Troque a sua preocupação por uma dose de fé



Olá, realezas! Como vão vossas altezas? 
Há algumas semanas, comecei a postar em nosso perfil no Instagram uma série chamada "Vida de Garota Cristã", onde quero abordar vários temas que envolvem a vida de uma filha do Rei. Meu anseio é poder conversar com vocês, tirar dúvidas, compartilhar experiências e aprendermos juntas. Além de postar em nosso IG, estarei postando os textos dessa série aqui no blog também, caso você não tenha Instagram. Te convido a participar dessa coluna comigo, comentando o que você tem achado, o que Deus falou com você e também me sugerindo temas que vocês gostariam de ver, beleza? Essa semana o Senhor comigo sobre preocupação, quero compartilhar com vocês um pouquinho do que aprendi...

***

Lembro que durante toda minha adolescência eu passava a maior parte do tempo sonhando e projetando o meu futuro. Tinha a data marcada para entrar na faculdade e concluí-la. Tinha a idade perfeita para casar, quantos filhos ia ter e até a cor dos olhos do marido (seriam verdes, acredita?)! Escolhi a profissão perfeita, projetei um bom trabalho e sonhei com o ministério que Deus havia entregue a mim sendo realizado. Estava tudo prontinho na minha cabeça, bastava o tempo chegar para viver tudo aquilo.

Só que, os anos passaram e meus planos não obedeceram a meus prazos, acredita? Eu não entrei na faculdade no dia exato em que eu imaginei, demorei mais seis meses além do esperado. Eu mudei a profissão... Ainda não conheci o futuro marido, e quer saber? Hoje eu não ligo mais pra cor dos olhos, e sim para o seu coração. E o que eu aprendi com isso tudo?

Bem, Jesus me ensinou que eu era preocupada demais com o meu futuro. Preocupada demais com tudo, sabe? E entendo que muitas outras garotas também são. Nós nos programamos para tudo e queremos que as coisas funcionem do nosso jeitinho, mas a vida não é assim, não é mesmo?

Lembro de uma vez em que eu ganhei uma bolsa integral, em uma faculdade superimportante do meu estado, para cursar Jornalismo. Imagine a minha empolgação! Pois é, só que tudo foi por água abaixo no dia em que fui fazer a minha matrícula na faculdade. A atendente me explicou que não havia formado turma para o meu curso e que consequentemente eu perdi a bolsa. Naquela hora eu senti como se o meu sonho fosse areia, e ele escorria entre os meus dedos sem que eu pudesse fazer nada.

Daquele dia em diante o Senhor me fez viver mais inúmeras situações em que Ele me ensinava: “Ei filha, você não precisa se preocupar, porque quem cuida da sua vida Sou Eu!”. É tão fácil esquecer isso em nosso dia a dia, né? Seria muito mais fácil se nós tivéssemos o controle da nossa vida, mas de fato não temos. E quanto mais insistimos em ter, mais preocupadas, angustiadas e doentes nós ficamos.

Ficar preocupada, ansiosa e angustiada quanto ao seu futuro, e principalmente, ficar assim quando as coisas não acontecem como o planejado, não te ajudam em nada. Só te faz mal, na verdade. É por isso que a Bíblia nos ensina a abrir mão da preocupação e em troca aprender a confiar em Deus. Assim escreveu o salmista: “Entregue suas preocupações ao Senhor, e ele o sustentará; jamais permitirá que o justo venha a cair.” (Sl 55:22) Você não precisa caminhar por esta terra sozinha, moça. Você não precisa escrever o seu futuro sozinha, nem deve se preocupar se ele dará certo ou não. Deus tem prazer em ter a caneta da sua vida nas mãos dEle. Deus tem prazer em escrever a sua história, porque os pensamentos dEle para a sua vida são de paz, são mais altos e melhores do que os seus.

Isso não quer dizer que você não deva sonhar e estabelecer metas para a sua vida, você pode fazer isso sim! E também não significa que você vá confiar em Deus e pronto, cruzar os braços e só esperar a sua vida cair do céu. Confiar seu futuro ao Aba quer dizer que você não se descabelará se as coisas não derem certo, porque você não colocará seu coração nas suas metas, mas o manterá em Deus! Esse é o grande “X” da questão: onde colocamos o nosso coração. Porque se o depositarmos em nosso futuro, planos e objetivos, corremos o risco de nos decepcionar, uma vez que não temos o controle de nossos dias. “Quem de vocês, por mais que se preocupe, pode acrescentar uma hora que seja à sua vida? Visto que vocês não podem sequer fazer uma coisa tão pequena, por que se preocupar com o restante?” (Lc 12:25-26). A sua preocupação não fará com que todas as coisas aconteçam perfeitamente, como planejado, na verdade, roubará sua fé em um Deus que tudo pode fazer!

Troque a sua preocupação por uma dose de fé! Siga o conselho dado aos Filipenses: “Não andem ansiosos por coisa alguma, mas em tudo, pela oração e súplicas, e com ação de graças, apresentem seus pedidos a Deus. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará o coração e a mente de vocês em Cristo Jesus.” (Filipenses 4:6-7) Entendeu o mistério? Você tem um sonho? Existe algo que você gostaria muito de viver em seu futuro? Então, apresente isso a Deus, ore sobre isso. Fale ao Pai o quanto você gostaria de viver esse sonho, mas também peça que caso não seja de Deus para a sua vida, que Ele não permita que aconteça.

Ser uma sonhadora não é ruim. Veja José! Quando os irmãos o viam zombavam dele dizendo “Lá vem aquele sonhador!” (Gn 37:19), movidos pela inveja e incompreensão. Contudo, José confiava no Deus em quem servia. Já pensou se por um momento José olhasse a sua volta e começasse a indagar a Deus o por que a vida dele estava saindo tanto do rumo... Imagine se ele desistisse, e começasse a caminhar por conta própria!?

Deus mostrava a José que ele seria um homem importante, ao ponto dos seus irmãos se prostrarem aos seus pés, em sinal de respeito, mas José foi jogado em uma cova, ficou aos pés dos irmãos, foi vendido como escravo. Quando as coisas pareciam ir bem para ele, sendo o braço direito de Potifar, a esposa de seu patrão o acusa de assédio! E lá vai José para prisão... José tinha tudo para duvidar dos sonhos que cresciam em seu coração. José viveu circunstâncias que gritavam aos seus ouvidos: “Seu Deus não existe! Se Ele existe, não liga pra você!”, “Seus sonhos? Fica no seu lugar rapaz, eles nunca vão acontecer!”. Mas os sonhos de José não eram meros sonhos humanos, eram sonhos que viam direto das mãos de Deus para o coração de José.

