Uma noite de verão

Uma noite de verão – Day 4

Estou precisando de um dia na praia, um não, talvez uma semana inteira. A noite passada foi tão quente! Ainda posso sentir as gotas de suor se formando em minha pele e o nervosismo crescendo em mim por causa da lentidão do ventilador. Nenhuma brisa passeava pelo quarto, a cortina estava parada, o ventilador mal agitava os meus cabelos e um desespero se formava em meu peito. Eram 3:15 da manhã, eu já estava acordada há uma hora e nada havia mudado. Era uma típica noite de verão.

Fechei os olhos e imaginei uma imensidão azul, a areia branca, um barquinho distante levando pescadores para o seu trabalho e a brisa bagunçando os meus cabelos. De repente senti todos os pesos que sobrecarregavam as minhas costas irem embora. Estava em paz de novo. Estava próxima ao mar. Tudo o que podia fazer agora era obedecer a voz do mar que me chamava para um mergulho. 

6 comentários sobre “Uma noite de verão”

  1. Ah, me identifiquei muito aqui! Tá muito quente e eu preciso muito de uma boa praia! Fazem anos que eu não vejo o mar.
    Arrasou, xará! ♥ Não só neste texto, mas também nos outros nos quais não comentei. Me identifiquei muito com o texto "À Memória"! Amei ♥
    Beijos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code