19 de Setembro de 2015
Pra quem leu a resenha de Herdeiros do Trono há algumas semanas atrás, eu disse que não tinha me contido e segundos após terminar o primeiro volume fui correndo atrás do segundo, né? Pois é a mais absoluta verdade e em menos de cinco dias detonei Círculo de Fogo, a culpa da demora em trazer a resenha é do próprio livro, porque parei todos os outros textos que tinha pra ler por causa dele e estou até hoje em pendência com os textos da faculdade #fato.
* Contém uma pitada de Spoiler *
Após Pedro e Eloise descobrirem que são os legítimos herdeiros do trono de Petra, entrar e vencer o Torneia de Bravura deixa de ser apenas um sonho e se torna uma obrigação, porque todo rei de Petra precisa ter passado pela Academia de Cavalheiros. Durante a primeira parte do romance acompanhamos os dois irmãos, acompanhados dos melhores amigos, Tommy e Isabel, durante os desafios do torneio. Cenas de aventura se seguem enquanto os quatro precisam vencer labirintos, corridas de cavalo em matas fechadas, duelos de braço e espada, e ainda tem que lidar com Estéfano Talmoi, um rapaz idiota que cria confusão e ódio contra os mestiços do reino e que fará de tudo para roubar de Tommy o coração de Eloise. 
Ah pois é, além das emoções do torneio, de acompanhar ansiosamente se os nomes dos quatro estarão entre os aprovados em cada competição, é preciso lidar com o romance de Eloise e Tommy, que a cada cena fica um pouquinho mais fofo… 
“Foi como se o sol explodisse espalhando luz e calor por toda parte. Tommy beijou-a, trazendo-a para si, de maneira impetuosa, sentindo a força de mil estrelas explodindo em seu peito, simultaneamente. Alto tão pleno, tão intenso, tão verdadeiro… que ele queria que durasse por toda a eternidade.”
E como se não bastasse, os jovens tem que lidar com a presença do rei Edgar Belmonte, o tio usurpador que o lado de sua mãe, Elba, são responsáveis pela morte de Pietro, o pai de Pedro e Eloise. O tio está na cidade para acompanhar o torneio e garantiu muitas surpresas, o que deixa os quatro jovens receosos, será que ele descobriu que existem herdeiros para o trono que ele ocupa? E se descobriu quais serão os seus passos? 
“O Guardião, enfim, descobrira os planos do rei. Entretanto, era tarde demais. A Ordem não poderia agir, tampouco explicar o que estava por vi. Sequer havia tempo de preparar os herdeiros para a mudança repentina que tomaria  de assalto, não somente os filhos de Pietro, mas um reino inteiro.”
Dessas questões surge uma reviravolta que nos conduz para a segunda parte do livro, Pedro e Isabel viajam por algumas partes reino de Petra a bordo de um navio comandado por um ex-pirata, enquanto Eloise, Tommy e Arnon flutuam pelo céu no Pelicano, um dirigível moderno que me deixou com a maior vontade de ser uma das passageiras! Fazendo paradas em várias partes do reino, os jovens tem que reunir pedaços de um mapa que os levará a um passo mais perto de conquistarem o trono. Enquanto viagem, eles tem contato com a realidade do reino, com a dor, o desespero e as desigualdades sociais espalhadas por todo lugar.
“Pedro tinha consciência de que resolver o caos social instalado em Zadoque não se resumia em destronar Edgar e em devolver o trono a ele e Eloise. Embora fundamental para garantir o restabelecimento da justiça e o respeito às Leis do Criador, a restituição do trono por si só, não colaria os pedaços quebrados do Reino Unido. Não faria o exército separatista de Zadoque assinar a rendição. Não terminaria, imediatamente, com a guerra civil de Kedah, tampouco acabaria com a divisão étnica em Gazara.”


Desafios surgem dentro dos próprios jovens, Eloise tem que lidar com uma dupla personalidade que a põe em saia justa em um triângulo amoroso com Tommy e Arnon; Isabel lida com as lembranças de um quase estupro que mexem com a sua cabeça e fazem com que ela deseje salvar todas as garotas que passam pela mesma situação. Tommy receia perder Eloise e Pedro se descobre apaixonado por Isabel, será que ela corresponderá? 
Somos apresentados a novos ambientes e personagens, que trazem um brilho a mais a trama, conhecemos mais a fundo a maldade de Elba e suas estratégias sujas, temos mais contato com o passado dos irmãos Belmonte e surtamos desejando que um futuro melhor esteja a espera deles! E se tudo não bastasse (de novo!) Elysanna nos conduz a terceira parte do livro, onde descobrimos o que é o tal Círculo de Fogo e só digo uma coisa: se prepare para roer as unhas! 
Geralmente séries literárias não fazem parte do meu hall de leitura, acho que é por não aguentar ficar sem saber o que acontecerá no livro seguinte, e dessa vez não pude escapar desse drama, porque estou numa espera horrível pelo terceiro volume (choro). Mas devorar as páginas desse universo criado pela Ely tem sido muito bom, porque seus personagens foram bem construídos e é possível vê-los amadurecer a cada novo desafio. Ter uma ficção que trabalhe com toda a magia da ficção e a fé ao mesmo tempo é algo maravilhoso, porque há poucos assim por aí. E não sei, o universo de Petra foi capaz de prender a minha atenção, só isso.   

Ano: 2014
Páginas: 312
Idioma: Português
Editora: Independente

Escrito por: Thaís Oliveira

Você também vai gostar

    Devocional gratuito para baixar
    Não desperdice a sua quarentena

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

11 Comments

receba as novidades


Inscreva-se no formulário ao lado e receba conteúdos exclusivos em seu e-mail.
 
 

Acompanhe os vídeos no youtube


desenvolvido por QRNO