Quando nós confiamos o nosso passado, presente e futuro nas mãos do Senhor, nós aprendemos a deixar que Ele seja o autor da nossa história e a nossa vontade acaba se misturando com a dEle, quanto mais nós temos intimidade com o Pai. Quando você menos percebe, encontra inúmeros sonhos que foram escritos pelo próprio Deus enchendo o seu coração, e você anseia em viver cada um deles. O Senhor anseia em fazer parte da sua história. Não fique especificando qual área você entregará a Deus e quais você segurará com suas próprias mãos, crendo que será melhor assim. Entregue todas as áreas a Ele. Entregue toda ansiedade, todo medo, toda angústia e desespero. Creia que Deus tem grandes planos escritos para a sua vida e que ao segurar em Sua mão e confiar nEle, você está mais perto de viver esses planos.

Abra mão da preocupação e da ansiedade, e confie nAquele que dá de comer aos pássaros e veste os lírios do campo!   

Jesus não te abandonou




Bom dia, princesa!

“Não deixem que seu coração fique aflito. Creiam em Deus; creiam também em mim.” 
— João 14:1.

Quando Jesus disse aos discípulos que Ele ficaria entre eles apenas mais um pouco, porque precisava ir para um lugar que os discípulos não poderiam encontrá-lo, que não poderia segui-lo (Jo 13:33), imagino a preocupação e o desespero que recaiu sobre aqueles homens. Pedro chegou a perguntar: “Para onde o Senhor vai?” (v. 36), ao que Jesus respondeu: “Para onde vou vocês não podem ir agora, mas me seguirão mais tarde” (v. 36).

Imagino o burburinho entre aqueles homens, o medo e a exasperação de perderem o seu mestre. Parafraseando Augustus Nicodemus, como a partida de Jesus se encaixava com a expectativa que havia sobre Jesus de que Ele traria o tão esperado Reino de Deus?

O fato de Jesus também ter exposto, ainda no capítulo 13, que Pedro não morreria por Ele, mas que na verdade o trairia 3 vezes, também deve ter suscitado entre os discípulos medo e vergonha. Mas esses sentimentos não emanavam de Jesus, não era assim que o Mestre gostaria que seus seguidores se sentissem. Por isso, disse aos discípulos: “Não deixem que seu coração fique aflito. Creiam em Deus; creiam também em mim.” (Jo 14:1) Jesus não queria que seus amigos ficassem perturbados e esquecessem de toda paz que Ele os ensinou a ter. Jesus desejava mostrar aos discípulos que mesmo que eles ainda não fossem capazes de compreender o que Pai e Filho estavam fazendo, que mesmo assim eles confiassem em Jesus.

Ao dizer “Creiam no meu Pai, e creiam em Mim”, Jesus estava lhes mostrando que a iminência da Sua morte não deveria preocupá-los nem os conduzirem ao desespero. Nem a revelação da traição de Pedro deveria causar isso neles. Porque Jesus estava os ensinando que Ele e o Pai eram um, afinal quem vê a Jesus, vê a seu Pai (Jo 14:9). E assim como o Pai nunca havia abandonado o seu povo, Jesus também não os abandonaria. Jesus morreu por nós naquela cruz, mas não abandonou os discípulos. Jesus sabia que Pedro cairia ao negá-lo, mas não abandonou Pedro.

Quantas vezes nós somos como os discípulos, medrosas e inseguranças, acreditamos que Jesus se esqueceu de nós, que nos abandonou, que não nos quer mais devido aos nossos erros e falhas. Mas isso não é verdade! Jesus nos diz: “Não se preocupe, creia no Pai e também em Mim!”. Mesmo que você não entenda o que está acontecendo na sua vida hoje, creia que Jesus não te abandonou, Ele e o Pai tem o controle da sua história! Se você errou, falhou, pecou, não condene o seu coração se afastando de Jesus, porque em Jesus há perdão, cura e resgate. Jesus não nos afasta e nos julga, Jesus abre os braços e nos cura!

[Oração do dia]

Amado Jesus, obrigada por se entregar por mim naquela cruz! Obrigada por me trazer vida, perdão e cura. Mestre, assim como ensinastes aos Seus discípulos a depositar em Ti a confiança, a crer que não há outro como Deus e que Ele tem todo o controle de nossa vida, me ensina a confiar mais em Ti, e a não viver cheia de medo e insegurança. Creio que tens preparado a nossa morada no Céu e anseio pelo dia em que poderei Vê-lo face a face.


Resenha | A última chance


Olá, realezas! Tudo bem? Hoje quero reinaugurar uma coluna há tempos guardada aqui no blog que é a de resenhas literárias! Falar sobre livros, compartilhando boas leituras e aprendizados, é bom demais, não é? Por isso, toda quarta-feira teremos um post com dicas de leitura por aqui, viu? Espero que possamos trocar sugestões, opiniões e amores do universo literário! Vocês estão super convidadas para este momento, hein! Vamos ao livro de hoje?

A Última Chance é um livro de ficção cristã escrito pela autora americana Karen Kingsbury, e que estava na minha lista de leitura há muito tempo! Inclusive esse foi um dos 10 livros cristãos disponíveis no Kindle Unlimited que indiquei aqui no blog e em nosso canal. Aliás, foi pelo Kindle Unlimited que fiz a leitura deste livro. 

A Última Chance conta a história de Ellie Tucker e Nolan Cook, adolescentes de 15 anos, que estão sempre juntos, compartilhando as alegrias da adolescência, bem como os dilemas que os cercam. Melhores amigos, há entre Ellie e Nolan um romance sutil, e quando eles estão prestes a ter a oportunidade de dar passos maiores, tudo muda... 



Nolan e Ellie são membros de famílias religiosas, que criaram os seus filhos na casa de Deus. Contudo, o pai de Ellie, Allan Tucker, sempre muito religioso, acaba sendo muito rigoroso no dia a dia com a esposa, Caroline, e com a filha. Allan, por exemplo, recriminava a esposa por usar blusas regatas porque ela estaria tentando outros homens. Como Allan trabalhava em um departamento da Marinha, ele ficava fora toda a semana, voltando para casa apenas aos fins de semana, e enchia a esposa de indagações e repreensões com medo de que ela o traísse. 

À medida que o tempo passa, e Ellie cresce, Caroline fez escolhas que magoaram a sua filha e iraram o seu marido, destruindo o casamento. Decidido a ferir a sua esposa, Allan se muda de uma cidadezinha da Carolina do Norte para o outro lado dos Estados Unidos,  indo para San Diego.

"Ele queria se importar, queria se sentir tão ligada a Deus quanto Nolan e os pais dele. Mas, se Deus a amava, por que sua vida estava se despedaçando?"

Na noite de despedida, Nolan convence Ellie de que eles devem escrever cartas contando o que sentem um pelo outro. As cartas deviam ser enterradas debaixo de um velho carvalho, um lugar que marcou a vida dos amigos, e serem desenterradas após 11 anos. Aquela seria uma última chance caso a vida viesse a separá-los.

