José nos ensina a perdoar

Oi meninas! Tudo bem? Espero que sim. Há muitas semanas não faço um Dica de Princesa com um estudo né? Estava sentindo falta disso e durante esses últimos dias enquanto lia o livro O Guardião de Memórias – que vou fazer a resenha ainda hoje – o tema perdão ficou rondando pela minha cabeça. Às vezes passamos por algumas más situações onde acabamos magoando alguém que amamos ou sendo magoadas e simplesmente não conseguimos nos livrar dessa mágoa. Sempre que olhamos para determinada pessoa vemos o que ela fez conosco ou o que fizemos por ela.

Muita gente acaba ficando com medo de pedir perdão, ou se acha bom demais para dar o braço a torcer, mas não acaba percebendo o quanto essa mágoa é capaz de machucá-la e mudá-la. Às vezes por causa de um erro lá no passado mudamos toda uma vida.

Sempre que falei aqui no blog da história de José acabei mostrando mais a parte sonhadora e batalhadora de sua vida, mas hoje quero mostrar o quanto José perdoou as pessoas que o haviam magoado. José tinha apenas 17 anos quando foi friamente vendido pelos irmãos, ele foi bruscamente afastado de seu pai, de sua família, de tudo o que conhecia. Se nós achamos difícil nos mudarmos sozinhos para uma cidade distante para ir estudar ou trabalhar, imagine você sendo afastado por que foi vendido pelos irmãos?

A nossa vida é realmente feita de escolhas, escolhemos se vamos viver na luz ou na escuridão, e quando José escolheu permanecer firme com o Senhor, ele liberou o perdão, ele não viveu preso as duras armações de seus irmãos. Se José tivesse escolhido mastigar aquela mágoa todos os dias, ele chegaria a um ponto terrível onde já não mais teria relacionamento com Deus, assim ele não poderia mais interpretar sonhos nem viver os sonhos de Deus para a sua vida, porque toda a sua história iria girar em torno do mal feito por seus irmãos que ele carregaria dentro do coração.

A bíblia diz em Mateus 5:23-24: “Portanto, se você estiver apresentando sua oferta diante do altar e ali se lembrar de que seu irmão tem algo contra você, deixe sua oferta ali, diante do altar, e vá primeiro reconciliar-se com seu irmão; depois volte e apresente sua oferta.” Esse versículo me leva a pensar que quando não perdoamos nosso próximo nós demos lugar a raiva e a ira, o que nos impede de fazer de bom coração tudo em relação ao Senhor.

Eu sei que perdoar não é fácil, principalmente quando uma das pessoas que você mais ama vive te pisando, te humilhando, te desacreditando e por impossível que pareça perdoar essa pessoa é possível. É possível olhar para o seu inimigo e desejar a ele todo o amor do mundo, porque você não estará olhando-o com os olhos da carne, mas com os olhos espirituais.

Sabe quem usa o seu pai para te humilhar? Satanás. Sabe quem usou aquela amiga para roubar o seu sonho ou te humilhar em certo lugar? Satanás. Sabe quem usa o seu patrão para pisar em você? Satanás! Ele vive armando para as nossas vidas, ele quer atingir aquele ponto mais fraco seu, roubar sua alegria, massacrar seu sorriso, destruir seus sonhos e te afastar cada dia mais de Deus, porque ele sabe que Deus muito te ama e quer que um dia você vá ser feliz com Ele na imensidão azul.

Nós somos humanos, nós erramos, nós pecamos, mas escolher melhorar, escolher mudar, escolher perdoar é uma atitude divina que pode te libertar do mal e mudar sua vida.

Após a morte do pai de José, seus irmãos tiveram medo que José não mais os ajudaria por causa do possível rancor que ele ainda carregaria. Com medo, os irmãos mandaram um recado a José dizendo que o pai havia pedido antes de sua morte que o filho perdoasse os irmãos, ao ouvir o recado José chorou. Seus irmãos vieram até o Egito e prostraram-se diante dele dizendo que agora eram seus escravos, mas José os disse: “Não tenham medo. Estaria eu no lugar de Deus? Vocês planejaram o mal contra mim, mas Deus o tornou em bem, para que hoje fosse preservada a vida de muito. Por isso, não tenham medo. Eu sustentarei vocês e seus filhos”(v:19-21) . (Gênesis 50: 15-21)

Não cabe a nós julgar o erro dos outros mesmo que eles estejam martelando em nosso coração, Deus é nosso Juiz e Ele intercederá por nós. Perdoar pode ser a coisa mais difícil que você vá fazer, mas não impossível. Deus está conosco nesta jornada e ao pedirmos que Ele nos ajude, o Espírito Santo cuidará do nosso espírito e diariamente perceberemos a diferença.

Comece a pedir que Deus limpe o seu coração, peça para ter os olhos da fé, para que assim ao você olhar para aquela pessoa que tanto te magoou você a veja com o espírito e entenda que Deus quer te usar para abençoa-lá também.

Que sejamos como José, que possamos ver que Deus trabalha na tempestade e que ela é a forma de nos amadurecer e nos usar para levar a luz a mais vidas.

 “Porque, se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celeste vos perdoará; se, porém, não perdoardes aos homens as suas ofensas, tampouco vosso Pai vos perdoará as vossas ofensas” (Mateus 6:14-15). 


Que a paz e o amor do Senhor sejam conosco sempre!
Beijocas :*

4 comentários sobre “José nos ensina a perdoar”

  1. Princesa Taís, muito bacana essa reflexão! Realmente temos que aprender a perdoar sempre seguindo o exemplo do nosso Senhor Jesus, que nos deu o maior perdão.
    Amo seus posts! Bjinhos linda!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code