Capítulo 5: Livro Confiar.

Ei, Princesas *-*
Como vocês estão?
Hoje estou um pouquinho enrolada, da pra perceber pela hora que estou postando ;/
Mas, enfim, o capítulo está ai.
Espero que gostem. 
Tenho ficado muito feliz por todos os comentários, pelo carinho de vocês, pela presença de vocês aqui s2 Muito obrigada, de coração!
Boa Leitura, 
Deus as abençoe.
Thaís Oliveira.

Capítulo 5

Felizes aqueles que sabem esperar no Senhor. Felizes são aqueles que
decidem ter uma vida consagrada, e por amor ter Deus na frente de seus sonhos.
Bem-aventurados os que esperam no Pai, pois eles serão abençoados.
Mas, infelizmente há aqueles que escolhem escrever sua própria história,
abandonando toda a vida abençoada que o Mestre preparou… Sophia havia
decidido abandonar sua história com Deus, havia dado as costas para tudo que
acreditava e sentia. Escolheu seguir a voz do coração, que por vezes pode nos
enganar.
Durante aquela tarde, após conversar com as amigas, Sophia ficou muito
pensativa. De longe conseguia sentir as ideias, as consequências e os
privilégios girando por sua cabeça. Cada minuto era uma conclusão diferente.
O que escolher? Dar uma ‘prova de amor’ ao namorado e assim negligenciar
mais uma vez tudo o que havia aprendido? Ou esperar o tempo certo e voltar para
o caminho do Mestre? Foi em meio a tantas questões, que me surpreendi quando
Estrela se ajoelhou, fechou muito bem os olhos e clamou a atenção do Senhor.
 – Pai, eu sei que estive longe, sei que fiz escolhas não tão boas, sei
que não ando sendo uma boa filha… Mas, por favor, me ouça, me responda, eu
preciso ouvir a Sua voz.
Foi neste
momento que Sophia e eu, escutamos uma voz forte e poderosa, saindo do coração
dela.
– Eu estou
aqui, querida. – A voz do Mestre.
Sophia ficou
pasma, mas não se intimidou, ela continuou de olhos fechados, na esperança da
voz não sumir.
– Filha, eu
não tenho me agradado das suas escolhas, não tenho concordado com as decisões
que você tem tomado e com a menina que tens se tornado. Onde está a minha
menina? Aquela mocinha sorridente, que amava falar Comigo? Sinto falta da sua
voz, sinto falta da sua presença, sinto falta de estar no seu coração. 
Sophia não
tinha mais palavras, lágrimas começaram a correr incessantemente. Eu me
prostrei ao lado dela, pronta para segurar sua mão. Ao tocá-la, Sophia pode
perceber um brilho diferente, mesmo de olhos fechados sei que ela pode ver a
minha luz. 
– Sophia,
você é uma estrela, minha estrela, mas que infelizmente tem deixado de brilhar.
Você tem deixado toda a sua luz em casa, tem se afastado da garota que era… –
O Mestre parou um instante, dando Sophia um tempo para refletir sobre tudo que
ouvia. – Por que escolher caminhos tão solitários? Por que andar pela
escuridão, filha? Eu estou aqui, e sempre estive, meus anjos estão com você,
Sou fiel para contigo, e quando prometi que você seria feliz, quando disse que
poderias esperar em mim, Eu não menti.
– Eu sei. – Sussurrou
Sophia em meio às lágrimas.
 – Você não conhece a história que Eu preparei para
você, não sabe o quão bela ela é, pois bem-aventurados são aqueles que esperam
em mim. Ah, querida, Eu só desejo o bem para você, não quero ver você sofrendo,
muito menos buscando sofrimento e é por isso que estou aqui neste momento.
Sophia
assentiu, tentando acalmar as lágrimas, neste momento a envolvi em um abraço,
uma paz imediata, vinda diretamente do céu, invadiu o coração dela, seus
pensamentos foram se tornando calmos e ela já estava totalmente envolvida num
plano celestial. Anjos e mais anjos adentraram o quarto de Sophia, dispostos a
cuidar dela, a acalmar seu coração e acertar as páginas da história daquela
menina.
– Sophia,
não tenho concordado com o seu namoro e você sabe muito bem disso. Sabe todas
aquelas vezes que você foi para a casa das suas amigas mentindo para a sua mãe?
Então, no momento que aquele menino tocava em você, eu tinha que me afastar, os
meus anjos tinham que se afastar, pois o que você fazia não estava correto.
Enquanto você estava no quarto da sua amiga com o seu namorado, meus anjos e Eu
estávamos do outro lado da porta, o Espírito Santo que em você vive estava lá
intercedendo por ti. Fico triste por ver você escolhendo caminhos tão complicados,
escolhendo um caminho com consequências tão desagradáveis. A história que
escrevi pra você, não é de um amor irresponsável, às escuras, mas sim uma
história abençoada que trará paz a você, trará orgulho aos seus pais. No meu
tempo Sophia, a felicidade virá, no meu tempo as coisas serão melhores.
Naquele
momento, Sophia se recordou de tudo que havia acontecido nos últimos quatro
meses. Se lembrou do dia que conheceu Pedro e da forma como ficou com ele pela
primeira vez. Lembrou-se da desaprovação dos pais, e de todas as mentiras que
ela inventou. Viu o quanto havia deixado Deus e todas as obras que fazia de
lado, havia deixado de ser ela mesma. E como numa tela de cinema, bem diante
dos seus olhos, a fixa caiu, ela não era a mesma Sophia.
Com as
intenções mais puras, como uma criança que acabou de aprontar e pede desculpas
aos pais de coração, Sophia contou as lágrimas e pediu.
– Senhor, me
perdoa. Me perdoa por ter sido tão cega, por ter agido tão mal. Ah Deus! Perdoa
todas as mentiras, todas às vezes que eu fui contra a Tua palavra, todas as
vezes que eu fiquei com o Pedro… Me perdoa, Senhor, me perdoa. – E as
lágrimas retornaram para o rosto de Sophia, impedindo-a de falar qualquer
palavra.
 – Sim filha, eu perdoo você. – O Mestre disse com
todo amor. Sequei as lágrimas de Sophia, assim que a paz invadiu seu coração
novamente. Todos nós anjos, presentes naquele quarto começamos a brilhar mais,
estávamos felizes por mais uma filha ter voltado para o Rei, sempre há festa
quando filhos voltam para os braços do Mestre.
– Pai, o que
eu faço agora?
– Filha,
você sabe o que deve fazer. Sabe qual atitude tomar. Eu estarei com você,
cuidando e protegendo, tome sua decisão, a MELHOR decisão. Eu te ajudarei. –
Disse o Mestre.
– Eu vou
conseguir esquecer o Pedro? Como – Perguntou Sophia, desesperada para essa pergunta ter uma resposta
simples. Como queria acordar e simplesmente ter se esquecido do rapaz, como
queria esquecer os vergonhosos últimos meses.
– Sim, você
é capaz disso. Muitas pessoas não querem o seu bem Princesa, e você pode
deixá-las de lado. Falar de mim, demonstrar o meu amor através das suas
atitudes é maravilhoso e você deve isso a elas, mas não deve ser pisada por
elas. Eu te garanto, Eu Seu Pai que o Pedro não é o seu amado, o amor que eu
tenho pra você será muito melhor, então não tenha medo de abrir mão dele. Eu
amo você, lembre-se sempre disso.
O Mestre se
foi e com Ele, muitos dos anjos que estavam ali, intercedendo por Sophia. Senti
o Espírito Santo adentrando o coração dela novamente e as lágrimas cessaram.
Sophia sabia
o que devia fazer, tinha certeza do que iria fazer só não sabia como.
 A manhã chegou, acompanhada de um céu cheio de
nuvem e muitas gotinhas de chuva. Dias assim eram os preferidos de Sophia e
meus também. Há uma paz tão grande na chuva, em dias assim, os pensamentos de
Estrela costumam ser mais calmos e suaves, como as gotinhas de chuva contra o
vidro de uma janela. Há uma paz de espírito imensa em Sophia, nesses dias, a
primeira coisa que ela fazia era ler a Bíblia, e neste dia, ela voltou ao seu
hábito tão belo.
Pedindo a
Deus que falasse com ela, abriu a Bíblia aleatoriamente em Isaías 41:10.
“Por isso não tema, pois sou o seu Deus. Eu o
fortalecerei e o ajudarei; eu o segurarei; com a minha mão direita vitoriosa.”
 Aquelas palavras foram em cheio no coração de
Sophia, trazendo paz e conforto. Eu me aproximei de seu ouvido e sussurrei.