"Este é o plano. — Ele estava sem fôlego, provavelmente por estar tão animado com a ideia. Nolan se sentou, desligou a lanterna e colocou o bloco em cima do joelho. — Cada um de nós vai escrever uma carta para o outro e colocar na caixa. — Ele pensou por um instante. — Hoje é dia 1º de junho. Vamos enterrar nossas cartas aqui, ao pé da árvore, e daqui a onze anos... — ele sorriu — ... no dia 1º de junho, vamos nos encontrar aqui e ler o que escrevemos."

Afastada do melhor amigo e da mãe, o coração de Ellie fica cada vez mais machucado, e quanto mais o tempo passa, mais ela se afasta da menina que era antes de tudo mudar. Inúmeros contratempos acabam acontecendo na vida dos adolescentes, e eles não conseguem se encontrar como planejado.

"Quando caiu no sono naquela noite, Ellie não rezou como costumava fazer. Rezar não a tinha levado a lugar nenhum. Não fizera seu pai mudar nem fizera com que Nolan escrevesse para ela. Talvez assim fosse melhor. A nova Ellie exploraria a vida sozinha, sem Deus." 

Passados os 11 anos, Ellie e Nolan encontram-se em situações muito diferentes. Nolan tornou-se um grande jogador de basquete — sonho da sua infância! Conhecido por todos os americanos, uma vez que é um dos melhores jogadores da NBA, Nolan não esconde a fé que tem em Deus, mas em seu coração ainda há um aperto, que nasceu no dia em Ellie foi embora. Mesmo tento passado tanto tempo, Nolan ainda sonha em reencontrá-la.



Enquanto isso, trabalhando em um salão de beleza em San Diego, Ellie multiplica-se para dar conta de casa, do trabalho e da sua filhinha de 6 anos. Em seu coração, sente que por mais que anseie reencontrar Nolan, ele nunca entenderia quem ela se tornou e como não conseguiu realizar seus sonhos de infância, como ser uma grande escritora.

As diferenças entre Nolan e Ellie ficam cada vez mais gritantes enquanto o dia do reencontro se aproxima. Será que eles conseguirão chegar em sua antiga cidade? Será que conseguirão abrir as cartas? E o que as cartas dizem? O amor da adolescência teria espaço na vida dos dois agora, mesmo em meio a tantas diferenças? Existe uma última chance para o amor, o perdão e o recomeço?

"Nunca fora realmente Deus que duvidara dela e a acusara, certo? Esse pensamento não lhe ocorrera até aquele momento. Não era de admirar que ela tivesse parado de acreditar. [...] Se Deus realmente existisse, talvez estivesse operando um milagre na vida dela. Um milagre que estava a meia hora de se tornar realidade."

***

Eu devorei este romance da Kingsbury rapidinho, uma vez que a sua escrita é maravilhosa e viciante. Ao terminar um capítulo, não conseguia ficar sem começar o seguinte. E não é uma mera história de amor que não deu certo, sabe? O livro vai muito além disso. Em meio a trama, Karen trabalha assuntos como o perdão e as consequências de não liberá-lo, o perigo da religiosidade, o amor do Senhor por nós e como vivemos este amor em nosso dia a dia.

Os personagens de Kingsbury são seres humanos falhos e reais, que em meio aos desafios da vida descobrem o quanto Deus os ama e lhes dá uma segunda chance. 


     Autora: Karen Kingsbury  
     Editora: Verus  
     Páginas: 336  
     Nota: 5  







Vocês já conheciam essa história? Gostam de algum livro da Karen? Me indiquem! 
Me contem também qual tem sido sua leitura atual! 

Um beijo!

Você perdoada



“Logo, todo aquele que está em Cristo se tornou nova criação. A velha vida acabou, e uma nova vida teve início!” — II Co 5:17

Ao aceitar Jesus como seu Senhor e Salvador, você é perdoada, purificada e resgatada. É como se você tivesse passado a sua vida imersa em um mar de lama, e ao clamar por Jesus, Ele estende a sua mão, te ergue da lama e cuida de você. Jesus lava o barro, repleto de pecado, tristeza, solidão, mágoa, rancor e traumas. Jesus limpa o seu rosto antes coberto pelo pecado e te ensina a ver o mundo de uma nova perspectiva: a perspectiva do céu.

Todo pecado cometido enquanto você ainda estava na lama, foi perdoado por Jesus. E agora, se você cometer erros e falhar, você pode se arrepender e confessar qualquer pecado diante de Deus e encontrar o perdão (Ef. 1:7). Enquanto a lama era o seu lar, o inimigo de nossas almas tinha autoridade sobre você, mas agora ele não tem nenhum direito pela sua vida, uma vez que ela foi comprada e timbrada pelo sangue de Jesus! Agora todos podem ver de quem você é filha!

Você nasceu de novo, moça. Você é uma nova criatura, e o diabo, por mais que ele tente, não pode usar o seu passado para te condená-la. Não deixe que o inimigo te convença de que você não tem direito de orar ou esperar em Deus por uma promessa, porque você é imperfeita e cometeu falhas. Não deixe que o inimigo te convença que Deus irá apontar um dedo em seu rosto e gritar todos os seus erros. Esses pensamentos que Satanás tem lançado em seu coração são mentirosos. São palavras e ideias que ele usa para atacar sua alma, para desanimá-la, humilhá-la e destruí-la.

A intenção de Deus não é cobrar a perfeição, mas te ensinar a melhorar a cada dia. Aliás, sem Ele, nós jamais conseguiríamos melhorar um pouquinho que fosse.

Se existe em seu coração pecados que ainda não foram confessados a Deus, e que tem pesado o seu coração e tirado a sua paz, confesse-os com um coração arrependido perante ao Senhor. E lembre-se: sempre que uma voz jogar um erro seu em sua face, não é a voz de Deus, mas sim do seu inimigo. Deus é amor, e o amor é paciente e bondoso. Deus sabia que nós seríamos falhas e que não mereceríamos a Sua graça, mas Ele escolheu derramá-la sobre nós mesmo assim. E é através dessa misericordiosa graça que nós podemos crescer nEle e para Ele!

[Oração do dia]

Senhor Deus e amado Pai, sou grata porque entregastes o Seu Filho para morrer em amor a mim. O sacrifício de Jesus me retirou do lamaçal do pecado e me trouxe para a luz! Obrigada por ser um mestre paciente, que está sempre me ensinando a melhorar. Sonda o meu coração Senhor, e mostra-me se há algo que não te agrada, concedendo-me arrependimento e perdão. Em nome de Jesus, amém!

Onde está a sua felicidade?




“Alegrem-se sempre no Senhor. Novamente direi: Alegrem-se!” 
— Filipenses 4:4

No dia 20 de março foi comemorado o “Dia Internacional da Felicidade” e uma chamada no jornal da minha cidade me fez refletir sobre uma questão: o que te faz feliz?  Logo comecei a pensar: onde está a nossa felicidade?

Vivemos em uma época em que muito se confunde “ser feliz” com “ter coisas” ou “conquistar metas”. De tempos em tempos, parece que a nossa sociedade estabelece os critérios para a felicidade e se não cumprirmos todos eles, não seremos felizes.

