18 de Junho de 2019

“Mas Deus demonstra seu amor por nós: Cristo morreu em nosso favor quando ainda éramos pecadores.” — Romanos 5:8

Em meio a correria da vida, imersas em nossas limitações e dificuldades, nós podemos oscilar como se estivéssemos em uma montanha-russa. Um dia acordamos super/hiper/mega felizes com Deus. Em nosso coração brota a certeza de que somos A.M.A.D.A.S., de que fomos salvas e resgatadas das trevas, e que N-A-D-A pode nos separar desse amor. Nesses dias, nosso carrinho está em um ponto bem alta de nossa montanha, e tudo está bem. Mas no dia seguinte, nós acordamos completamente diferentes, em uma descida insana, que faz com que nossa ansiedade aumente e nossa insegurança ganhe força.

Desanimadas, cansadas, fartas das nossas dificuldades. Olhamos a nossa volta e perplexas pensamos: “Será mesmo que Deus me ama?”. E como num passe de mágica (ou como um carrinho descarrilhado) nós esquecemos das filhas amadas que éramos ontem mesmo.

Princesa, muitas vezes nós pautamos o nosso relacionamento com Deus com base no nosso amor por Ele. Acreditamos que somos filhas amadas apenas quando estamos acertando, quando nossos passos são bens sucedidos, e quando conseguimos seguir todo o nosso cronograma de oração e estudo bíblico. Ao notarmos que estamos falhando, que não conseguimos ler a Bíblia todos os dias ou que não oramos o suficiente, e pior, que pecamos de novo, nosso emocional vai lá embaixo e nossa voz interior grita: “Você não é amada!”.

Querida, a base do nosso relacionamento não pode ser o nosso amor por Deus, uma vez que nós somos falhas, complexas e em certos momentos até mesmo infiéis. O fundamento de nosso relacionamento com o Aba deve estar no amor que Ele sente por nós, porque foi o Senhor que nos amou primeiro, foi Ele quem escolheu nos amar antes mesmo que nós nascêssemos. Foi Ele quem decidiu enviar o seu Filho Unigênito para nos salvar quando ainda éramos pecadoras (I Jo 4:10).

Sabe aquela semana em que você não conseguiu ler a Bíblia todos os dias? Deus não te amou menos por isso. Sabe aquele dia em que você fraquejou e caiu em um velho pecado? O Aba não deixou de te amar. Ele continua nos amando, porque o amor dEle não é pautado em nosso amor por Ele! Isso significa que nós temos desculpa para vivermos de maneira que fira a Deus? Não! Mas sim que o amor do Senhor não é baseado no que você faz ou deixa de fazer.

Hoje você pode fazer uma escolha: permanecer nessa montanha-russa inconstante, sentindo-se amada em um dia e odiada no outro, ou sentir-se amada todos os dias. Compreenda uma coisa: você é amada, porque Deus decidiu te amar! Fundamente sua vida não no quanto você ama ao Senhor e no quanto tem feito e ainda poderá fazer por Ele, mas sim no quão amada você é por Ele! Essa mudança de foco mudará toda a sua perspectiva de vida!

Ei, garota! Deus te ama e ninguém jamais mudará isso!


Lembrando princesa, que você pode ouvir nossos devocionais em primeira mão em nosso Podcast, disponível no Spotify e na SoundCloud.

Escrito por: Thaís

Você também vai gostar

    Uma fonte inesgotável de esperança
    Além da tempestade, há um céu azul

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

receba as novidades


Inscreva-se no formulário ao lado e receba conteúdos exclusivos em seu e-mail.
 
 

Acompanhe os vídeos no youtube


desenvolvido por QRNO