[Poem a Week] Calo

quinta-feira, janeiro 07, 2016



Calo 

fig. condição que resulta de frequentes situações dolorosas, aflitivas, trágicas, embrutecedoras; dureza, insensibilidade.

Entre seus gostos estava o adjetivo bruta, parecia que a palavra tinha o poder de envolvê-la em muros e toda vez que alguém a definia assim mais uma camada de pedras era fixada ao muro. O seu muro impedia que qualquer pessoa se aproximasse, o que entendo hoje como uma forma de escudo, apenas alguns se aproximavam de seus muros e esses poucos eram vistos por ela como pessoas que valiam a pena. 

Talvez alguns a vissem como metida, esnobe e até ignorante, mas eles não a conheciam de verdade, desconheciam o que ela havia visto, ouvido e sentido na vida. Não sabiam das noites em que havia se sentido sozinha, de como chorava baixinho no travesseiro e não conseguira dormir, mas a encontravam nas manhãs seguintes com lápis e delineador bem passados nos olhos, com gloss definindo o sorriso que vestia tão automaticamente. Eles desconheciam os traumas de infância, as pressões de garota perfeito impostas pelos pais e os dramas e questões que faziam parte dela. O muro a protegia do mundo, da curiosidade e da maldade das pessoas, mas também a impedia de sorrisos simples ao lado de melhores amigos feitos por acaso, de compartilhar seus medos e receios, de poder ter a certeza de poder confiar em alguém.

Aquela moça se adaptara tanto com os calos criados com as durezas vivenciadas durante pouco mais de uma década e meia, que criara seu próprio calo: o medo de ser ferida pelo mundo. 


***

Este texto faz parte do Projeto Poem a Week, ou Um Poema por Semana, filho do Projeto Poem a Day, criado por Vanessa Chanice.. Nesta edição comprimida, há um tema por semana que devemos usar como inspiração para escrever um texto/conto/crônica/poesia, enfim o que quiser. Todas as quintas o texto deve ser publicado na internet para que outros participantes e leitores possam ver. Se você quiser conhecer mais o projeto pode visitar o blog da Vanessa aqui, e no nosso blog há vários textos da minha participação no Poem a Day!  

You Might Also Like

2 Comments

  1. Nossa... Que triste :( E pior é que existem pessoas assim. Pessoas que tem medo de se machucarem e assim, criam muros altos e difíceis de derrubar quando alguém quer se aproximar. Mas, se orarmos por estas pessoas, creio que Deus vá derrubando esses muros que trazem mesmo a infelicidade, não proteção ilusória. Existem pessoas que se fecham para a área sentimental (principalmente) por causa de traumas, porém, se apresentar esta área a Deus e esperar pelo melhor dele, confiar nele, com certeza o sofrimento vai embora. Um belo texto! Parabéns, linda ❤
    Beijos e feliz ano novo!
    www.thoughtsandadventures.com.br

    ResponderExcluir
  2. Nossa, que texto lindo! Me identifiquei um pouco, já fui assim, mas hoje tenho consciência de que viva aprisionada e que só Deus pode me fazer viver as verdadeiras felicidades, de que não precisamos ter medo, pois Ele sempre está conosco!
    É essencial que as pessoas reconheçam isso né,para que sejamos curadas e libertas <3

    bjos
    http://aninhamorando.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Popular Posts


Compre o nosso livro!