Nesses critérios, se você é adolescente, para ser feliz precisa ter muitos amigos, ser descolada, ser reconhecida na escola, ter um bom celular e fotos perfeitas no Instagram. Se você é jovem, precisa ter conseguido entrar na faculdade dos sonhos, ser apaixonada pelo curso que faz e ir tão bem, ao ponto de mal graduar e já está trabalhando na área escolhida. Também precisa encontrar o cara certo, gastar todas as suas economias no casamento e ter uma vida perfeita. Para as mulheres adultas, é preciso ter um ótimo marido, filhos obedientes, e estabilidade financeira... Os critérios continuam e quase sempre eles são fatores fundamentais para se alcançar a felicidade.

A pressão de alcançar esses fatores tem feito com que muitas pessoas mergulhem na depressão e na ansiedade, uma vez que se veem como incapazes de alcançar essas metas. Todavia, nossa felicidade não deve ser depositada em nada nem em ninguém, a não ser Deus. Sabe por quê? Porque tudo nessa terra é passageiro, é transitório, mas Aquele que não podemos ver é eterno (II Co 4:18).

Amizades chegam ao fim. Profissões perdem o valor. O dinheiro não compra tudo. Relacionamentos passam por inúmeras dificuldades e problemas — e você nunca deve desejar casar pensando que só um esposo te fará feliz, porque casamento não se resume a isso. Filhos crescem. Status não trazem felicidade, bem como curtidas no Instagram ou compartilhamentos no Facebook.

Nós mesmas somos descritas pelo salmista como um sopro, nosso tempo nessa terra passa rápido demais, como um vento ou uma sombra (Sl 144:4). Ao contrário de nós e das nossas coisas passageiras, Jesus é o mesmo ontem, hoje e sempre (Hb 13:8). Deus não é como um homem que promete, mas não cumpre. Deus não é como um homem que vive se arrependendo das suas escolhas. Deus não é como nós, falhas e propensas a erros. Ele não deixa de cumprir o que prometeu. Ele não deixa de agir (Nm 23:19). Nele precisa estar a nossa confiança, a fonte da nossa felicidade, porque tudo passará, mas Ele continuará o mesmo.

Isso quer dizer que você não vai encontrar felicidade nesta terra? Não é isso que quero dizer. Claro que você encontrará alegria em seus amigos, na concretização dos seus sonhos, no casamento e filhos. Todavia, quando nossa fonte de alegria é Deus, mesmo quando perdermos pessoas importantes, bens e sonhos, não chegaremos ao nosso fim, porque nossa alegria não está centrada apenas em tesouros passageiros, mas sim no Deus Pai. E enquanto a nossa alegria estiver depositada apenas nesses tesouros passageiros, nunca seremos plenamente felizes.

Quando nossa felicidade está depositada em Deus, nós encontramos razão para sorrir mesmo quando tudo vai mal, porque nós sabemos que não estamos sozinhas, temos certeza que Deus permanece o mesmo. A alegria e confiança depositada em Deus nos permite continuar crendo que a promessa se realizará, mesmo que não possamos ver um vestígio dela se quer no horizonte.

Por mais que tentemos depositar nossa alegria em pessoas, coisas, sonhos e status, somente Deus pode encher a nossa vida de alegria. Por isso, confie mais nEle, deposite no Pai sua fonte de alegria, seja dependente dEle mesmo. Porque como bem disse o salmista:

“Como é feliz aquele cujo auxílio é o Deus de Jacó, cuja esperança está no Senhor, no seu Deus, que fez os céus e a terra, o mar e tudo o que neles há, e que mantém a sua fidelidade para sempre!” (Salmos 146:5-6)

Seja uma intercessora


"Em primeiro lugar, recomendo que sejam feitas petições, orações, intercessões e ações de graças em favor de todos." — I Timóteo 2:1

Hoje quero te pedir um favor. Feche os olhos por um instante e pense em sua vida de duas maneiras: com Deus e sem Deus. Se você se converteu depois de uma certa idade, a diferença deve ser muito mais nítida, não é mesmo? Para as princesas que nasceram em lar cristão, quero que vocês imaginem quando o seu relacionamento com Deus passou a ser sério, entre você e Ele, e não uma mera condição dos seus pais. Vocês conseguem perceber como a vida era antes de conhecerem a Deus?

Uma vida sem propósitos. Uma vida em que nós deveríamos encontrar a força em nós mesmas, apenas em nós. Uma vida em que a esperança poderia se esvair. Uma vida em que nós tínhamos que aprender a nos virar sozinhas, e pronto. Uma vida correndo atrás de emoções, sentimentos, metas e amores passageiros. Uma vida correndo atrás do vento.

Mas com Deus a vida ficou diferente. Agora temos um propósito. Sabemos que não nascemos em vão, mas que desde o ventre de nossas mães, Ele nos via. Compreendemos que Ele entregou o Seu filho amado, para que nós ganhássemos vida! Sabe esse amor que pulsa aí dentro? Precisa ser partilhado! 

Um dia desses estava lendo um devocional da Stormie Omartian (já deu para perceber que ela é uma das minhas autoras favoritas, né? rs) em que ela dizia sobre a importância da intercessão. Deus chamou cada uma de nós para sermos intercessoras. E o que uma intercessora faz? Coloca-se diante de Deus, orando em favor dos outros e das suas necessidades. "Quando oramos, criamos uma ponte entre as necessidades de outros e os derramamentos da misericórdia de Deus." (Stormie Omartian)

Paulo foi um intercessor pelos efésios. Ele ourou para que Deus os concedesse "sabedoria espiritual e entendimento" para que eles crescessem no conhecimento de Deus (Ef. 1:17). Paulo orou porque desejava que o coração dos efésios fosse iluminado, para que eles conhecessem "a esperança concedida àqueles que ele chamou e a rica e gloriosa herança que ele deu a seu povo santo" (v. 18).

Através das nossas orações, nós podemos clamar pela vida daqueles que ainda não conheceram a esperança e a verdadeira vida que há em Deus. O Pai nos chamou para que nós o auxiliemos a alcançar outros corações, levando o seu amor onde há trevas. 

Como bem pontuou minha amiga Stormie, nós não somos chamadas porque nós somos grandes, mas sim porque nosso Pai é. Lembre-se que Deus não chama pessoas poderosas nem que são sábias aos olhos deste mundo (I Co 1:26). Ao contrário, Ele escolhe as coisas que o mundo considera loucura, para envergonhar os sábios, da mesma forma escolhe coisas fracas para envergonhar os poderosos (I Co 1:27). Deus escolheu coisas "tidas como insignificante, e as usa para reduzir a nada aquilo que o mundo considera importante" (v. 28). Deus escolhe garotas simples como você e eu, que antes estavam perdidas nas trevas, para ser mais um pontinho de luz. Deus nos escolhe para andar em amor e semear o amor. Através da oração pelo seu próximo, você está enchendo a vida dele do amor que o Aba derramou sobre nós!