“É isso mesmo Sophia, o Rei está com você, ontem hoje e sempre. Você é a
filhinha Dele, Ele ta ajudará, segurará a sua mão e fará com que você vença
toda batalha. Não tenha medo de tomar sua decisão, Ele estará lá com você.”
Sophia assentiu, levou as mãos ao coração e entoou um
cântico.
–“Quando eu acho que entendi o Teu jeito de agir,
Quando eu acho que alcancei os Teus pensamentos,
Outra vez me fazes entender, quão limitado sou,
Me mostrando o que Tu És.
O Deus que surpreende, que me ensina sempre,
Que eu preciso confiar, mesmo sem compreender.
O Deus que surpreende, um dia após o outro,
E faz o sol brilhar pra mim, inédito outra vez.
Quando eu penso ser meu fim, Tu tens um recomeço,
Se esse vaso se quebrar, Tu o fazes novo outra vez..
E me fazes entender,
Quão grande é o Teu amor, por mim mais uma vez.
O Deus que surpreende, que me ensina sempre,
Que eu preciso confiar, mesmo sem compreender.
O Deus que surpreende, um dia após o outro,
E faz o sol brilhar pra mim, inédito outra vez.
Eu me rendo a Ti Senhor
Faz prevalecer o Teu querer
Pois tudo o que eu preciso está em Ti…”
Em seguida, agradeceu a Deus.
 – Obrigada Senhor, por mais esta
oportunidade. Obrigada por ter me perdoado, obrigada por me amar tanto e não
desistir de mim… Obrigada por esta linda palavra. Senhor abençoe esse dia, me
mostre o caminho que devo seguir, me ajuda a prosseguir… Em nome de Jesus, amém!
Uma coisa
Sophia havia percebido, embora estivesse diferente, nos últimos meses tinha
perdido uma conexão muito grande com Mestre, havia perdido a prática e toda
intimidade, mas estava na hora de começar a recupera-la.
Pouco depois de orar, Sophia recebeu um sms de Pedro.
“Ei, bebê. Como você tá?”
Sophia pensou em responder, mas não estava com cabeça e
paciência pra conversar com Pedro. Porém, precisava de uma forma de falar com
ele, e não sabia se pessoalmente daria certo, então decidiu que responderia o
sms.

