18 de Setembro de 2014

Oi princesas! Como vocês estão? Espero que bem! Hoje faz um mês que minha jornada na universidade começou, um sonho que se tornou real no tempo certo de Deus. Como tinha dito, antes de começar as aulas, vou contar pra vocês um pouquinho das minhas primeiras experiências e se vocês quiserem continuo contando nos próximos anos haha

Sempre achei que eu iria pagar grandes micos nos meus primeiros dias de aula na faculdade, porque onde há Thaís há grandes micos! Achei que as pessoas iam ser um pouco mais sérias e que o meu mundo todo seria diferente, afinal nós aproveitamos ao máximo o último ano do ensino médio para sermos crianças terríveis, que caem no meio da sala, fazem guerrinha de água no recreio e jogam bola na educação física com os meninos e caem mais do que fazem gols. É, eu fiz tudo isso achando que precisaria me tornar adulta logo e embora uma parte seja verdade, já que agora moro em outro estado sem a companhia dos meus pais e eu tenha que ser gente grande na maioria das vezes, acabei descobrindo que não preciso crescer tanto assim.

Graças à Deus sempre fiz grandes amigos na minha caminhada escolar e desde que passei e fiz minha matrícula na UFRRJ, comecei a orar para que fizesse grandes amigos aqui também e não é que Ele me trouxe um presentão? Conheci uma galera super especial, cada um com seus gostos e manias, com seus sonhos e objetivos, que não vieram pra me completar, mas para somar. E assim como eu eles são bagunceiros, faladeiros – alguns nem tanto -, são crianças aprendendo a ser gente grande! E nós combinamos direitinho.

A universidade é uma porta para um universo completamente novo, desde a semana de integração até ao primeiro almoço no bandejão, tudo exige de você a abertura necessária para experimentar o que é diferente e bom. Nós tivemos o trote, uma aula trote que foi a coisa mais horrível do mundo! Pense no seu pior professor e o multiplique 4 vezes. Nem assim você conseguirá imaginar o professor da nossa aula trote, ele pediu que lêssemos diversos livros em inglês de sociólogos pra semana seguinte e falou que a nossa escolha pra vida era horrível ;s Ele estava frustando os nossos sonhos! kk Já deixo um aviso, se um professor fizer isso nos seus primeiros dias de aula na faculdade se liga porque pode ser trote!

Estou tendo a oportunidade de estudar em uma das universidades mais lindas do Brasil, então não dá pra não se apaixonar pelos prédios antigos e pela natureza da Rural. Embora o sol pareça ter escolhido ficar mais próximo de nós e ir para qualquer lugar exija uma longa caminhada, tudo é ainda melhor do que eu havia imaginado.

O legal da Rural é que cada um pode ter o seu estilo e ter a tranquilidade de andar sem sofrer preconceito ou repreensão. Tem os arrumadinhos de Economia, os mais esportistas de Educação Física, os mais largados da área de Humanas! Tem de tudo um pouco e isso é uma das coisas mais legais, você acaba conhecendo pessoas dos mais diferentes lugares e dos estilos mais diversos, dá pra inspirar muita gente e ser inspirada também.

Claro que a universidade tem seus pontos negativos, é por isso que precisamos crescer também, é importante manter-se você mesmo e ter um vigilância com as pessoas com quem você anda. Orar, vigiar e ter cuidado com o testemunho que dará, afinal fomos chamadas para sermos luz né?

Vou parar por aqui porque senão não paro mais e há páginas e mais páginas de História Antiga pra eu ler, então… Vejo vocês na próxima! Mil beijos e permaneçam na paz do Senhor.

Escrito por: Thaís

Você também vai gostar

    Aquele que veste os lírios do campo está cuidando de você
    Moça, não se desespere! É tudo no tempo do Aba

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

6 Comments

receba as novidades


Inscreva-se no formulário ao lado e receba conteúdos exclusivos em seu e-mail.
 
 

Acompanhe os vídeos no youtube


desenvolvido por QRNO