Seja uma intercessora! 

Meu desafio de hoje para você é: Ore pelos que estão a sua volta, pela sua nação, pelos corações que precisam de Deus, mas ainda não conseguiram se render a Ele. 

Não tenha medo do chamado de Deus pra você!



Então eu disse: "Ó Soberano Senhor, não sou capaz de falar em teu nome! Sou jovem demais para isso!". 
O Senhor respondeu: "Não diga: 'Sou jovem demais', pois você irá aonde eu o enviar e dirá o que eu lhe ordenar. E não tenha medo do povo, pois estarei com você e o protegerei. Eu, o Senhor falei!". — Jeremias 1:6-8.

Você já descobriu qual o propósito que Deus escreveu para você? Lembro que durante minha adolescência eu roía as unhas de preocupação ao pensar no que Deus queria que eu fosse e fizesse para Ele. Ao olhar para mim, não conseguia encontrar nenhum dom que pudesse usar em prol do seu Reino. Como os demais adolescentes da minha igreja, participei de vários ministérios: teatro, coreografia, grupo de adolescentes, auxiliar do ministério infantil... Embora eu gostasse do trabalho que executei em cada um desses ministérios, eu sentia que não me encaixava, porque não havia nascido para eles.

Quando eu escutava a música "Não tenho dom" da Marcela Tais, tinha certeza que ela tinha sido pra mim! haha Até o dia em que comecei a transformar meus sentimentos em palavras e escrever sobre o que Deus falava ao meu coração! Com o passar do tempo descobri que através das palavras, do aprendizado e do ensino Deus queria me usar para falar do amor dEle. Não vou dizer que foi um processo fácil, o anonimato da internet me deixou segura por algum tempo, até quando vi o blog ser transformado em livro e o meu trabalho passou a ser mais real, não era mais apenas meu computador e eu. 

Hoje meu trabalho para o Reino tem me exigido mais, como subir ao púlpito e pregar, abrindo mão da minha timidez, do meu conforto e me deixando exposta para levar a Palavra de Deus a outros corações. Às vezes eu olho para o que Deus tem feito e para o que Ele me diz que ainda fará e tenho medo, assim como Jeremias. Quem sou eu? Apenas uma jovem com muita coisa para aprender! Mas Deus não quer que eu olhe para os meus medos e sim para Ele.

Você já sentiu medo diante do seu chamado? Nossa carne é tão fraca e delicada, não é? Mas precisamos nos lembrar do que o Senhor disse a Jeremias: "Não diga que você é jovem demais! Pois você irá aonde eu te levar e dirá o que eu te disser! Não tenha medo do povo, porque eu estarei com você e te protegerei". Qual desculpa você tem apresentado para Deus por causa dos seus medos? Sabe, por mais tranquila que seja a sua zona de conforto, não vale a pena ficar presa a ela, Deus tem muito a realizar através de você e em sua vida também. Os nossos medos e limitações são áreas que Deus deseja trabalhar em nós, mostrando ainda mais o seu poderio e o seu cuidado. Não há limitação que Deus não possa aperfeiçoar! Deus não escolhe pessoas prontas e perfeitas. Ele escolhe filhos frágeis e imperfeitos, para transformar e lapidar. 

Também não fique aí se remoendo acreditando que você não tem dom! Assim como viu Jeremias antes que ele fosse formado no ventre da sua mãe e o separou para ser um profeta, Deus te viu antes mesmo de você ser projetada pelos seus pais. Antes mesmo que você nascesse, Deus já havia escrito o propósito da sua vida! Busque mais de Deus, se aproxime mais, e Ele lhe revelará qual é o seu dom! Amém?!

[Oração do dia]

Senhor Deus e amado Pai, te agradeço porque escreveste um propósito para cada uma de Suas filhas. Além de nos resgatar, sacrificando o Seu filho em nosso lugar, e enchendo nossa vida de amor e esperança, Tua Palavra nos revela que o Senhor tem um trabalho para cada uma de nós em Teu Reino, porque grande é a seara e poucos os trabalhadores (Lc 10:2). O Reino conta com o nosso trabalho e dedicação para que o amor seja semeado cada vez mais. Pai, eis-me aqui. Usa-me conforme a Tua vontade! Me capacita, transforma minhas limitações em benção e troca o meu medo por ousadia. Meu maior desejo é servir-te de todo meu coração! Em nome de Jesus, amém!


Um conselheiro, um amigo, um encorajador



"Agora, porém, vou para aquele que me enviou, e nenhum de vocês me pergunta para onde vou. Em vez disso, entristecem-se por causa o que eu lhes disse. Mas, na verdade, é melhor para vocês que eu vá, pois se eu não for, o Encorajador não virá. Se eu for, eu o enviarei a vocês. Quando ele vier, convencerá o mundo do pecado, da justiça e do juízo." — João 16:5-8

O cuidado de Deus é incrível, você não acha? Quando Jesus subiu aos céus, o Pai não nos deixou sozinhas, enviando até nós o Espírito Santo, um amigo, um conselheiro, um encorajador. Em João 16:13, Jesus define o Espírito Santo como um Espírito da verdade, aquele que é capaz de nos conduzir a toda verdade. "Quando vier o Espírito da verdade, ele os conduzirá a toda a verdade. Não falará por si mesmo, mas lhes dirá o que ouviu e lhes anunciará o que ainda está para acontecer." 

Ao refletir sobre o Espírito Santo não consigo deixar de vê-lo como um guia. Você já teve a oportunidade de fazer um passeio por um cidade ou por um museu, por exemplo, com um guia? O guia é o responsável por te mostrar o que há de melhor na cidade, encontrando os melhores caminhos para você chegar até os locais de visitação, te auxiliando na compra dos ingressos, te indicando os melhores lugares para comer na cidade. Um bom guia saberá te explicar os detalhes históricos de cada local, os segredos da cidade e até alguns fatos peculiares. 

Ano passado eu fiz um passeio por Ouro Preto - MG com amigos da faculdade. Nosso percurso pela cidade foi todo orientado por um guia, que vez ou outra soltava umas histórias da carochinha que não colavam! Pense bem, nós éramos um bando de estudantes de História passeando por uma cidade histórica, estávamos em nosso habitat natural, e o guia nos encheu com algumas histórias nem um pouco próximas da verdade. Enfim, dependendo do guia seu passeio pode ser um fiasco, ou todo baseado em mentiras. 

Mas o Espírito Santo é uma espécie de guia diferente, porque Ele é o Espírito da Verdade. O Espírito Santo nos dá capacidade para discernir a verdade da mentira, nos mostrando no que crer em meio a um mundo que está absorto em engano. Quando recorremos ao Espírito Santo, Ele pode iluminar a nossa mente e nos dar compreensão espiritual sobre vários assuntos que permeiam a nossa vida. 

