[642 coisas] O conforto do seu abraço

Sempre tive uma peculiaridade: não saber abraçar. Parece loucura, né? Abraçar não é só abrir os braços em volta de alguém? Se encaixar em alguém? Pesquisa no Google, o dicionário virtual vai te dizer que abraçar é apertar alguém com os braços, mas no sentido figurado diz que é “demonstração de afeto”, acho que meu problema estava ai, eu só sabia abraçar as pessoas que eu amava de verdade, sabe? Aquelas com quem eu tinha intimidade. Minha mãe me engolia em seus braços, e sempre foi confortável estar ali. Meu pai me abraçava apertado e roçava a barba por fazer na minha testa e bochecha, causando cócegas. Minha irmã sumia nos meus braços, pequenininha do jeito que era… Aprendi a abraçar meus melhores amigos também, e só, não sabia abraçar mais ninguém.
Uma vez trabalhei como animadora de festas infantis, me vestiam numa fantasia de Miney quente, com péssimos buracos para os olhos. Dá pra me imaginar toda destrambelhada em uma coisa dessas? Não sei como fui contratada! E pra piorar tinha que fingir saber dançar (coisa que até hoje não sei) e fazer tudo o que as crianças pediam, os abraços estranhos não eram culpa da fantasia, era a minha incapacidade de demonstrar meu afeto através dos braços. Fato. Quando arrumei meu primeiro emprego de verdade também passei uma ligeira dificuldade para cumprimentar minhas colegas, eu nunca sabia se devia dar um beijo na bochecha ou dois, onde colocava a mão ou se abraçava só com um lado do corpo ou um abraço que envolvesse todo o corpo… Definitivamente abraçar não era o meu forte, até você aparecer. 
Eu sonhava com o seu abraço, sabia? Comecei a fazer isso depois que minha mãe me deu um conselho profundo: 
Você precisa parar de idealizá-lo, filha. Deixa Deus fazer. 
Parei de desenhar os seus cabelos, de colorir os seus olhos e de imaginar o seu sorriso, porque minha mãe estava certa, ficar criando uma imagem pra você não estava certo, você iria ser completamente diferente do que eu imaginaria, e dependendo dos padrões que eu poderia fazer, talvez nunca me apaixonasse por você nem você por mim. Então, parei de sonhar com sua aparência e quando pensava em ti imaginava como gostaria que seu abraço fosse. Uma vez li uma entrevista de um casal de famosos que eu curtia os trabalhos que costumava dizer que casa para eles era estar no abraço um do outro. Passei a crer que pra gente ia ser a mesma coisa.
Bom, acabei descobrindo que seu abraço era muito melhor do que eu imaginei possível. Às vezes ele é bem apertado e me lembra que você sempre estará aqui. Às vezes ele é folgado e relaxado, acompanhado de uma risada estérica quando a gente lembra de alguma bobagem que vimos na rua ou quando você ri dos meus seriados de conto de fadas. Ele pode ser protetor também, já me ajudou a curar dores e trazer paz para o coração. Abraçados também já encontramos a Deus, enquanto orávamos juntos e apresentávamos nossos sonhos ou aflições a Ele. Seus braços são conforto após uma semana agitada de trabalho, e quando ficamos abraçados no sofá enquanto você presta atenção no seu jornal preferido, percebo que não me sinto em casa só porque estamos na casa que planejamos e mandamos fazer juntos, quando você pediu minha mão em casamento, mas porque os seus braços são casa pra mim, eu me encaixo ali. Seus braços são lar. 
Valeu a pena sonhar com o seu abraço. Valeu a pena esperar para abraçar você. E mais ainda, valeu entender que o problema não era que eu não sabia abraçar, ainda sou desajeitada com os braços e tudo mais, mas a questão é que abraçar é demonstração de amor e deve ser feita de forma pura e singela, pode ser feita em qualquer lugar, a qualquer hora do dia, mas deve ser acompanhado de amor, não dá pra abraçar sem levar o coração junto, e meu bem meu coração está transbordando amor!  
Bem, já dizem os sábios na internet, que os abraços expressam tudo aquilo que não somos capazes de demonstrar através das palavras, então eu vou simplesmente parar de escrever e ir te dar mais um abraço, okay? 
***
Este texto é um conto desenvolvido para o projeto 642 coisas sobre as quais escrever, o tema escolhido desta vez foi o 195: Conforto. Você pode saber mais detalhes sobre o projeto clicando aqui.

1 comentário sobre “[642 coisas] O conforto do seu abraço”

  1. Que lindoooo ! Realmente o abraço é a melhor demonstração de afeto… Agora um comentário curioso, esse texto te descreve em tudo (inclusive a parte do casamento ) ???? Ou são partes ficcionais ?? Só curiosidade mesmo kkkkk, desejo tudo de bom pra vc Thá.. Que Deus te abençoe, bjoooooo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code