3 de Março de 2020

Bom dia, Princesa! Tudo bem com você? Espero que sim.

Então o Senhor Deus ordenou a Gideão: “Vá com toda a sua força e livre o povo de Israel dos midianitas. Sou eu quem está mandando que você vá”. Gideão respondeu: “Senhor, como posso libertar Israel? A minha família é a mais pobre da tribo de Manassés, e eu sou a pessoa menos importante da minha família.” (Juízes 6:14-15)

O Senhor tem um cuidado especial ao escolher homens e mulheres para usar como instrumento. Acalme-se, os critérios dEle pouco tem a ver com habilidades, riqueza, coragem, destreza ou qualquer outra qualidade humana. Diferente de nós, que desde pequenas aprendemos que deveríamos sempre escolher as pessoas mais capacitadas e fortes, aquelas que trariam vantagens para nós — não era assim que escolhíamos os nossos times para os jogos de queimada ou qualquer outro pique na rua? —, o Senhor está mais atento aos corações, escolhendo aqueles que confiam nEle e que o servem com fidelidade. Mas e a capacitação, não é necessária? É, e Ele mesmo se preocupa em preparar seus escolhidos.

Gideão é um exemplo interessante da ação de Deus. Quando o anjo do Senhor lhe apareceu e disse que Deus o havia escolhido para liderar seu povo em busca de libertá-los dos midianitas, Gideão estava longe de sentir-se preparado para o trabalho, e mais ainda, não se via digno de tal tarefa: “Senhor, como posso libertar Israel? A minha família é a mais pobre da tribo de Manassés, e eu sou a pessoa menos importante da minha família” (Jz 6:15).

O Senhor, contudo, tinha uma visão diferente de Gideão, o via como corajoso (Jz 6:12), e mais importante do que isso, Deus sabia que o que importava de fato era que Ele estaria com Gideão, era Ele quem o ajudaria e traria a vitória. Assim disse o Senhor a Gideão: “Você pode fazer isso porque eu o ajudarei. Você esmagará todos os midianitas como se eles fossem um só homem” (Jz 6:16).

Deus escolhe homens e mulheres, garotas e garotos simples, pessoas que muitas vezes possuem poucos recursos, limitações e receios. Ele escolhe os tímidos para pregar, os humildes para liderar, os fracos para guiar. Por quê? Porque o que faz o trabalho de cada um desses filhos simples ser efetivo é a mão dEle! É a dependência e confiança no Senhor que faz com que garotas comuns, como você e eu, façamos coisas grandes. E por que a simplicidade? Para que todos possam ver a grandiosidade dEle! Para que todos possam ver o Deus poderoso e milagroso a quem servimos.

Anime-se, garota simples! As suas limitações não te impedirão de ser um instrumento nas mãos do Aba.


Podcast

Lembrando Princesa, que em nosso Podcast nós disponibilizamos todos os nossos devocionais. Nos seguindo em alguma das plataformas, você tem acesso gratuito. Na nossa aba Podcast você pode conferir em quais plataformas nós estamos além do Spotify (que já deixo aqui pra você começar a dar play ♥).

Escrito por: Thaís Oliveira

Você também vai gostar

    Será que vale a pena (mesmo) esperar?
    ca-rên-cia

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

receba as novidades


Inscreva-se no formulário ao lado e receba conteúdos exclusivos em seu e-mail.
 
 

Acompanhe os vídeos no youtube


desenvolvido por QRNO