Ao decorrer da nossa caminhada nós precisamos tomar decisões sérias, estabelecer e formar os nossos princípios e valores, precisamos sanar dúvidas e estabelecer no que cremos e por que. O Espírito Santo é o guia que Deus nos enviou para nos ajudar a encontrar a Verdade. Você não precisa confiar em seu coração apenas, pode e deve confiar na voz mansa e suave do Espírito Santo. Peça ao Espírito Santo que ilumine a sua mente e te ajude a viver de acordo com a vontade do Senhor, lhe dando entendimento para tomar decisões importantes e para a construção do seu caráter de filha também. 

[Oração do dia]

Espírito Santo, torne meus ouvidos sensíveis a Tua voz. Antes de cada decisão a ser tomada, quero colocá-las aos pés de Deus, e através da Sua voz encontrar sabedoria sobre qual atitude devo tomar. Espírito da verdade, me ajude a discernir a verdade da mentira, e a caminhar sobre esta terra de maneira que agrade a Deus! Em nome de Jesus, amém!


Jesus, o pastor de ovelhas


Bom dia, princesa!

"Eu sou o bom pastor. Conheço minhas ovelhas, e elas me conhecem, assim como meu Pai me conhece e eu o conheço; e eu sacrifico minha vida pelas ovelhas." — João 10:14.

João 10 fala muito ao meu coração. Se eu fechar os olhos, posso imaginar com clareza e riqueza de detalhes um celeiro cheio de ovelhas. Posso imaginar ladrões rondando o celeiro, posso ver raposas e "cães do mato" farejando em volta da construção, procurando por uma brecha para entrar e devorar as ovelhas. O ladrão pode até vir sutil, mas não há sutileza em seus propósitos, uma vez que ele vem para roubar, matar e destruir (Jo 10:10). 

Mas há mais nessa imagem. Existe o pastor. Diferente do ladrão, o pastor entra pela porta do celeiro. Assim que a abre, as ovelhas o reconhecem, pela forma gentil com que assovia, pelos seus passos e cheiro. As ovelhas se agitam e berram, de felicidade. As ovelhas confiam no pastor e se aproximam dele, porque elas sabem que o pastor veio para lhes trazer vida, "uma vida plena, que satisfaz" (Jo 10:10). 

O pastor é sinônimo de segurança, proteção, cuidado, vida. O pastor reúne as ovelhas e caminha a frente delas, porque ele sabe que as ovelhas confiam nele, e o seguirão. A voz do pastor é como um farol, que as direciona e as faz prosseguir, impedindo-as que ouçam outras vozes e que se percam no caminho. 

Ninguém cuida tão bem das ovelhas quanto o pastor! Se fosse um simples funcionário, por exemplo, ele não cuidaria delas tão bem. Pois se vier algum perigo, como um lobo, o funcionário fugirá, deixando as ovelhas para trás. O pastor, porém, ama tanto as suas ovelhas que entrega a sua vida por elas! 

Meu coração queima ao imaginar essas cenas! Meu coração queima ao imaginar a voz de Jesus explicando que Ele era o pastor e que as ovelhas somos nós. Gentilmente, Jesus toca a porta do nosso coração e pede licença para entrar. Jesus nos conhece, assim como um pastor conhece as suas ovelhas. Jesus te conhece, Ana. Jesus te conhece, Maria. Ele conhece você, Carol! E também sabe quem é você, Laura! Nominalmente, Ele conhece cada ovelha. Sabe suas características, sua personalidade, suas habilidades e falhas. Jesus conhece seus medos, suas manias, suas inseguranças e sua fé. E Ele escolhe cuidar de você, como um pastor.

Jesus entregou-se naquela cruz, para dar a Sua vida como pagamento pelos meus e os seus pecados. Essa é a maior prova de amor que você encontrará neste mundo! E Ele a entregou para que pudesse te dar vida e vida em abundância. 

Não dê ouvidos ao ladrão que rodeia o celeiro. Não escute as raposas, os lobos ou os cães. Não ouça a voz dos empregados, que vão embora ao sinal do menor perigo. Atente-se a voz do pastor, cara menina. Veja-o caminhar a sua frente, te mostrando qual é o melhor caminho seguir, qual direção tomar. Mesmo que o terreno seja montanhoso e pedregoso, siga o pastor, porque Ele está fazendo uma trajetória que te levará para casa, para os braços do Pai dEle.

Não se esqueça que assim como você conhece a voz dEle, Ele e o Pai conhecem a você, muito bem.

[Oração do Dia]

Senhor Jesus, muito obrigada por ser o meu pastor! Obrigada por me guiar e me orientar qual caminho tomar. Esteja sempre a minha frente Jesus!  

Hoje, só quero agradecer



"Rendam graças ao Senhor, pois ele é bom; o seu amor dura para sempre." 
— I Crônicas 16:34.

Mais uma manhã, mais um nascer do sol. Mais uma vez eu pude levantar, tomar meu café e sair para o trabalho. Mais uma vez eu pude ver o cuidado de Deus em minha vida. Hoje eu não quero pedir nada, hoje só quero agradecer. 

Sou grata Senhor porque mudaste a minha perspectiva de vida. Hoje compreendo que viver nessa terra apenas correndo atrás de status, conquistas materiais, de fama e prazeres é, assim como escreveu o autor de Eclesiastes, "correr atrás do vento" (Ec 1:14). Sou grata porque o Seu amor cruzou o meu caminho e trouxe cor para um quadro em preto e branco. Hoje entendo que a vida é muito mais do que essa terra nos permite ver, a vida vai muito além das minhas dores, dos meus desafios e dos meus dias de paz, a vida, a verdadeira vida está no seu Filho Jesus. 

Obrigada por transformar a minha história, por dar sentido a minha jornada e por mostrar que eu nunca estou só. Obrigada por mais esse dia que começou. Obrigada por não me deixar trilhar esse dia sozinha, mas por caminhar comigo a todo instante! 

Te rendo graças Senhor, te dedico louvores, grito o Seu nome, porque o Senhor é bom! Não há outro como Ti! Não há amor maior que o Seu! Obrigada Paizinho, obrigada por não desistir de mim! Obrigada por não me deixar só! 

[Oração do Dia]

Amado Pai, te rendo graças Senhor, te dedico louvores, grito o Seu nome, porque o Senhor é bom! Não há outro como Ti! Não há amor maior que o Seu! Obrigada Paizinho, obrigada por não desistir de mim! Obrigada por não me deixar só! Obrigada por ter o controle da minha história!

A bela do Senhor


Bom dia, princesa!

Meu amado me disse: "Levante-se, minha querida! Venha comigo, minha bela! Veja, o inverno acabou, e as chuvas passaram. As flores estão brotando; chegou a época das canções, e o arrulhar das pombas enche o ar. As figueiras começam a dar frutos, e as videiras perfumadas florescem. Levante-se, minha querida! Venha comigo, minha bela!". — Cântico dos Cânticos 2:10-13

Sexta-feira, 08 de março, Dia Internacional da Mulher. Nós vivemos em uma sociedade em que as mulheres ainda sofrem — inúmeras mulheres são agredidas por seus parceiros, seja de maneira física, emocional ou sexual; as mulheres ainda sofrem com a desigualdade de salários; são tidas por muitos como um mero objeto sexual, entre tantas outras injustiças. As mulheres ainda lutam pelo seu espaço, pelo respeito, pelo dia em que também serão vistas como seres humanos. 

