21 de Fevereiro de 2019
Ao decorrer da caminhada, alguns dias são mais difíceis do que outros. O coração fica apertado, a garganta fecha e dá uma vontade enorme de correr para casa, para o refúgio do quarto e das cobertas. Por mais adorável que fosse, a fé não cria em nós uma camada protetora que nos impede de sentir medo. Na verdade, o medo é uma das características que nos faz humanas. Não somos a mulher maravilha ou qualquer outra heroína que encara os desafios com os seus super poderes sem temer.
Por um tempo eu pensei que por causa da minha fé eu não deveria ter medo. Eu não deveria me deixar sentir medo da incerteza do amanhã, ou medo do que as pessoas poderiam fazer comigo. Não podia temer os dias difíceis e angustiantes de espera por uma promessa. Mas, deixa eu te contar uma coisa: tudo bem ter medo!
Deus não se irrita porque você sente medo. Deus não soca paredes porque o seu coração palpitou e você cogitou voltar para casa. Deus não te esquece porque um dia você teve ansiedade e acabou convivendo com ela por um tempo… Deus não se irrita por isso!
 Contudo, através da fé a nossa perspectiva sobre o medo muda. 
Ontem, enquanto lia Gênesis, Deus falou muito comigo sobre o momento de espera, sobre medo e sobre insegurança.
Ao decorrer do livro de Gênesis, nós acompanhamos Abrão deixar a sua terra e a sua parentela para caminhar com Deus. O Senhor prometeu-lhe toda a terra de Canaã, e para isso o homem que ficou conhecido como Pai da fé teve que deixar o mundo que conhecia para iniciar uma jornada de dependência com o Senhor. O Pai prometeu a Abrão toda a terra de Canaã e a seus descendentes, aliás, estes seriam tão numerosos quanto o pó da terra (Gn 13:14-16).
Em meio a espera, Abrão que não era nenhum super herói, também deparou-se com o M.E.D.O.
“Abrão, não tenha medo. Eu o protegerei de todo perigo e lhe darei uma grande recompensa.” (Gn 15:1)
Antes mesmo que Abrão pudesse externalizar esse medo e contá-lo a Deus, o próprio Senhor conversou com o “super humano” sobre seu medo, dizendo-lhe que não precisava temer. Naquele momento, o medo de Abrão não evaporou de forma imediata. Na verdade, ele aproveitou para apresentar a Deus suas dúvidas.
“Ó Senhor, meu Deus! De que vale a tua recompensa se eu continuo sem filhos? Eliézer, de Damasco, é quem vai herdar tudo o que tenho. Tu não me destes filhos, e por isso um dos meus empregados, nascido na minha casa, será o meu herdeiro.” (Gn 15:2)
Gosto muito dessa passagem, porque ela deixa claro o quão humano Abrão era e o quanto ele expressa a sua vulnerabilidade a Deus. Muitas das vezes, muitas de nós, cobram-se a perfeição. Querem confiar cegamente e nunca temer. Mas Deus não exige isso de você. Deus compreende que a nossa carne é falha, sensível.
Não estou querendo dizer que viver com medo é normal, e que ele pode fazer parte da sua vida. Não é nada disso! Estou dizendo que, em alguns dias o mundo a nossa volta fica tão pesado que é normal temer. Contudo, o que fazemos com o medo é a grande chave da questão.
Confesso que hoje eu tive medo. Meu coração ficou tão apertado! Como eu desejei correr para casa, voltar a ser criança e me esconder nos braços da minha mãe. Por um momento, eu comecei a pensar em tudo o que eu poderia estar fazendo para as coisas andarem mais rápido para a minha promessa finalmente acontecer, por um momento lamentei por não ser perfeita e cometer erros no trabalho, temi que a vontade de Deus não acontecesse na minha vida…
Mas na mesma hora eu me lembrei o que eu devo fazer com o medo: apresentá-lo a Deus, assim como fez Abrão. Deixei minha mesa por alguns minutos e corri para o banheiro. Orei. Contei a Deus que eu estava com medo e porque estava.
Na mesma hora me veio a memória um trecho de um livro da Stormie Omartian que tenho lido nas últimas semanas que diz assim,
“A verdade, porém, é que, quando você tem o temor do Senhor, não precisa viver com medo de mais nada. Ao transformar Deus em sua referência, na fonte de sua vida, ele passa a protegê-la. Na verdade, ele diz que devemos mergulhar em seu amor, que dissolve todo medo, e confiar que ele nos manterá a salvo. Quando sentirmos medo, podemos ir a Deus que ele lançará  fora esse sentimento.” (30 dias para tornar-se uma mulher de oração, p. 96)
“Se você fizer do Altíssimo o seu abrigo, do Senhor o seu refúgio, nenhum mal o atingirá, desgraça alguma chegará à sua tenda” (Sl 91:9-10).
Em II Timóteo 1:7, nós aprendemos que Deus não nos deu um espírito de temor, mas sim um espírito de fortaleza, de amor e moderação. O medo é descrito por Paulo como um espírito que escraviza, levando-nos como cativos atemorizados (Rm 8:15). Por isso, nós podemos rejeitar o medo, não aceitá-lo, porque nós recebemos um espírito de adoção, que nos tornou filhas de Deus — um Pai que nos guarda, que nos fortalece.
Deus é o Pai que te escuta chorando à noite. Deus é aquele que nos encontra no banheiro do trabalho e nos escuta contar nossos medos. Deus é quem segura a nossa mão quando ninguém mais está lá. 
Deus não quer que você nunca mais tenha medo. Deus quer que toda vez que você temer, não escolha lidar com esse medo sozinha, mas sim, tome a decisão de entregar esse medo nas mãos dEle.
Quando você confia o seu medo nas mãos do Aba, Ele troca o seu medo por força, Ele cura as áreas em você que estão fragilizadas e te renova para continuar prosseguindo. O fato de você ter medo e entregá-lo a Deus, não significa que você não tem fé. Significa que você confia nEle tanto, que deposita em Suas mãos poderosas todas as suas vulnerabilidades, toda a sua humanidade.
Você não precisa ser uma mulher maravilha. Você precisa ser filha. Uma filha não precisa lidar com seus medos e inseguranças sozinha, porque ela sabe que pode contar tudo para o Pai.
Porque o amor de Deus lança fora todo medo!
Quando eu saí do banheiro, meu medo tinha sido trocado por esperança.
Quando deixei o banheiro, meu coração estava aquecido por ter sido lembrando que há um Deus que me ama mesmo quando estou vulnerável e falha.
Escrito por: Thaís

Você também vai gostar

    Descansa em Deus, menina
    Pureza é poder: por que Deus nos pede a pureza sexual?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

receba as novidades


Inscreva-se no formulário ao lado e receba conteúdos exclusivos em seu e-mail.
 
 

Acompanhe os vídeos no youtube


desenvolvido por QRNO