6 de Dezembro de 2015
As férias estão chegando, os dias estão ficando com um número menor de textos para ler e finalmente posso começar a aproveitar meus gastos com a Netflix! Nesse fim de semana assisti “Grace, entre a fé e a fama”, e bem vale a pena falar um pouquinho sobre ele, já que ele fez umas três gotinhas de lágrimas rolarem por minhas bochechas.
Grace Trey tem 18 anos e vivi um relacionamento sério com a música desde pequena, porque seu pai, Johnny, foi um cantor de muito sucesso no passado e ensinou tudo o que sabe a filha. Porém a fama de Johnny abriu as portas para o mundo das drogas e superficialidade, e após viver uma série de situações humilhantes que colocaram sua vida em risco, ele aceita Cristo e dedica sua música a Ele. É através da banda liderada pelo pai, que Grace está sempre cantando em sua igreja e em igrejas de cidades vizinhas. 
Só que cantar em igrejas não é o bastante para Grace, ela sonha em ser famosa e poder cantar do seu jeito, e não da forma como seu pai quer que ela cante. Sem o apoio do pai para construir uma vida musical, Grace começa a ficar rebelde em casa mentindo para os pais e cantando do seu próprio jeito enquanto a banda do pai ministra o louvor na igreja. 
Enquanto Johnny quer proteger a filha de tudo e todos, mantendo a ideia de que ela ainda é uma garotinha, o seu ex-empresário aparece na igreja que frequentam para lhe fazer uma oferta. A canção de Johnny que mais bombou no passado, volta a fazer sucesso após um rapaz cantá-la em um desses programas televisivos de competição musical, e sua antiga produtora o quer de qualquer jeito. Para Grace, a proposta de Mossy é irrecusável! O pai pode voltar a ser famoso e continuar a fazer aquilo que ele mais ama, cantar! Mas esta não é a ideia de Johnny, a única condição imposta pela produtora é que ele cante qualquer tipo de música, menos a de gênero religioso. Johnny não enfrenta dificuldades para recusar a proposta de Mossy, ele não quer voltar a ser famoso, tudo o que quer é cantar para e por Deus, e não precisa de fama para isso.
Grace não se agrada nenhum pouco da resposta do pai. Na verdade, ela está bem cansada de ser lembrada constantemente do quanto a vida famosa do pai foi horrível e de como foi maravilhoso para ele aceitar a Cristo… Impulsionada por seus próprios sonhos, Grace grava um demo, onde canta a canção do pai em seu próprio estilo e envia para Mossy. Ele não demora a responder a garota e no dia seguinte Grace já está em Los Angeles pronta para se dedicar na busca pela fama. 
Os pais só descobrem depois que Grace fugiu e mesmo após tentativas de trazê-la de volta para casa, Grace continua em Los Angeles e começa a trabalhar em sua carreira musical. A vida começa muito glamourosa para a garota, um apartamento só para ela, novo estilo de roupas, é convidada por um astro de uma série teen para sair… Nem o fato de estar distante dos pais parece incomodá-la, o único problema para Grace é que ela não sabe compor, e mesmo assim acabou prometendo para Mossy que entregaria uma música em breve.

Grace começa a descobrir que o mundo da música não é tão fascinante quanto parecia, e o que seu verdadeiro problema não é a proteção excessiva do seu pai, o seu próprio desejo por fama ou a falta de inspiração para compor. O seu problema é ela mesma e o seu relacionamento com Deus. Desejemos sorte para Grace conseguir resolver essa questão! 
Vou parar por aqui, porque já estou dando spoiler demais! Vou só resumir dizendo que o filme vale a pena ser visto, você curtirá a trilha sonora, a qualidade das cenas e o roteiro também é bom! Em alguns momentos dá vontade de segurar a Grace e dar na cara dela, mas aí me lembro o quanto somos imaturas nessa troca de adolescência para a vida de jovem adulta. Ah, você também será lembrado que quando fazemos algo para Deus, entregamos o melhor a Ele, não precisamos nos preocupar em enfeitar o futuro, porque o que Ele fará é muito melhor do que imaginamos! 
Alguém por aqui já assistiu esse filme? Tem outros filmes cristãos recentes pra indicar? Please, não quero que minha mãe me force a ver Prova de Fogo de novo, são os mesmos filmes em todas as férias (choro).

Semana abençoada, realezas!   
Escrito por: Thaís

Você também vai gostar

    Você deveria se cobrar menos, minha menina
    Descansa em Deus, menina

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

14 Comments

receba as novidades


Inscreva-se no formulário ao lado e receba conteúdos exclusivos em seu e-mail.
 
 

Acompanhe os vídeos no youtube


desenvolvido por QRNO