A Igreja não pode se calar diante dos desafios e injustiças enfrentados pelas mulheres. Jesus não se calou. Queridas, Jesus viveu em uma época em que as mulheres não podiam falar em público a não ser com seu marido; as mulheres não eram testemunhas confiáveis; o cabelo e a voz da mulher eram tidos como "tentações", por isso ela deveria permanecer calada e coberta. A mulher não podia aprender a Torá com os homens nem se sentar para comer com eles. A mulher era uma propriedade do pai, depois do marido e até mesmo do filho. 

As atitudes de Jesus para com as mulheres foi de libertação de todas as práticas sociais que as oprimiam. Jesus não apenas curou a mulher do fluxo de sangue, como a incentivou a contar quem ela era e o que havia acontecido, quebrando a exclusão social daquela mulher que a 12 anos era tida como impura, e transformando em uma mensageira das Boas-Novas (Mc 5:25-34). Jesus se agradou de Maria, irmã de Marta, que largou todos os seus afazeres para sentar aos pés de Jesus e aprender mais da Lei, mesmo que socialmente fosse proibido uma mulher aprender com homens (Lc 10:38-42). O Mestre impediu que uma mulher adúltera fosse apedrejada, apresentando-a a Graça e Misericórdia de seu Pai (Jo 8). Em tempos em que as mulheres eram uma propriedade, Jesus dedicou parte de seu ministério a curá-las fisicamente, emocionalmente e espiritualmente. 

Menina, moça ou mulher, eu não sei qual é o seu sofrimento hoje, mas sei que Jesus estende a mão para você e diz: "Levante-se, minha querida! Venha comigo, minha bela!". Jesus pode e vai acalmar a tempestade que cerca a sua vida, Jesus vai trazer a primavera, com as flores e seus perfumes. Entenda que na caminhada nós sempre enfrentaremos batalhas, afinal, são através delas que nós crescemos, mas para cada batalha Deus escreve uma vitória. 

Hoje, gostaria de compartilhar com você que Jesus é o seu Libertador, Ele é o Príncipe do cavalo branco que traz a justiça, a cura e o refrigério. Esconda-se nEle, proteja-se nEle. Descubra-se nEle. Moça, isso não significa que você nasceu para padecer nas mãos de homens, na verdade, você nasceu para ser amada por um Deus infinito, não aceite nada menos do que o amor, o amor de I Co 13. Se você tem enfrentado situações de abuso, não as considere normais, o Senhor não te criou para viver dessa forma, Jesus é o libertador, lembra? Procure ajuda! 

Compreenda que você é a bela do Senhor, uma filha amada! Deus tem o melhor para você! Aconchegue-se nEle! 

Feliz dia da mulher, não só no 08 de março, mas em todos os dias!



E.M.P.A.T.I.A

Foto de Remi Walle


"'O que está escrito na Lei?', respondeu Jesus. 'Como você a lê?' Ele respondeu: 'Ame o Senhor, o sue Deus de todo o seu coração, de toda a sua alma, de todas as suas forças e de todo o seu entendimento' e 'Ame o seu próximo como a si mesmo'. Disse Jesus: 'Você respondeu corretamente. Faça isso, e viverá'". 
— Lucas 10:26-28.

Para a Psicologia, a "Empatia" é um processo de identificação, onde um indivíduo se coloca no lugar do outro, e com base em sua visão de mundo (suas suposições e impressões), busca compreender o comportamento do outro. Segundo um dicionário online, empatia é a capacidade de se identificar com outro indivíduo, sentindo o que ele sente, querendo o que ele quer, apreendendo da forma como ele apreende. 

Empatia nada mais é do que amar o próximo como a si mesmo. Empatia é você estender a mão a quem precisa, é ser colo para quem precisa de conforto, é ser paz em tempos de tempestade. 

Em seu livro "Mulher de Impacto", Cristiane Tuma apresenta a tradução "ao pé da letra" da expressão empatia em inglês. Segundo ela, seria como "andar com os sapatos do outro". "Para experimentar a empatia em todas as suas dimensões, é como se eu precisasse saber onde o seu sapato te aperta e qual o desconforto te causa. Para saber se os seus sapatos te machucam, eu preciso primeiramente, calçá-los. Só assim, posso compreender com mais fidelidade o que acontece com seus pés durante sua caminhada." (Cristiane Tuma) 

A empatia nos tira da nossa zona de conforto, onde focamos apenas em olhar para o nosso universo, os nossos problemas, sonhos e aflições, para olhar para aqueles que estão a nossa volta. A empatia nos incentiva a nos colocarmos no lugar do outro para estender uma mão, dar uma palavra de consolo ou simplesmente um abraço. 

Embora a Bíblia não faça uso do termo empatia, a palavra está lá implicitamente muitas vezes. Deus é descrito como bom, benigno, misericordioso e compassivo (Sl 86:5). Os termos bondade, benignidade, misericórdia e compaixão, tão presentes nas Sagradas Escrituras podem ser entendidos como empatia. Ou seja, Deus é o maior mestre quando o assunto é empatia. Em Jesus, nós encontramos a empatia tornando-se carne e osso diante de nós: "No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. O Verbo se fez carne e habitou entre nós." (Jo 1:14). Jesus se colocou em nosso lugar, sentindo as aflições da vida humana, enfrentando dores e dificuldades, e acima de tudo, levando consigo as nossas dores e os nossos pecados. 

Jesus se colocou em nosso lugar, calçou o nosso sapato. E nos ensina a nos colocarmos no lugar do outro também, servindo com amor e sabedoria. Hoje menina, seja empática! 

[Oração do Dia]

Senhor Deus, me ensina Pai a me colocar no lugar do outro, amando-os como a mim mesma. Me ensina a ser sensível a dor do meu próximo e a servir de acordo com a Sua vontade. Senhor, que nas pequenas atitudes do meu dia a dia eu possa demonstrar o Teu amor e brilhar a Tua luz. Senhor, também te agradeço pelo sacrifício feito pelo teu amado filho Jesus, Ele se colocou em nosso lugar, carregou sobre si as nossas dores e imundices, e por Ele nós somos sarados! Muito obrigada, doce Jesus! Em nome de Jesus, amém.


No colo de Deus

Kelly Sikkema


"Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas. Porque o meu jugo é suave e o meu fardo é leve." (Mt 11:28-30)

Alguns dias são tão pesados, não é mesmo? O cansaço nos alcança, roubando nossa força e coragem para prosseguir. Tudo o que queremos é um abraço apertado, que nos faça esquecer de tudo a nossa volta. 

