28 de Março de 2019
Bom dia, princesa!
“Não deixem que seu coração fique
aflito. Creiam em Deus; creiam também em mim.” 
— João 14:1.
Quando Jesus disse aos discípulos que Ele ficaria entre eles apenas mais um pouco, porque precisava ir para um lugar que os discípulos não poderiam encontrá-lo, que não poderia segui-lo (Jo 13:33), imagino a preocupação e o desespero que recaiu sobre aqueles homens. Pedro chegou a perguntar: “Para onde o Senhor vai?” (v. 36), ao que Jesus respondeu: “Para onde vou vocês não podem ir agora, mas me seguirão mais tarde” (v. 36).
Imagino o burburinho entre aqueles homens, o medo e a exasperação de perderem o seu mestre. Parafraseando Augustus Nicodemus, como a partida de Jesus se encaixava com a expectativa que havia sobre Jesus de que Ele traria o tão esperado Reino de Deus?
O fato de Jesus também ter exposto, ainda no capítulo 13, que Pedro não morreria por Ele, mas que na verdade o trairia 3 vezes, também deve ter suscitado entre os discípulos medo e vergonha. Mas esses sentimentos não emanavam de Jesus, não era assim que o Mestre gostaria que seus seguidores se sentissem. Por isso, disse aos discípulos: “Não deixem que seu coração fique aflito. Creiam em Deus; creiam também em mim.” (Jo 14:1) Jesus não queria que seus amigos ficassem perturbados e esquecessem de toda paz que Ele os ensinou a ter. Jesus desejava mostrar aos discípulos que mesmo que eles ainda não fossem capazes de compreender o que Pai e Filho estavam fazendo, que mesmo assim eles confiassem em Jesus.
Ao dizer “Creiam no meu Pai, e creiam em Mim”, Jesus estava lhes mostrando que a iminência da Sua morte não deveria preocupá-los nem os conduzirem ao desespero. Nem a revelação da traição de Pedro deveria causar isso neles. Porque Jesus estava os ensinando que Ele e o Pai eram um, afinal quem vê a Jesus, vê a seu Pai (Jo 14:9). E assim como o Pai nunca havia abandonado o seu povo, Jesus também não os abandonaria. Jesus morreu por nós naquela cruz, mas não abandonou os discípulos. Jesus sabia que Pedro cairia ao negá-lo, mas não abandonou Pedro.
Quantas vezes nós somos como os discípulos, medrosas e inseguranças, acreditamos que Jesus se esqueceu de nós, que nos abandonou, que não nos quer mais devido aos nossos erros e falhas. Mas isso não é verdade! Jesus nos diz: “Não se preocupe, creia no Pai e também em Mim!”. Mesmo que você não entenda o que está acontecendo na sua vida hoje, creia que Jesus não te abandonou, Ele e o Pai tem o controle da sua história!
Se você errou, falhou, pecou, não condene o seu coração se afastando de Jesus, porque em Jesus há perdão, cura e resgate. Jesus não nos afasta e nos julga, Jesus abre os braços e nos cura!
[Oração do dia]
Amado Jesus, obrigada por se entregar por mim naquela cruz! Obrigada por me trazer vida, perdão e cura. Mestre, assim como ensinastes aos Seus discípulos a depositar em Ti a confiança, a crer que não há outro como Deus e que Ele tem todo o controle de nossa vida, me ensina a confiar mais em Ti, e a não viver cheia de medo e insegurança. Creio que tens preparado a nossa morada no Céu e anseio pelo dia em que poderei Vê-lo face a face.
Escrito por: Thaís Oliveira

Você também vai gostar

    Será que vale a pena (mesmo) esperar?
    Querido futuro marido,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

receba as novidades


Inscreva-se no formulário ao lado e receba conteúdos exclusivos em seu e-mail.
 
 

Acompanhe os vídeos no youtube


desenvolvido por QRNO