23 de Maio de 2019



Bom dia, Princesa! Como você está? Espero que bem!

“Entrem por suas portas com ações de graças e, em seus pátios, com cânticos de louvor. Deem-lhe graças e louvem o seu nome. Pois o Senhor é bom! Seu amor dura para sempre, e sua fidelidade, por todas as gerações.” 
— Salmo 100:4-5. 

Um dia desses um circo chegou à cidade. Suas lonas vermelhas e todos aqueles cheirinhos de pipoca, churros e batata-frita não demoraram a nos convencer a ir. Há um bom tempo eu não me encantava com números de malabarismo, palhaços e com cinco motociclistas no temível globo da morte… Mas enquanto eu estava ali, durante duas horas rindo e me divertindo com a minha família, um pensamento não parou de martelar em minha cabeça e eu queria compartilhá-lo com você.  

Sentada em uma cadeira azul, debaixo de uma enorme lona vermelha, com todas aquelas luzes e risadas, eu pensei em quantos espetáculos nós perdemos ao longo da vida. E por espetáculo eu não quero dizer todos os shows realizados pelos circos itinerantes, mas sim aqueles espetáculos simples e gratuitos que acontecem todos os dias, mas que quase não vemos por que estamos ocupadas demais, ou focadas em nossas dificuldades e tristezas.  

Quando foi a última vez em que você viu o sol se pôr? Ou reparou nas flores que crescem nas ruas do seu bairro? Você se lembra da última vez em que tomou o seu sorvete favorito ou que deu uma risada descontrolada, que fez a sua barriga doer? E quando foi que você passou um bom tempo se divertindo com as pessoas que ama? 

Talvez seja clichê, mas a vida não está muito longe de ser um grande espetáculo, com algumas cenas dramáticas e tristes, e outras tantas bonitas e divertidas. A verdade é que, por mais difícil que esteja a cena que você está contracenando agora, sempre há um motivo para sorrir e agradecer. Afinal, você está de pé de novo, o sol está raiando lá fora (ou se estiver escondido pelas nuvens, lembre que acima delas o céu é sempre azul e o sol está radiante) e você nunca, nunca mesmo, está sozinha.  

A vida é mesmo um grande espetáculo, e sabe o que é mais legal? Poder soltar a caneta e deixar que o Autor da Vida seja o escritor responsável pela nossa história! Quando nós controlamos a caneta sozinhas, podemos pegar caminhos enganosos e tortuosos, mas Ele jamais perde o controle da história, mesmo que algumas cenas sejam doloridas e difíceis, Ele faz questão de que tudo coopere para os que nEle confiam.       

Hoje, quando você estiver voltando do trabalho ou da faculdade, não fique remoendo tudo o que tem que fazer quando chegar em casa ou se lamentando pelas dificuldades que te cercam. Faça o contrário, olhe pela janela e veja o sol se pôr. Tome uma xícara de café fumegante com alguém que você ama e coloque o papo em dia. Assista alguma coisa divertida e sorria… E acima de tudo, seja grata! Porque o Aba continua no controle da sua história. 

***

Você pode ouvir nossos devocionais em nosso Podcast, disponível no Spotify e Soundcloud.
Escrito por: Thaís

Você também vai gostar

    Menos competição, mais incentivo
    Mais amor, por favor

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

receba as novidades


Inscreva-se no formulário ao lado e receba conteúdos exclusivos em seu e-mail.
 
 

Acompanhe os vídeos no youtube


desenvolvido por QRNO