Sabe esse peso e cansaço que você tem sentido? Você não precisa carregá-lo sozinho. Em meio ao dia a dia, talvez você se sinta só, talvez acredite que não existe ninguém com quem você pode desabafar e contar o que está acontecendo. Não pode dividir o fardo com ninguém. Talvez não o divide porque realmente não tem amigos em quem possa confiar, ou porque te ensinaram que demonstrar o que você sente é fraqueza, mas a verdade é que não tem problema em ser frágil e vulnerável quando você estiver cansada. Existe alguém que te toma pela mão em meio a fragilidade e te conduz para uma torre forte.

O salmista enalteceu o Senhor dizendo que Ele era o seu refúgio e fortaleza, o socorro presente no momento da angústia (Sl 46:1). Deus é como uma torre forte, e Ele tem prazer em te tomar pela mão e te guardar em Seus braços de amor quando tudo desmorona a sua volta. Você não precisa carregar esse fardo sozinho, não precisa se fazer de forte, não precisa esconder a sua vulnerabilidade de Deus. 

Tudo bem reconhecer que você não suporta tudo. Tudo bem reconhecer que está doendo e que você está cansado. Tudo bem dizer pra Deus: "Senhor, eu não estou aguentando...". Deus é o seu Pai, o seu melhor amigo! Deus é o seu criador, o único que conhece cada cantinho do seu coração. Com Deus você não precisa fingir ser uma muralha, porque Ele é o refúgio, Ele é como muralhas de um castelo forte, pronto a te guardar nos dias difíceis, para que nEle você encontre esperança, força e renovo para prosseguir a caminhada.

Lembre-se que Jesus nos ensinou a trocar o nosso fardo com Ele. Enquanto o nosso fardo é pesado e sufocante, o fardo de Jesus é leve. Jesus consola os oprimidos e dá forças ao cansado. O céu está de braços abertos para você. Não tenha medo de viver em dependência com o Aba!

[Oração do dia]

Amado Deus, que nos dias difíceis eu possa compreender que não estou sozinha, que eu possa confiar que estás comigo, sempre atento a minha realidade, as minhas dores e fraquezas. Senhor, nos dias difíceis me toma em Seus braços de amor e me guarda em uma torre forte, sustentando e me enchendo com a Tua graça misericordiosa para que eu suporte os dias maus. Em nome de Jesus, amém!



Um coração que anseia por Ti



"Conheçamos o Senhor; esforcemo-nos por conhecê-lo. Tão certo como nasce o sol, ele aparecerá; virá para nós como as chuvas de inverno, como as chuvas de primavera que regam a terra." 
—  Oséias 6:3

Minha oração diária tem sido: "Senhor, me dê um coração que anseie por Tua presença. Um coração que anseie pela Tua Palavra, que tenha prazer em estar em Tua casa, que ame passar momentos profundos Contigo...". 

Durante toda a minha faculdade, todo o tempo disponível que eu tinha, dediquei aos exercícios, aos livros e artigos, aos trabalhos. Estar na faculdade era um dos maiores sonhos da minha vida e eu queria dar o meu melhor! Mas ao me dedicar tanto para a minha vida acadêmica, eu negligenciei o meu relacionamento mais importante: com o meu Aba! Durante 4 anos e meio, eu não consegui me dedicar a Deus como eu sei que Ele gostaria que eu fizesse. 

Não conseguia ler a Bíblia com frequência, não conseguia me dedicar a Igreja e aos ministérios para o qual Ele havia me chamado, não conseguia me dedicar e crescer no dom que Ele derramara sobre minha vida. Tinha dias que eu estava tão cansada que dormia antes mesmo de concluir minha oração. Por mais distante que a minha realidade estivesse de Deus, o Aba não se distanciara de mim, Ele permaneceu ali, enviando pessoas para falar comigo, ouvindo minhas orações e respondendo, mostrando-me sempre: "Ei, eu estou aqui! Ei filha, eu amo você! Eu tenho mais, venha até mim!".

O amor de Deus me fez entender que por maior que sejam nossas conquistas e vitórias nesta terra, nada se compara com um relacionamento com Ele! Sabe o maior sonho que você tem? Se você conquistá-lo, mas não descobrir o que é o amor de Deus e vivê-lo em seu coração todos os dias, seu sonho não terá graça nenhuma! 

Deus poderia ter apenas criado Adão e Eva e vigiado lá de cima, mas Ele vinha todos os dias caminhar com Adão. Eva e Adão pecaram, Deus poderia ter desistido do humanidade, mas Ele deu uma segunda chance. A humanidade era terrível durante o tempo de Noé, tão má que Deus se arrependeu de ter criado o homem, mas ao olhar para Noé e sua fidelidade, o Senhor deu mais uma chance ao homem. Deus nos deu mais uma chance através de Jesus! Por que? Porque o Deus de segundas chances quer nos dar a oportunidade de viver um relacionamento com Ele! 

Em Oseias nós vemos Israel padecer no pecado, buscando prazeres terrenos e esquecendo-se do Deus que os libertara do Egito. Deus se entristece e se enfurece com o seu povo, mas não desiste dele! O povo finalmente começa a compreender que precisa se esforçar em conhecer a Deus, precisa prosseguir em uma busca intensa por conhecê-lo, porque Deus se revela aqueles que O buscam.

Em meio a nossa caminhada, muitas são as coisas que nos distraem e nos fazem perder o foco. Toda a minha vida acadêmica foi custeada e mantida por Deus, Ele respondeu as minhas orações que tanto clamavam por aquele sonho, mas em meio a realização do meu sonho, ao invés de me aprofundar no Amor, muitas vezes eu perdi o foco. Eu não sei o que te faz perder o foco, mas hoje te incentivo a não se perder no caminho! Escolher viver um relacionamento com Deus é a melhor escolha que você pode fazer, menina. Não importa quantos anos você tenha, não deixe para amanhã a escolha que você pode fazer hoje. 

Escolha ser filha. Escolha ser amiga de Deus!

[Oração do Dia]

Senhor Deus e Amado Pai, meu coração anseia pela Tua presença! Deus, o coração humano é cheio de falhas e sempre tende a escolher o mau, aos prazeres da carna, ao invés do bem, da luz que emana de Ti. Por isso, peço Pai que me dê um coração que anseia pela Tua presença, um coração que não fique saciado com um relacionamento superficial, mas que clama por mais de Ti. Quero sentir o Teu amor todos os dias, quero ser sensível a Tua voz e fazer do meu coração uma terra fértil para a Tua Palavra ser plantada. Esse é o meu maior sonho Papai! Em nome de Jesus, amém!

— Thaís Oliveira.





Popular Posts

O blog virou livro!

O blog virou livro!
Compre o nosso livro!

Bom dia, princesa

Bom dia, princesa
Nosso novo livro está em pré-venda, acesse o site da Editora UPbooks e descubra mais sobre esse livro que será benção na sua vida.