[642 Coisas] Foi aí que ele deixou de acreditar...

segunda-feira, abril 18, 2016


Via We Heart It
























642 Coisas sobre as quais escrever

Foi aí que ele deixou de acreditar que algum dia uma garota qualquer fosse gostar dele do jeito que ele era... 

Ele estava no auge dos seus 17 anos quando seu coração foi esmagado pela primeira vez de verdade. O rapaz já havia levado uns tocos, se apaixonado por garotas que não davam a mínima para ele, o que o fez ficar tão dramático ao ponto de assistir "Um amor para Recordar" por livre e espontânea vontade.

Só que desta vez era diferente, o alvo do seu coração não era qualquer garota. Ele não estava encantado pela garota mais bonita da sala ao lado ou pela irmã de um amigo, a moça que não saía da sua cabeça era a mesma que ele vira descabelada todos os sábados nos últimos 6 anos, enquanto ele passava para dar um oi e implicava com ela por finalmente vê-la fazendo alguma coisa. Aquela moça era a garota que vivia dizendo que ele perdia um tempo precioso construindo casas no Minecraft enquanto podia estar estudando para o vestibular, que havia ouvido ele contar todas as suas aventuras com outras garotas e que sempre que podia tentava dar um conselho útil.

Sem saber definir o que estava sentindo, tudo o que sabia era que não tinha mais forças para sentar ao lado dela enquanto jogavam baralho com os outros amigos, porque sua vontade era segurar a mão dela e sair dali correndo! Estar ao lado dela e fingir que nada estava acontecendo doía...

Benjamin só podia estar doente ou maluco, nunca antes havia pensado, ou melhor, construído a ideia de um futuro com alguém. Até aquele momento o máximo que havia planejado sobre uma garota era um encontro ou dois, mas por Lara já tinha até um discurso pronto para pedir a sua mão em namoro, sem se preocupar com a cara de monstro e o jeito bronco do pai dela. 

Depois de muitas noites indo dormir depois das 3 da manhã, ele decidiu contar a ela o que sentia. Sentados em um dos velhos bancos de madeira na praça do bairro onde cresceram, mesmo com a garganta seca e estalando os dedos sem parar, contou. Ele esperava qualquer reação, que ela dissesse sim, não, talvez, exceto a que ela teve.

Lara levou a mão à boca e gargalhou. Gargalhou até perder o ar e lágrimas escaparem dos seus olhos castanhos. 

Você está brincando, né Benj? — suas palavras foram mais afiadas do que os facões que o bisavô usava no interior. 

Foi a partir daquela noite que ele decidiu não ter o coração tão sensível e ingênuo, não se apaixonaria de novo, iria curtir a vida, ter história para contar. Benjamin ainda gostava dela e isso só piorava, porque eles não deixaram de ser melhores amigos, continuavam se vendo constantemente ao se reunirem com a turma de amigos, o que aliás era o motivo dela para dizer não a ele.  

Ele ficou com várias garotas, leu livros sobre o assunto — acredite, existem mesmo! —, se muniu para ser um legítimo cafajeste, achando que assim a esqueceria ou que seria mais homem quando tentasse de novo com ela...

O que Benjamin e Lara não sabem é que seus caminhos não podem se cruzar no campo amoroso, porque há duas outras pessoas intercedendo por eles. Há um rapaz que toda noite, ao dobrar os seus joelhos lembra da sua futura amada. Ele ora por ela, mesmo sem saber seu nome, e pede aos anjos que cuidem dela, que não deixem que nada a desvie do caminho que Deus preparou para ela, ciente de que no futuro o Senhor irá cruzar esses caminhos visando cumprir Seus propósitos.

Também há uma moça orando pelo Benj, não apenas pedindo que ele seja guardado, mas que Deus o transforme em um homem segundo o seu coração. Esta moça está se preparando para o futuro, deixando que o Senhor a molde de acordo com Sua vontade e propósito, e anseia para que Deus faça o mesmo ao homem da sua vida.

As escolhas de Benjamin o estão levando para distante de Deus, porém o Senhor o tem visto e sondado. Ele tem permitido as escolhas de Benj e deixará que o rapaz arque com cada uma das consequências geradas por elas, porque no futuro o homem que ele se tornará poderá impactar outros jovens com o que Deus fará por ele.   

Em breve, quando ele menos esperar o amor se tornará uma esperança doce e motivadora para o nosso Benj.




You Might Also Like

0 Comments

Popular Posts


Compre o nosso livro!