“Ei, estou bem e você?”
– “Eu tbm…
Você já decidiu aquela proposta?”
– “Já sim.” –
Sophia respondeu de modo curto, tentando encontrar palavras para o seu
argumento.
– “E? :D”
– “E a minha
resposta é não, Pedro. Não estou pronta para isso e não é a hora certa. Você
sabe da minha religião, e eu escolhi esperar até o meu casamento.”
– “Vc tá de
brincadeira né?” – Pedro perguntou, incrédulo, ele realmente imaginava que
Sophia iria dar a ele a resposta que queria ouvir. Mas, para infelicidade dele
e felicidade nossa, ela abriu os olhos.
– “Não, eu
não estou brincado, esta é a minha decisão.” – Sophia pensou um pouquinho antes
de enviar a mensagem, queria dizer de uma vez que estava terminando com ele,
mas sabia que essa não era melhor forma.
– “Vc tem
certeza disso? Nossa, eu pensei que você me amava, pensei que a gnt iria ficar
pra sempre junto, mas pelo visto você ainda é uma criança.”
– “E desde
quando pra ficar junto pra sempre, precisamos fazer aquelas coisas agora? Isso
não é amor.” – Sophia corou ao ler o que tinha escrito.
– “Ah,
Sophia, você não serve pra namorar. Tem muita menina esperando pra ficar comigo
e você fica ai, pagando de otária.”
Sophia leu e
não respondeu nada, nesse momento sentiu um nojo tão grande por Pedro, que não
tinha mais coragem para sequer imaginar a cara dele.
Cinco
minutos depois, Pedro enviou um novo torpedo.
– “Acabou,
Sophia, acabou.”
Metade de
Sophia estava satisfeita, tinha se livrado de um peso, a outra metade sofria
porque gostava dele, mas ela estava decidida a esquecê-lo, a virar aquelas
páginas tortuosas.
  
Pedro não
havia ficado nada satisfeito com a decisão de Sophia, nenhuma garota havia
negado nada a ele, e Sophia não sairia dessa fácil.

10 comentários sobre “Capítulo 5: Livro Confiar.”

  1. Amei, amei & amei.
    É muito bom quando as meninas tem esse pensamento, eu sempre pensei assim , antes de eu entrar pra igreja, e vou continuar assim 😀 .
    Continua assim,
    Flõor você pede a Deus sabedoria pra escrever tão bem assim ?

    1. Fico feliz demais por estar gostando, Princesa *-*
      Os comentários de vocês me dão ainda mais forças para escrever. ><
      Eu peço direção a Ele sim, Princesa, não sei escrever sozinha, e se escrevo bem, é porque Ele é quem está na frente 😀

    1. Amém, Princesa *-*
      Continue passando para as suas amigas mesmo, porque a intenção da história da Sophia é ajudar vocês.
      Que Deus te abençoe.
      E muito obrigada pela divulgação s2

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code