25 de Abril de 2019
“Até quando, Senhor, te
esquecerás de mim? Será para sempre? Até quando esconderás de mim o teu rosto?
Até quando terei de lutar com a angústia em minha alma, com a tristeza em meu
coração a cada dia? Até quando meu inimigo terá vantagem sobre mim?” — Salmos
13:1-2.
Às vezes nós temos uma concepção
errada sobre o que é orar. Desejosas de alguma coisa, de uma vitória ou uma
solução para um problema, nós oramos ao Senhor para que Ele entre em providência,
e quando a resposta não vem no tempo que ansiamos ou da forma que pedimos, nós
caímos de erro de achar que Deus se equivocou. E simples assim, nós
transformamos nossas orações em meras “listas do que que fazer” para Deus.
Em nossas orações nós somos
convidadas a apresentar nossos pedidos, derramar nossa ansiedade e compartilhar
com Deus o nosso sofrimento, porém, não para que Ele faça o que nós queremos. É
no ato de orar que nós entregamos tudo que nos cerca a Deus, em Suas poderosas
mãos, e confiamos que Ele fará o que for melhor por nós. A sua oração deve ser
um ato de confiança no seu Pai.     
Talvez você tenha orado e esteja
esperando a resposta há tanto tempo, que parece que Deus está em silêncio, que
talvez Ele até tenha se esquecido de você. O rei Davi, descrito pela Bíblia
como o homem segundo o coração de Deus, vivenciou uma situação parecida. No
Salmos 13, nós vemos Davi perguntando a Deus: “Até quando se esquecerás de mim?”.
Davi também se perguntou por quanto tempo mais ficaria triste, porque o Senhor
não parecia estar o ouvindo.
Imagino o quão angustiada estava
a alma de Davi! Contudo, Davi não se apegou a essa angústia, e decidiu confiar
que Deus o responderia e que O louvaria por todas as coisas que Ele já havia
feito. “Cantarei ao Senhor, porque Ele é bom para mim”, disse Davi. (Sl 13:6)
Nós também precisamos confiar que
Deus trará a providência necessária. Mais do que se lamentar por uma resposta
que não veio, princesa, ou bater o pé porque Deus fez o oposto do que você
ansiava, nós precisamos lembrar de tudo o que Ele já fez por nós! Mais uma
oportunidade de estar de pé esta manhã, o alimento na mesa, o café quentinho…
A cura de uma enfermidade, a porta de emprego, a chegada de uma pessoa amada…
Seja grata!
Lembre-se que o silêncio de Deus
não significa omissão. O silêncio não é porque Ele virou as costas para você.
Não vire as costas para Ele também. A resposta virá, no tempo dEle e da forma
como Ele achar que for melhor para você.
Andar pela fé significa que você reconheceu
que não valia a pena caminhar sozinha, e deixou que o Criador te desse a mão.
Em alguns dias a caminhada fica mais íngreme e estreita, perigosa, mas a sua fé
precisa confiar que a mão do Criador jamais a soltará!
Hoje, faça como Davi, renda
louvores por tudo o que o Aba já fez por você! Seu coração se encherá de
esperança e confiança.
Escrito por: Thaís Oliveira

Você também vai gostar

    Será que vale a pena (mesmo) esperar?
    Querido futuro marido,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

receba as novidades


Inscreva-se no formulário ao lado e receba conteúdos exclusivos em seu e-mail.
 
 

Acompanhe os vídeos no youtube


desenvolvido por QRNO