Resenha - Plutão

sábado, agosto 15, 2015



Há alguns dias pude me deliciar com a narrativa simples, cativante e divertida de R. J. Palacio. A autora de "Extraordinário" (você pode conferir a resenha aqui) lançou há pouco tempo Plutão, um e-book que conta uma história com os mesmos personagens do seu primeiro livro.

Título: Plutão
Autor: R. J. Palacio
Páginas: 90
Ano: 2015
Editora: Intríseca







Em Plutão conhecemos Christopher Angus Blake, melhor dizendo o Chris, um dos velhos amigos do Auggie. Chris conheceu Auggie ao completar dois dias de vida, por suas mães serem grandes amigas, os meninos tornaram-se inseparáveis também. Faziam de tudo juntos, passaram por várias fases marcantes da infância, inclusive várias das cirurgias do Auggie. Levou um tempinho até Chris perceber que o rosto do amigo fazia com que as outras crianças sentissem medo e se afastassem, diferente delas Chris não temeu Auggie, apenas entendeu que ser amigo dele não seria uma jornada fácil. 

O laço inseparável foi testado quando os pais de Chris decidiram se mudar e o bairro escolhido era distante demais do antigo, o que fez com que o garoto e Auggie se encontrassem muito pouco depois disso. Além da distância, o tempo de Chris foi tomado com a escola e os amigos novos e algum tempo depois sua amizade com Auggie acabou sendo deixada de lado.    


As memórias de sua infância ao lado de Auggie estavam bem guardadas até uma manhã em que Chris acorda atrasado para a escola, enquanto a mãe o arrastava da cama ela contou a ele que Darth Daisy, a velha cachorrinha do Auggie, morreu na noite passada e que o amigo estava muito mal. Só que para Chris aquela notícia não parecia muito importante, afinal aquele amigo estava no passado não é mesmo? Talvez não a verdade não fosse essa.

Por causa da notícia que a mãe lhe dera aquela manhã, Chris começa a se lembrar dos momentos que passou ao lado do amigo, as aventuras imaginárias, os brinquedos, as "viagens" que faziam para "Plutão" e a triste descoberta de que o pequena planeta não era mais um planeta... As lembranças amenizam e ao mesmo tempo confundem o dia estressante de Chris, um dia que teima em dar tudo errado. 

Até o fim do dia, o pré-adolescente que estava muito ocupado para dar um beijinho na mãe, que não podia fazer pequenas ligações para velhos amigos e que estava só preocupado com a sua participação em uma banda da escola, aprenderá algumas lições importantes: Será que é possível resgatar velhas amizades? E quanto sua vida pode mudar num único dia? 

Mais uma vez Palacio nos apresenta a uma amizade profunda e sincera em que o coração é muito mais importante do que o rosto. Coisas boas podem surgir de momentos ruins e às vezes nós só aprendemos depois desses momentos dolorosos, não é mesmo? E o quanto um único dia pode guardar tantas coisas?

Como disse no início a narrativa é leve e desta vez bem pequenininha, as 90 páginas correm que você nem vê! E além do mais crianças são tão puras e divertidas que não dá pra resistir a uma narrativa delas! 

Além de Plutão, mais dois livros relacionados a Extraordinário foram publicados no Brasil, Extraordinário: O Capítulo de Julian e 365 dias extraordinários, li por aí que a autora lançou nos EUA Shingaling: A Wonder Story, a narrativa é contada por Charlotte, uma das garotas que recebeu Auggie no seu primeiro dia de aula num colégio de verdade. O encontro dela e das amigas com Auggie foi marcante e saberemos um pouco mais em breve!

"E, quando amigos precisam de nós, fazemos o que podemos para ajudar, certo? Não podemos ser amigos só quando é conveniente para a gente. Boas amizades valem um esforcinho a mais!" 

Alguém apaixonado por Palacio por aqui também? rs
Espero que tenham gostado da resenha e para aqueles que pretendem ler:
Que seja tão cativante quanto foi para mim!
Beijos,


You Might Also Like

0 Comments

Popular Posts


Compre o nosso livro!