29 de Abril de 2019
“E nós recebemos o Espírito de
Deus, e não o espírito deste mundo, para que conheçamos as coisas maravilhosas
que Deus nos tem dado gratuitamente.” — I Coríntios 2:12
Olhe a sua volta. Como você
definiria o sistema que rege o mundo? Quais palavras você usaria para definir o
relacionamento entre as pessoas, a busca para alcançar objetivos e a insaciável
busca por satisfação e prazer em que a humanidade tem se arrastado? Nós bem
sabemos que o mundo vive em um sistema ímpio, onde as pessoas não encontram sua
satisfação em Deus, mas sim nos prazeres passageiros desta terra.
A mentira, a luxúria, a cobiça, o
desejo e o individualismo, são apenas alguns dos comportamentos pecaminosos que
estão espalhados por toda parte. Este é um sistema do qual nós não podemos
fazer parte. Outro dia, na EBD, nós estávamos conversando sobre os perigos que
envolvem a naturalização das coisas. Por exemplo, você sabe que mentir é
errado, mas está inserido em um ambiente em que todos mentes, e com o tempo
acaba se acostumando com isso, até que começa a mentir também, crendo que não
há problema algum, que é normal… Pronto, você foi naturalizada!
Nós precisamos ter muito cuidado
com os comportamentos e manias que imperam neste mundo. Nós precisamos estar
atentas para sermos influenciadoras e não influenciadas. Porque quando nós
concordamos com o sistema que impera neste mundo, nós nos alinhamos com o
inimigo do nosso Senhor.
Em I Coríntios 2, nós vemos que
Deus se revelou a nós através do Espírito Santo, e que o Espírito sonda todas
as coisas, até mesmo as coisas mais profundas de Deus (v. 10). No versículos 10,
nós lemos que nós não recebemos o espírito do mundo — que nos conduz a mentira,
a imoralidade, ao mundo do pecado —, mas sim que recebemos o Espírito que vem
de Deus, para que nós sejamos capazes de entender as coisas que o Senhor fez e
faz por nós.
Nós precisamos resistir ao modo
de pensar e agir deste mundo, mas como faremos isso? Tendo a mente de Cristo! O
Espírito Santo é quem nos faz pensar numa lógica diferente da que predomina
neste mundo, é Ele quem nos ensina a discernir o certo do errado, a injustiça
da pureza. Seja grata ao Senhor, porque Ele nos dá, através da presença do
Espírito Santo em nós, uma mente como a de Cristo todos os dias.
Escrito por: Thaís Oliveira

Você também vai gostar

    Será que vale a pena (mesmo) esperar?
    Querido futuro marido,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

receba as novidades


Inscreva-se no formulário ao lado e receba conteúdos exclusivos em seu e-mail.
 
 

Acompanhe os vídeos no youtube


desenvolvido por QRNO