[+QP] Para onde vai o amor?

segunda-feira, fevereiro 22, 2016



Há alguns anos atrás havia uma enxurrada de frases parecidas no feed do meu Facebook quase todos os dias. Todas as frases pareciam dizer “Amizades verdadeiras não acabam, se acabou é porque nunca existiu amizade”. Parecia que todo mundo queria esfregar na minha cara que eu nunca tinha sido amiga de verdade da garota que até um mês atrás chamava de melhor amiga. Claro que as pessoas não estavam fazendo aquilo de propósito, talvez fosse o universo tentando me fazer mudar de ideia, mas nada poderia me impedir de cortar laços naquele momento.

Naqueles meses uma mudança vinha acontecendo dentro de mim, descobri que por muito tempo me sentia perdida, sem identidade, e precisava me reencontrar. Para isso tive que cortar laços com tudo e com todos que de alguma forma não me faziam mais bem. Infelizmente, a minha melhor amiga estava neste pacote. O problema não era ela, mas sim o que éramos juntas. Nossa amizade já não fazia bem para mim, estava me tornando uma pessoa diferente do que sempre quis ser.

Acredito que a melhor parte de viver um relacionamento com alguém, seja em um namoro ou em uma amizade, não é nem o tempo que se passa com a pessoa, mas as lembranças e os pensamentos que povoam a sua mente quando você está distante dela. É quando você está sozinha que descobre o quanto ama e é amada, o quanto aquela pessoa traz flores e calmaria ao seu coração, ou o contrário. Foi sozinha que descobri a tempestade que acontecia dentro de mim após passar algumas horas com minha melhor amiga. Era necessário romper para que não viéssemos nos magoar no futuro.

E descobri que aquela frase lá de cima é uma tremenda mentira, minha amizade era real e sim estava acabando. Era real porque eu ia dormir com uma dorzinha no peito, porque na manhã seguinte tudo o que queria era encontrar com ela na escola e rir de uma bobeira qualquer. Eu amei aquela garota como uma irmã e para falar a verdade ainda amo. Ainda sonho com ela, oro por ela e recordo dos dias bons que vivemos juntas.

Em algumas manhãs, após acordar sobressaltada de um sonho onde nós conversamos como se nunca tivéssemos nos separado, passo o resto do dia lembrando das nossas andanças para tirar fotos em lugares que outras pessoas ainda não tinham percebido quão especiais e fotogênicos eram. Recordo das noites que passamos em claro contando nossos segredos e cuidando dos traumas velhos que cada uma de nós carregava. Meus olhos fechando, louca para dormir, enquanto ela amava passar noites em claro. A viciei em comprar livros, e ela me ensinou sobre filmes. Enquanto ela procurava por seus possíveis vestidos de casamento, eu imaginava o discurso que faria no seu grande dia...


Tenho saudade do que éramos. Sinto falta daquela amizade mágica e forte que vivemos por quase três anos. Garota, nunca mais vou viver nada igual, e em parte isso me faz feliz, porque carrego a peculiaridade de ter vivido uma amizade intensa, forte e verdadeira. Nossa amizade chegou ao fim sem ela nunca ter entendido o por que. Fui egoísta e saí correndo, sem dar explicações, sem dizer adeus. Carrego um peso por ter sido covarde, mas não conseguiria de outra forma. Serei egoísta mais uma vez e pedirei que ela seja compreensiva e entenda que romper o nosso laço era importante para mim, era uma fase pela qual eu precisava passar e talvez ela também. Esses são alguns mistérios da vida que Deus nos fará entender lá na frente. 

Mas o meu amor? O meu amor por você moça nunca acabou! Ele está bem guardadinho, está embrulhado em uma caixa com fita em um lugar especial do meu coração. E não me desapego dele porque ele foi e é real. 

Espero e te peço que a minha escolha de romper o nosso laço não te tenha feito alguém desconfiada a temerosa. Desejo do fundo do coração que você confie nas pessoas e que viva grandes amizades. Quero que você tenha a capacidade de contar os seus segredos para outra pessoa de novo e que ela jamais saía do seu lado. Desejo que você tenha uma madrinha de casamento babona, que também será a madrinha dos seus filhos e que vocês vejam seus netos correrem pela sua casa no campo quando estiverem bem velhinhas. Não perca a fé nas pessoas, viva amizades intensas de novo e mesmo que elas acabem tenha a certeza de que foram reais. Meu amor por você continua vivo e real em meu coração. Oro e intercedo por sua vida. Quero o seu bem tanto quanto na época em que éramos duas adolescentes bobas que trocavam o almoço por empanados de frango com katchup.

O amor está aqui, pequena. Para sempre.

***

Tema: Para onde vai o amor?

Confira textos de outras participantes:



Este texto faz parte do Projeto Mais que Palavras, um grupo que se reúne no Facebook e traz propostas mensais para textos, contos, crônicas, etc., com a missão de tirar nós, (jovens que sonham em ser escritores), de sua zona de conforto e por em prática a atividade que tanto amamos. Para saber mais sobre o projeto basta clicar na imagem abaixo, você será redirecionado para o grupo do projeto.


You Might Also Like

2 Comments

  1. Thais, que texto lindo e profundo. Eu passei por isso também. Vivia uma amizade que eu amava tanto que chegava a doer, hoje já não somos tão próximas, mas eu fico com essa lembrança e esse sentimento de que o amor por ela está aqui, pra sempre.
    Fiquei muito feliz em ver meu texto indicado por vc! Que Deus continue a te encher de graça e palavras que edificam o coração!

    ResponderExcluir
  2. Olá tb já passei por isso! MT bom o post 😃

    Seu blog é lindo estamos seguindo
    Beijoooos

    ResponderExcluir

Popular Posts


Compre o nosso livro!