde pudesse me sentar com um notebook e uma xícara de café e escrever até meus dedos terem calos. Parece simples, né? Também acho, mas é só parar pra pensar um pouquinho que aquela coisa chata que os adultos tem vem sobre mim. Não posso simplesmente ser escritora, não agora. Quem comprará meus livros? Como sei que receberei o suficiente para sobreviver? Será que vai dar certo?

Esqueceram de me contar que adultos tem mais medo do que crianças, suas responsabilidades se tornam bichos piores do que aqueles que as crianças costumam imaginar debaixo de suas camas ou dentro dos guarda-roupas... São tantas questões, são tantos receios e tanta cobrança que às vezes a gente prefere guardar o sonho em um cantinho quase intocável do coração e escolhe realizar aquilo que aparentemente é mais fácil ou vai agradar a fulano, ou vai te dar mais prestígio... Quanta gente faz engenharia por causa do dinheiro? Quanta gente vira médico pra agradar o papai? Quanta gente acaba não realizando sonho nenhum por medo?

Não me avisaram do medo nem da responsabilidade que é escolher o que vou ser quando crescer, mas enxerguei isso agora e ainda tenho tempo! Tempo para não desistir do meu sonho, tempo para correr atrás do que quero. Se quero mesmo ser escritora? É uma das certezas que tenho na vida! O que vou fazer para conseguir ser? Como minha mãe me disse uma vez, preciso encontrar uma profissão para ser meu chão, algo que me mantenha enquanto luto pelo meu sonho maior, o que gosto o suficiente para encarar todos os dias é o Jornalismo, mas quem sabe o que vai acontecer amanha?


A verdade de tudo isso? Somos jovens demais para escolhermos o que seremos a vida toda. Deveríamos ter o direito ao erro, não? Será que poderíamos começar uma faculdade e acabar descobrindo que não é aquilo que queremos sem que pedras sejam lançadas sobre nós? Será que depois de um grande homem aquele doutor pode desistir dos consultórios para se tornar um professor ou sei lá, um esportista? Não sei, mas gostaria muito que cada um pudesse ter a chance de descobrir o que quer ser no tempo certo, sem medo, sem receio, com leveza e com amor.  

Não tenho certezas hoje, talvez continue não as tendo amanha, mas estou disposta a lutar por uma coisa: a felicidade! Se tem uma coisa que exijo dessa vida é a chance de ser feliz e vou lutar por ela todos os dias, com todas as minhas forças. Se ter um pouco de confusão e dúvida faz parte dela, então por que não encarar? 

Este texto faz parte do Projeto Literário 16 on 16, onde 16 blogueiras no dia 16 de cada mês produzem cada qual um texto em cima de um tema escolhido pelo grupo. Para conferir os textos dos demais participantes basta acessar os links abaixo.

Popular Posts

O blog virou livro!

O blog virou livro!
Compre o nosso livro!

Bom dia, princesa

Bom dia, princesa
Nosso novo livro está em pré-venda, acesse o site da Editora UPbooks e descubra mais sobre esse livro que será benção na sua vida.