12 de Junho de 2019

O tempo passa depressa, não é?

A vida corre ligeira. Os dias começam e terminam. O seu rosto muda diante do espelho. O tic-tac do relógio não para, mas quando o assunto é sua vida amorosa… Parece que o tempo estagnou, né? Aposto que você já pensou: “Poxa, o amor chegou para todo mundo, menos pra mim!”

Talvez você se sinta traída. Há anos resolveu confiar sua vida amorosa nas mãos de Deus, e tem feito tudo direitinho…

( X ) Guardado o coração;

( X ) Não tem se envolvido em relacionamentos só por prazer e curtição;

( X ) Tem buscado viver em pureza e santidade.

Tem até ido a seminários, palestras e lido livros sobre a importância de esperar no Senhor e confiar. Mas, poxa! Tem hora que parece que Deus não tem colaborado muito.

Hoje é dia dos namorados de novo. Na timeline do seu Facebook e no seu Instagram, você pode ver inúmeras fotos de casais e textos apaixonados. Talvez tudo o que você queira é ter a chance de ter um amor para quem fazer uma declaração também.

Pode ser que hoje, logo hoje, a carência esteja batendo na sua porta e enchendo sua cabeça de perguntas: “Será que vale a pena esperar mesmo?”, “E se só hoje você curtisse um pouquinho?”, “Você tem certeza meeeesmo que Deus se preocupa em cuidar da vida sentimental dos Seus filhos? Ele não tem coisas mais importantes para fazer?”.

Querida, hoje eu quero te convidar a não dar ouvidos a carência, porque ela é muito perigosa. Segundo o dicionário online, a palavra carência significa “necessidade de alguma coisa básica; falta, privação”. É como se o seu corpo necessitasse estar com alguém. Você necessita ser abraçada, beijada e amada, e quando você não permite que o seu corpo sacie essa necessidade, você está se privando de algo que é necessário. Ao invés de se encher com o amor, você está cheia de carência.

E quando você dá voz a sua carência, ela é como um monstro preso em uma caverna, que grita: “Me dê o que eu preciso!! Agoraaaaa!”. Pesado, né? Mas a carência é perigosa mesmo. É ela que faz com que inúmeros jovens entrem e saíam de relacionamentos a todo instante, jovens sedentos por ser amados, reconhecidos e respeitados. Jovens que procuram um amor capaz de saciar uma carência gigante que grita em seu interior. A carência nos faz buscar em pessoas aquilo que elas não podem nos dar.

A carência nos engana dizendo que nós só seremos felizes e completos quando encontrarmos nossa cara metade, mas isso é uma mentira enorme, princesa. Porque essa necessidade toda que nós sentimos de encontrar alguém que nos ama, que nos complete e que seja capaz de sanar nossas carências jamais poderá ser suprida por outro ser humano!

Você só será feliz, só será inteira de verdade, quando estiver em um relacionamento sério com o seu Pai. Essa sim é a mudança de status mais ousada e poderosa que você pode fazer!

O romancista russo, Fiodor Dostoieviski, uma vez escreveu: “Há no homem um vazio do tamanho de Deus”. O matemático Blaise Pascal não fui muito longe e também disse: “Há no homem um buraco na forma de Deus”. Não é novidade nenhuma que há milhares de anos, a humanidade busca saciar suas carências e o seu vazio em satisfações passageiras. Muitas pessoas são influenciadas pela nossa cultura a buscar em um parceiro a satisfação que elas não alcançam em si mesmas. Mas essa busca não leva a satisfação, porque nós só estaremos completas quando tivermos um encontro sincero com o nosso Criador.

Princesa, tudo o que o inimigo das nossas almas deseja é que nos rendamos a nossa carência e busquemos uns nos outros o amor que só o Senhor pode nos dar. Por isso, não podemos nos render a ela.

Por mais cansada que você esteja de esperar e confiar em Deus a sua vida amorosa, não dê ouvidos ao cansaço. Permaneça confiando no seu Pai, porque se um pai humano, que é tão mal, é capaz de dar coisas boas aos seus filhos, imagina o Senhor? Também não caía no erro de pensar que o Senhor tarda, erra ou te esquece, porque Ele jamais perde o controle da nossa história, e como o autor de Eclesiastes escreveu: há um tempo determinado para cada coisa (Ec 3:1)!

Muitos jovens sofrem porque olham para o momento de espera como uma caverna escura, onde eles são obrigados a ficar sentados, esperando, enquanto todos que já encontraram a tampa para a sua panela estão lá fora se divertindo. Ei, a vida não vai começar quando você finalmente encontrar o homem da sua vida! A vida já começou. Paulo em sua carta aos Coríntios nos dá um grande conselho sobre o que fazer em nossa solteirice: dedicar o nosso tempo ao Senhor! Durante nosso período como solteiras, podemos contribuir com o Reino, servindo, desenvolvendo nossos dons e ajudando outras pessoas, muito mais do que poderemos quando casarmos (I Co 7:34).

Por isso, ao invés de se lamentar por passar mais um dia dos namorados sozinha, lembre-se que você é uma Filha Amada! Foi resgatada por um Deus que é o próprio amor e só o amor dEle pode saciar todas as suas carências!

Não esqueça: a sua solteirice não tem nada ver com uma privação. Deus não está te punindo ou te impedindo de se divertir. Pelo contrário, essa é uma época para você aprender, crescer e se desenvolver. E acima de tudo, é época de glorificar ao seu Pai em tudo o que você fizer!

Não tenha dúvidas de que depositar sua vida amorosa nas mãos de Deus é uma boa escolha! O Senhor se importa sim com sua vida sentimental e se alegra quando você confia o seu coração a Ele. Alegre-se e dê graças ao Senhor (I Ts 5:16-18), porque Ele é um Deus bom, um Pai sempre presente!

Nossa esperança está no Senhor; ele é nosso auxílio e nosso escudo. Nele nosso coração se alegra, pois confiamos em seu santo nome. Que o teu amor nos cerque, Senhor, pois só em ti temos esperança.

— Salmos 33:20-22.

Essa espera irá valer a pena, moça!

Para concluir, deixo vocês com essas palavras maravilhosas da Elisabeth!

A vida de solteira pode ser apenas uma etapa da jornada da vida, mas toda etapa é um presente. Deus pode substituí-lo por outro presente, mas o receptor aceita Seus presentes com ações de graças. O presente para esse dia. A vida de fé é vivida apenas um dia de cada vez, e tem que ser vivida [realmente] – não olhando sempre para o futuro e pensando que a vida “real” está na próxima esquina. É apenas pelo hoje que somos responsáveis. Deus ainda é o dono do amanhã. — Elisabeth Elliot.

Pronta para ser grata pelo hoje?

Seja grata e continue confiando no seu Pai!

Escrito por: Thaís

Você também vai gostar

    Uma fonte inesgotável de esperança
    Além da tempestade, há um céu azul

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

receba as novidades


Inscreva-se no formulário ao lado e receba conteúdos exclusivos em seu e-mail.
 
 

Acompanhe os vídeos no youtube


desenvolvido por QRNO